NewsPraia do Forte Pro

Thiago Camarão bate recordes no Oi apresenta Praia do Forte Pro

O mar da praia do Papagente, no município de Mata do São João, litoral norte da Bahia, não estava dos melhores na sexta-feira (29). Por conta disso, as baterias do Oi apresenta QS 1500 Praia do Forte Pro que estavam previstas para iniciarem às 8h30, começaram com uma hora e meia de atraso. Mas, as condições limitadas não foram problema para Thiago Camarão, que arrancou uma nota 9.5 dos juízes, levantou a torcida e liderou a bateria que ainda tinha Flávio Nakagima, Bruno Galini e Rudá Carvalho.

Jesse Mendes (BRA) - Oi Praia do Forte Pro Jesse Mendes (BRA) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

Camarão confessou que o bom rendimento de Nakagima, o "japonês voador", serviu de estímulo para que ele se concentrasse ainda mais na busca pela melhor onda. "O mar estava bem difícil e eu acabei optando pela direita. A bateria começou bem embolada, com todo mundo com notas baixas e o Nakagima se impondo, ditando o ritmo com nota 8.25. Isso colocou pressão em mim e nos outros adversários. Mas, eu tive calma, segurei a prioridade até aquela direita vir e surfei a onda bem tranquilo, não forcei muito, mas soube tirar o máximo da onda e fui feliz com a nota", disse.

Caetano Vargas (BRA) - Oi Praia do Forte Pro Caetano Vargas (BRA) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

A nota perto do 10 tão desejado foi surpresa para o atual número 101 do QS ranking. "Quando eu cheguei no fundo, o Nakagima me falou que a nota seria um 9 e eu disse que não e que a dele foi melhor. Acabou que saiu 9.5 e eu fiquei surpreso. Estava esperando um 8 ou 8.5. Fiquei amarradão", comentou Camarão.

Outro destaque do quarto dia do Oi apresenta QS 1500 Praia do Forte Pro foi Caetano Vargas, dono da melhor somatória do dia: 15.40. Ele foi o líder da bateria que teve Bino Lopes, baiano e atual campeão brasileiro, Alan Donato e Marcos Corrêa.

Para Vargas, o feito veio para lavar a alma. "Foi muito boa a bateria. Consegui encaixar muito bem no posicionamento, porque é uma onda que tem muita corrente, então você tem que tomar muito cuidado pra ela não te jogar muito pra dentro do pico. Graças a Deus, consegui encontrar boas ondas e passei em primeiro, coisa que já tinha algum tempo que não acontecia", revelou.

Leandro Usuna (ARG) - Oi Praia do Forte Pro Leandro Usuna (ARG) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

GRINGOS AVANÇAM - Dos dezesseis atletas que avançaram para a quarta fase - será disputada em quatro baterias com quatro atletas -, dois são estrangeiros. O primeiro a avançar na competição foi o peruano Joaquim Del Castillo, que liderou a bateria que também tinha os brasileiros Matheus Navarro, Alan Jhones e Yuri Gonçalves. Castillo finalizou a etapa com uma somatória de 13.5 pontos.

Com 25 décimos a menos, o argentino Leandro Usuna também carimbou sua vaga para a próxima fase do Oi apresenta QS 1500 Praia do Forte Pro. Na quarta onda da bateria, Usuna arrepiou com dois aéreos e ganhou nota 8.

Joaquin del Castillo (PER) - Oi Praia do Forte Pro Joaquin del Castillo (PER) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

Na areia, Usuna vibrou por ter liderado a bateria que tinha o baiano Marco Fernandez como favorito. "A bateria foi muito equilibrada, muito disputada. O Fernandez é muito bom atleta, é da casa e conhece bem aqui a Praia do Forte. Mas consegui ser feliz nas ondas. As condições do mar daqui são muito parecidas com as de Mar Del Plata, lá na Argentina, onde moro e treino. Então, eu estava muito confiante e concentrado. Além disso, eu treinei bastante aqui nesse pico e sei que tem que escolher bem a onda. Foi o que fiz quando peguei uma das maiores ondas do dia. Surfei ela toda, surfei bem, com calma", descreveu.

Para Usuna, um dos diferenciais para o bom surfe que vem praticando é a alimentação. "É o combustível do corpo humano. Você precisa estar bem alimentado para poder render bem numa bateria de 25 minutos. Além de treinar muito, tenho me alimentado bem para poder render o máximo que posso. Como muita fruta, verdura e me preocupo bastante com a hidratação, que é de suma importância para nós".

Thiago Camarão (BRA) - Oi Praia do Forte Pro Thiago Camarão (BRA) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

Nesta sexta-feira, no entanto, uma novidade fez parte da alimentação do argentino. "Antes da prova, eu costumo me alimentar com uma salada de frutas, um misto quente, frutas, raízes. Mas, hoje, comi um açaí [fruta típica do norte do país], que me deu bastante energia e me ajudou, com certeza", pontuou.

As quatro baterias da próxima fase serão disputadas com os seguintes surfistas: Del Castillo , Marco Fernandez, Robson Santos e Charlie Brown na bateria um; Leandro Usuna, Matheus Navarro, Miguel Pupo, e Wallace Sampaio na bateria dois; Jesse Mendes, Bino Lopes, Thiago Camarão e Armando Lins na bateria três; e Caetano Vargas, David do Carmo, Franklin Serpa e Flavio Nakagima na bateria quatro.

Flavio Nakagima (BRA) - Oi Praia do Forte Pro Flavio Nakagima (BRA) WSL / Luca Castro / Taurus Comunicação

A disputa volta com tudo neste sábado (30), a partir das 7h00, ao vivo pelo www.worldsurfleague.com

Oi apresenta o Praia do Forte Pro junto com o Governo do Estado da Bahia, por meio da SETRE (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte - Programa Faz Atleta), que ainda conta com o patrocínio da Billabong, Tivoli Eco Resort Praia do Forte, Skol Ultra e Prefeitura de Mata de São João, além do apoio da Federação Baiana de Surf, da Associação de Surf da Praia do Forte, ZooM Comunicação, Gocil e Turisforte.

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it