NewsDrug Aware Margaret River Pro - Women's

Sally Fitzgibbons festeja primeira vitória em M-River

Highlights: Margaret River
1:03
Assista aos melhores momentos da vitória da Australiana Sally Fitzgibbons

Depois de quase uma semana de espera, as ondas voltaram a entrar com boas condições no sábado para decidir o título feminino do Drug Aware Margaret River Pro nas séries de 3-5 pés em Main Break. As finais masculinas ficaram para o último dia do prazo do segundo desafio do World Surf League Championship Tour e a primeira chamada do domingo será as 7h00 em Western Australia, 20h00 do sábado em Brasília. Entre as meninas, Sally Fitzgibbons festejou sua primeira vitória em Margaret River na final contra a defensora do título desta etapa e atual campeã mundial, Tyler Wright. Com os 10.000 pontos conquistados, passou a dividir o primeiro lugar no Jeep WSL Ranking com a também australiana Stephanie Gilmore, campeã na Gold Coast.

Tyler Wright and Sally Fitzgibbons with their trophies. Finalistas Sally e Tyler WSL / Ed Sloane

"Estou me sentindo na Lua agora segurando esse troféu", disse Fitzgibbons, que não vencia uma etapa do CT desde 2015 em Fiji. "Quando ouvi meu nome ser anunciado como a campeã, eu realmente me emocionei bastante e procurei ficar calma. Foram duas semanas incríveis aqui em Margaret River e terminar com uma vitória é a melhor sensação do mundo. Eu adoro vir para cá, é um lugar que me sinto muito bem, então por tudo isso é uma vitória muito especial para mim".

Sally Fitzgibbons começou o sábado vingando a derrota sofrida para a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore também nas semifinais da etapa que abriu a temporada 2017 da World Surf League na Gold Coast. Na final australiana com Tyler Wright, começou bem com uma nota 7,83. A atual campeã mundial não conseguia achar boas ondas e Fitzgibbons foi aumentando sua pontuação a cada onda até ganhar um 7,07 para abrir 8,30 pontos de vantagem. Tyler Wright ainda fez uma última tentativa de virar o placar sem sucesso e dessa vez perdeu o título para Sally Fitzgibbons por 14,90 a 12,53 pontos.

Sally Fitzgibbons of Australia is the WINNER of the 2017 Drug Aware Margaret River Pro after defeating current Women's World Champion Tyler Wright (AUS) in the final at 3-5ft Main Break, Western Australia. Sally Fitzgibbons WSL / Matt Dunbar

"Eu sou de Gerroa, uma cidade tão pequena que foi bem representada hoje (sábado) na final com a Tyler (Wright) e isso é muito legal", disse Sally Fitzgibbons. "Estar em primeiro lugar no ranking agora é um sentimento muito especial para mim. Mas sei que estamos só no começo, é um ano longo e eu preciso manter o foco para buscar meus objetivos. Mas, espero me manter em primeiro lugar".

Apesar de não conseguir o bicampeonato no Drug Aware Margaret River Pro, o segundo lugar já coloca Tyler Wright na briga direta pela ponta do Jeep WSL Ranking. Ela agora tem 13.200 pontos contra 16.500 das líderes Stephanie Gilmore e Sally Fitzgibbons. Além disso, abriu uma vantagem das outras concorrentes, a tricampeã mundial Carissa Moore e Nikki Van Dijk, que dividem a quarta posição com 10.400 pontos. Sem vencer nenhuma bateria nas duas primeiras etapas, a brasileira Silvana Lima ocupa a 15.a posição com 3.500 pontos.

Current Women's World Champion Tyler Wright of Australia placed runner-up to Sally Fitzgibbons (AUS) in the Final of the Drug Aware Margaret River Pro in 3-5 foot Main Break, Western Australia. Tyler Wright WSL / Matt Dunbar

FINAIS MASCULINAS - Agora só falta definir o campeão do Drug Aware Margaret River Pro, que será encerrado neste domingo com a expectativa de grandes ondas em Main Break. Apenas dois dos oito finalistas vão brigar pela ponta do Jeep WSL Leader no último dia, com o atual campeão mundial John John Florence tentando recuperar a lycra amarela perdida para o australiano Owen Wright na Gold Coast.

Owen vai abrir o domingo enfrentando o também australiano Jack Freestone na primeira quarta de final. E o havaiano entra na bateria seguinte com o taitiano Michel Bourez. Na chave de baixo, um duelo brasileiro entre o campeão mundial Adriano de Souza e Filipe Toledo define o terceiro semifinalista. Quem ganhar, decide a segunda vaga na grande final contra o vencedor do confronto entre o sul-africano Jordy Smith e o norte-americano Kolohe Andino.

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it