NewsAnditi Women's Pro

Yago Dora vence final brasileira no QS 6000 de Newcastle

Highlights: Finais em Newcastle
2:15
Yago Dora saiu com o título do QS6000 na Austrália

Uma final verde-amarela fechou o primeiro campeonato importante da World Surf League na temporada 2017, com mais um jovem talento do surfe brasileiro brilhando no tradicional Surfest Newcastle da Austr√°lia. Ningu√©m sobreviveu ao ataque a√©reo do catarinense Yago Dora, 20 anos, no domingo em Merewether Beach. Na final contra o paulista Jess√© Mendes, 24, ele foi aumentando a vantagem a cada voo, at√© arrancar nota 10 un√Ęnime dos ju√≠zes num a√©reo incr√≠vel que garantiu a sua primeira vit√≥ria no Circuito Mundial. Com o t√≠tulo no QS 6000 Maitland and Port Stephens Toyota Pro, Yago Dora assumiu a lideran√ßa do WSL Qualifying Series e Jess√© Mendes √© o segundo colocado no ranking das nove etapas de 2017.

Kai Otton casually won his Round 1 Heat at the Maitland and Port Stephens Toyota Pro at Merewether Beach Campe√Ķes no QS6000 da Austr√°lia WSL / Tom Bennett

"Quero agradecer toda a galera que estava torcendo no Brasil pela transmiss√£o ao vivo, aos brasileiros que est√£o aqui na praia tamb√©m e essa final 100% brasileira foi animal", disse Yago Dora, no p√≥dio do Surfest Newcastle. "As ondas aqui estavam incr√≠veis ontem e hoje (domingo) e foi muito legal fazer a final com o Jess√© (Mendes), que √© um grande amigo meu no ‚Äėtour' e tinha me estra√ßalhado na √ļltima vez que nos enfrentamos. Foi a minha primeira vit√≥ria e estou feliz por ter sido aqui na Austr√°lia, num campeonato t√£o importante, com tanta hist√≥ria, e espero que tenha muitas ainda por vir".

As condi√ß√Ķes do mar no domingo estavam muito favor√°veis para Yago Dora mostrar o seu arsenal de a√©reos de frontside nas esquerdas de Merewether Beach. Elas formavam rampas perfeitas para o catarinense voar nas ondas e aterrissar depois de giros completos no ar cada vez mais altos. Na final, completou um "reverse full rotation" sensacional, que ganhou nota 10 un√Ęnime dos cinco ju√≠zes e outros a√©reos j√° tinham recebido notas 8,00, 8,27 e 8,83. Jess√© Mendes n√£o teve o que fazer e Yago Dora festejou sua primeira vit√≥ria no Circuito Mundial, logo num dos eventos mais tradicionais do esporte na Austr√°lia, o Surfest Newcastle.

Yago Dora Wins the 2017 Maitland and Port Stephens Toyota Pro at Merewether Beach Yago Dora WSL / Gary Luke

"Foi divertido competir contra meu amigo de inf√Ęncia na final", disse Jess√© Mendes. "Tivemos algumas boas baterias no passado, eu ganhei a √ļltima, ent√£o agora foi a vez dele. Estou feliz porque sinto que surfei bem durante todo o campeonato, mas na final o Yago (Dora) n√£o me deu qualquer chance. Eu s√≥ quero continuar fazendo o que estou fazendo, pois sinto que esse evento foi positivo para mim e estou contente pelo resultado tamb√©m".

MAIORIA BRASILEIRA - Entre os oito surfistas que chegaram no domingo decisivo, metade era do Brasil. O catarinense Willian Cardoso perdeu o primeiro duelo das quartas de final para o norte-americano Ian Crane. Mas, Jessé Mendes despachou o francês Jorgann Couzinet no segundo e o terceiro foi 100% catarinense, entre Yago Dora e Alejo Muniz, campeão desta etapa de Newcastle em 2015. Nesta bateria, Yago completou seu primeiro grande aéreo do dia na onda que valeu nota 9,5, para vencer por 16,33 a 13,60 pontos.

Jesse Mendes finished runner-up at the Maitland and Port Stephens Toyota Pro at Merewether Beach Jesse Mendes WSL / Tom Bennett

Nas semifinais, Jessé Mendes usou sua variedade de manobras de borda e aéreas também para liquidar o norte-americano Ian Crane por 14,67 a 11,76 pontos. E Yago Dora teve mais trabalho no confronto com o australiano Mitch Coleborn, que é de uma escola diferente, mais baseada no "power surf". Foi, talvez, a bateria mais difícil para o catarinense durante toda a semana em Merewether Beach, mas ele conseguiu uma nota 7,67 que fez a diferença no placar apertado de 12,94 a 12,27 pontos.

BRASIL NO RANKING - O resultado do QS 6000 Maitland and Port Stephens Toyota Pro praticamente formou o novo ranking do WSL Qualifying Series 2017. Ele agora é encabeçado pelos brasileiros Yago Dora e Jessé Mendes, que já tinham disputado as duas etapas realizadas no Havaí, em Sunset Beach e em Pipeline. Abaixo deles estão os semifinalistas em Newcastle, com o americano Ian Crane em terceiro lugar e o australiano Mitch Coleborn em quarto.

Mitch Coleborn finished eaqual 3rd at the Maitland and Port Stephens Toyota Pro at Merewether Beach. Mitch Coleborn WSL / Tom Bennett

Outros dois brasileiros também passaram a figurar na lista dos dez surfistas que sobem para o grupo dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League, com os resultados conquistados no Surfest Newcastle. Os catarinenses Alejo Muniz e Willian Cardoso perderam nas quartas de final nesta primeira etapa que disputaram esse ano e dividem a nona posição no ranking com o italiano Leonardo Fioravanti, quinto colocado também no domingo.

CATARINENSES EM NEWCASTLE - A vitória inédita de Yago Dora na World Surf League não foi a primeira de um catarinense em Newcastle e a final brasileira com Jessé Mendes também não foi a primeira em Merewether Beach. Isso já havia acontecido em 2012, quando Willian Cardoso derrotou a hoje estrela do CT, Filipe Toledo. Depois, outro catarinense, Alejo Muniz, fez duas finais no Surfest Newcastle. Perdeu a decisão com Joel Parkinson em 2013, mas foi campeão na final com o também australiano Jack Freestone em 2015.

Alejo Muniz finished equal 5th at the Maitland and Port Stephens Toyota Pro at Merewether Beach Alejo Muniz WSL / Tom Bennett

J√° a primeira vit√≥ria catarinense em Newcastle, desde o ano 2000, foi conquistada por Neco Padaratz, em mais uma decis√£o Brasil x Austr√°lia em 2006, contra Jarrad Howse. Antes dele, quando as baterias finais eram compostas por quatro surfistas, tr√™s brasileiros chegaram na decis√£o de 2002, mas n√£o conseguiram impedir a vit√≥ria do australiano Mick Fanning. O baiano Armando Daltro ficou em segundo lugar, o cabo-friense Victor Ribas em terceiro e o pernambucano Paulo Moura em quarto. E em 2004, o alagoano T√Ęnio Barreto terminou em quarto lugar na vit√≥ria do fen√īmeno Kelly Slater.

FRANCESA CAMPE√É - No igualmente primeiro QS 6000 do ano no WSL Qualifying Series feminino, a francesa Johanne Defay ganhou a decis√£o do t√≠tulo do Anditi Women¬īs Pro com a neozelandesa Paige Hareb e tamb√©m assumiu a ponta no ranking com a vit√≥ria em sua primeira competi√ß√£o na temporada 2017. Johanne barrou nas semifinais a sensa√ß√£o do campeonato que defendia a lideran√ßa do QS em Newcastle, Macy Callaghan. A jovem australiana, que foi campe√£ mundial Pro Junior da WSL esse ano, ainda foi ultrapassada pela vice-campe√£ Paige Hareb e caiu para o terceiro lugar na lista das seis que sobem para o CT.

Johanne Defay Johanne Defay WSL / Tom Bennett

"Estou muito feliz, porque eu nunca tinha vencido uma etapa do QS antes, então começar a temporada com vitória é incrível", disse Johanne Defay. "As ondas estavam um pouco complicadas hoje (domingo), então eu tinha que escolher bem as melhores que entravam. Eu tive alguns problemas para me requalificar para o CT no passado, então posso relaxar um pouco com este resultado. Eu gosto muito de surfar aqui em Newcastle e agora esse lugar passa a ser ainda mais especial para mim".

PR√ďXIMO QS 6000 - O primeiro QS 6000 masculino e feminino do ano terminou no domingo e na segunda-feira j√° come√ßa o segundo tamb√©m na Austr√°lia, o prestigiado Australian Open of Surfing nas ondas de Manly Beach, em Sydney. O agora novo l√≠der do ranking, Yago Dora, o vice-l√≠der Jess√© Mendes e os nonos colocados, Alejo Muniz e Willian Cardoso, v√£o defender suas vagas na lista dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 da World Surf League nesta semana em Sydney. E esta etapa tamb√©m j√° teve vit√≥ria brasileira, como a do hoje campe√£o mundial Adriano de Souza na final de 2014 contra o australiano Julian Wilson.

Macy Callaghan in her semi-final of the Anditi Womens Pro at Merewether Beach Macy Callaghan WSL / Grant Sproule
×
×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it