Hang Loose Pro Contest 30 Anos

Hang Loose Pro Contest 30 Anos é adiado na quinta-feira!

WSL South America

O temido vento sul que entrou rasgando com chuva na tarde da quarta-feira, continuou soprando forte na Praia da Joaquina e a continuação do Hang Loose Pro Contest 30 Anos foi adiada na quinta-feira em Florianópolis. A próxima chamada para a 21.a bateria da segunda fase foi então anunciada para as 7h30 da sexta-feira na praia mais famosa da Ilha de Santa Catarina, que ficou superlotada no segundo dia, relembrando todo o clima de euforia daquele campeonato épico que trouxe o Circuito Mundial de volta para o Brasil em 1986.

Gabriel Medina - Hang Loose Pro Contest 30 Anos Gabriel Medina - WSL / Daniel Smorigo

"Como já esperávamos, o dia amanheceu com vento sul muito forte, mar em transformação, então não teremos competição hoje (quinta-feira)", confirmou Luli Pereira, Head Judge (chefe dos juízes) da World Surf League. "Pelas previsões, esse vento deve diminuir ao longo do dia e faremos uma nova chamada amanhã (sexta-feira) às 7h30, com expectativa de já ter condições de continuar o evento, para terminar no fim de semana com boas ondas".

Diferente dos outros dias, ninguém entrou no mar para surfar na manhã da quinta-feira, pois realmente não havia qualquer condição para isso. Somente os competidores das primeiras baterias do dia compareceram na arena do evento para ouvir a decisão oficial da comissão técnica do Hang Loose Pro Contest 30 Anos, que foi aprovada por todos.

Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos - WSL / WSL South America

"Foi realmente a decisão mais certa mesmo ser um ‘lay day' hoje (quinta-feira). Tem muito vento e as ondas não estão colaborando", aprovou o australiano Ryan Callinan, que está escalado na primeira bateria do dia com o brasileiro Heitor Alves e os peruanos Tomas Tudela e Juninho Urcia. Callinan é um dos estreantes na elite do CT esse ano e tenta confirmar sua permanência no grupo dos top-34 da World Surf League pelo WSL Qualifying Series. No momento, ocupa a nona posição na lista dos dez indicados pelo ranking de acesso.

"Eu não passei muitas baterias no CT, mas está sendo uma experiência incrível", disse Ryan Callinan. "Só em ter a oportunidade de surfar com os melhores do mundo em lugares alucinantes já é um grande desafio. Eu sinto que consegui melhorar o meu surfe ao longo desse ano e estou me divertindo muito, mesmo sem conseguir os resultados que gostaria. Esse campeonato é importante para mim e espero competir bem aqui para melhorar o meu ranking antes das finais no Havaí".

Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos - WSL / Daniel Smorigo

O Hang Loose Pro Contest 30 Anos é a última etapa importante antes do encerramento da temporada na Tríplice Coroa Havaiana. Alguns surfistas, como os brasileiros Ian Gouveia e Bino Lopes, que ocupam a quinta e sexta posições no ranking do WSL Qualifying Series, respectivamente, podem até confirmar suas vagas para o CT 2017 no QS 6000 da Ilha de Santa Catarina. E muitos estão em Florianópolis para tentar entrar na zona de classificação no Brasil.

Outros surfistas vieram competir na Praia da Joaquina mais para prestigiar a volta do Hang Loose Pro Contest para o lugar onde iniciou a sua história em 1986. É o caso das principais atrações do campeonato, os campeões mundiais Adriano de Souza e Gabriel Medina, bem como outras estrelas brasileiras do CT, como Wiggolly Dantas e Miguel Pupo, que também estão confirmando suas vagas para 2017 entre os 22 que são mantidos pelo ranking principal.

Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos Lay Day - Hang Loose Pro Contest 30 Anos - WSL / Daniel Smorigo

CAMPEÕES MUNDIAIS - Se a competição retornar na sexta-feira, é bom o público chegar cedo na praia, pois a torcida terá uma oportunidade única de assistir os dois últimos campeões da World Surf League se apresentando em baterias seguidas. O atual, Adriano de Souza, vai estrear no quarto confronto do dia, fechando a segunda fase com o taitiano Mihimana Braye, o americano Parker Coffin e o neozelandês Ricardo Christie.

E Gabriel Medina, que levou uma multidão para a Praia da Joaquina na quarta-feira, entra na disputa seguinte abrindo a terceira fase do Hang Loose Pro Contest 30 Anos com mais dois brasileiros, Wiggolly Dantas e Thiago Camarão, além do australiano Soli Bailey, que está na briga direta pelas últimas vagas do QS para o CT do ano que vem. Esta é a última rodada de baterias formadas por quatro competidores. Depois, tem uma fase com três atletas em cada e em seguida começam os duelos homem a homem que prosseguem até a grande final.