Hawaiian Pro

Tríplice Coroa Havaiana começa com vitória brasileira em Haleiwa

WSL South America

A Tríplice Coroa Havaiana de 2016 começou como terminou a do ano passado, com vitória brasileira no North Shore da ilha de Oahu. O paulista David do Carmo ganhou a primeira bateria do QS 10000 Hawaiian Pro despachando duas feras do Havaí, Jamie O´Brien e Makuakai Rothman. Mais quatro brasileiros estrearam com vitórias e um avançou em segundo lugar como o uruguaio Marco Giorgi nas dezoito baterias realizadas no sábado em Haleiwa Beach. No domingo, a penúltima etapa do WSL Qualifying Series foi adiada e uma nova chamada para a terceira bateria da segunda fase marcada para as 7h45 da segunda-feira no Havaí, 15h45 no fuso de Brasília no horário de verão brasileiro.

David do Carmo winning Heat 1 of the Round One at the Hawaiian Pro at Haleiwa today. David do Carmo - WSL / Kelly Cestari

Depois de David do Carmo abrir a Triple Crown of Surfing, um estreante nas ondas havaianas também surpreendeu na quarta bateria, o jovem Samuel Pupo, que derrotou mais dois locais das ilhas, Granger Larsen e Kevin Sullivan e o australiano Jack Robinson. E duas baterias depois, deu dobradinha brasileira do paulista Robson Santos e o carioca Lucas Silveira, sobre o australiano Kalani Ball e o havaiano Kaimana Jaquias.

Na seguinte, o cearense Heitor Alves também venceu, assim como o baiano Marco Fernandez na nona bateria. Somente na 11.a, veio a primeira derrota, do pernambucano Luel Felipe, que perdeu para o uruguaio Marco Giorgi a briga pela segunda vaga na disputa vencida pelo americano Ian Crane. O paulista Thiago Camarão também foi eliminado no penúltimo confronto da primeira fase.

Samuel Pupo winning Heat 4 of Round One at the Hawaiian Pro at Haleiwa today. Samuel Pupo - WSL / Kelly Cestari

A segunda rodada de 16 baterias foi iniciada em seguida, mas só foram realizadas as duas primeiras. Ela começou com dois brasileiros competindo e David do Carmo conquistou a segunda vaga para a rodada de estreia dos 32 principais cabeças de chave do QS 10000 Hawaiian Pro. Ele vai enfrentar o líder do QS, Kanoa Igarashi, além dos franceses Jeremy Flores e Marc Lacomare. Já o cearense Michael Rodrigues, que estava mais próximo da zona de classificação para o CT, em 18.o lugar no ranking, viu acabar sua penúltima chance na batalha por um lugar no grupo dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series.

Dois brasileiros estão na porta de entrada do G-10, Deivid Silva em 11.o lugar no ranking e Tomas Hermes em 12.o. O paulista Deivid Silva estreia na terceira bateria, que ficou para abrir o próximo dia de boas ondas em Haleiwa Beach. Ele precisa de um bom resultado para entrar na lista e já viveu a expectativa do primeiro adiamento no domingo . Seus adversários são o taitiano Mihimana Braye, o havaiano Granger Larsen e Charles Martin, da Ilha Guadalupe. E na segunda do dia, o outro surfista de Guadalupe, Timothee Bisso, enfrenta três brasileiros, o capixaba Krystian Kymerson, o catarinense Yago Dora e o paulista Samuel Pupo.

Marco Giorgi placed second in Heat 11 of Round One at the Hawaiian Pro at Haleiwa today. Marco Giorgi - WSL / Kelly Cestari

Na sequência, vêm duas baterias com mais de um brasileiro disputando classificação para a rodada dos cabeças de chave. O paulista Hizunomê Bettero e o atual campeão mundial Pro Junior da World Surf League, Lucas Silveira, entram na terceira bateria do próximo dia, a quinta da segunda fase, com o marroquino Ramzi Boukhiam e o neozelandês Ricardo Christie. E na sexta, Tomas Hermes inicia a luta por vaga no G-10, estreando junto com o também catarinense Willian Cardoso, contra o paulista Robson Santos e o havaiano Finn McGill.

Ainda pela segunda fase, mais seis sul-americanos competem sozinhos em baterias contra três surfistas de outros países. Heitor Alves está na sétima, Marco Fernandez na nona e o uruguaio Marco Giorgi na 12.a. O argentino Santiago Muniz estreia na 13.a, Jessé Mendes começa a defender a última vaga no G-10 na 14.a e o também paulista Victor Bernardo fecha a participação brasileira na 15.a e penúltima bateria.

Ricardo Christie winning Heat 5 of Round One at the Hawaiian Pro at Haleiwa today. Ricardo Christie - WSL / Kelly Cestari

CABEÇAS DE CHAVE - Mais nove brasileiros fazem parte da lista dos 32 cabeças de chave que só entram na terceira fase nas etapas do QS 10000 da Tríplice Coroa Havaiana. O atual campeão mundial Adriano de Souza está na primeira bateria, junto com Bino Lopes, sétimo colocado no G-10 do QS. Os dois farão suas primeiras apresentações em Haleiwa Beach contra dois classificados do sábado, o espanhol Gony Zubizarreta e o australiano Mitch Crews. Os outros cabeças de chave do Brasil são Alex Ribeiro na terceira bateria, o número 6 do QS, Ian Gouveia, na quarta junto com Kelly Slater, Caio Ibelli na quinta, Italo Ferreira na 11.a, Wiggolly Dantas na 12.a, Miguel Pupo na 14.a e Jadson André na 15.a.