NewsSouth AmericaCaio Ibelli

Kelly Slater aos poucos vai se acomodando a um novo papel

Com Kelly Slater em seu lugar favorito, Tavarua, você deve estar pensando que ele não teria motivo para não estar relaxado. No entanto, uma lesão e uma sequência de maus resultados parecem tê-lo afetado recentemente, e ao se aproximar a hora de competir no Outerknown Fiji Pro, Kelly não estava nem perto do preparo físico e colocação no ranking que ele costuma exigir de si mesmo. E essa distância entre a vontade e a realidade acabou levando o 11x campeão do mundo a uma condição de turbulência interna.

Slater comparece ao Post Show
27:12
O 11x campeão mundial compartilhou suas observações após mais um dia de competição pesada em Cloudbreak.

Mas nesta semana, um simples conselho de um amigo acabou por levá-lo a mudar de estratégia. A mensagem de texto que recebeu talvez não o tenha ajudado a ajustar suas costas lesionadas - que fizeram com ele passasse os últimos três anos surfando com dor - mas mesmo assim, segundo o que ele disse no WSL Post Show que encerrou a transmissão do segundo dia de competição, a mensagem o ajudou a fazer um importante realinhamento mental.

11X World Champion and 5X event winner Kelly Slater of the USA advanced to Round Three of the Outerknown Fiji Pro after defeating rookie Ethan Ewing of Australia in Heat 5 of Round Two in excellent overhead conditions at Cloudbreak. Kelly, relaxado mas sem dó da onda. WSL / Kelly Cestari

"A mensagem de texto dizia, 'Apenas fique orgulhoso por estar patrocinando o evento, seja útil aos jovens, mostre-lhes o caminho, divirta-se e não coloque pressão nenhuma sobre si mesmo'", disse Kelly. "E essa foi uma ótima maneira de enxergar as coisas e com certeza, me ajudou a liberar o estresse. De repente, me senti super relaxado".

E este é o papel de mentor que Kelly Slater parece ter adotado, mais do que em qualquer outra fase de sua carreira. Kelly nunca foi do tipo que evitava dar conselhos quando lhe era solicitado. Parko, por exemplo, descreveu recentemente o papel crucial que Kelly desempenhou ao ajudá-lo a aprender os segredos de Cloudbreak. Entretanto, seu incansável desejo de vencer, nunca permitiu que ele fizesse qualquer tipo de concessão aos seus oponentes, independentemente de suas idades. Seus jogos mentais são literalmente lendários e os novatos em sua maior parte frequentemente se sentem intimidados demais para beber na fonte mais profunda de talento e experiência disponível no surf de competição.

Agora, a partir de uma combinação entre a sua idade e o respeito que ele possui pelo novo nível de talento no CT, o campeão começou a se abrir mais. "O nível do surf atual realmente me impressiona. Honestamente, quando comecei no Tour em 1992, achei que o nível era horrível", disse ele, certamente fazendo que com que muitos antigos profissionais engasgassem ao escutar isso. "No entanto hoje em dia, não importa quem você vá enfrentar, ele não pode ser subestimado. Se em um determinado pico eles tem alguma detalhe que fica faltando, logo elaboram uma tática mental para abordar a bateria e tentar se colocar numa posição dominante".

Ele também elogiou os relativamente recém-chegados como Caio Ibelli ("Ele tem uma escolha de onda fenomenal e ainda que seja uma cara pequeno, possui uma força e fluidez incríveis entre manobras"), Ian Gouveia ("Quando eu entrei no circuito, o Ian não era nem nascido; mas hoje ele é um exímio surfista nos tubos e simplesmente ama entubar.") e o Ethan Ewing ("Suas dificuldades ao longo do circuito não refletem a qualidade do seu surf. Ele é um surfista incrível e eu sou um grande fã.").

Ian Gouveia of Brazil advanced into Round Three in Heat 10 of Round Two at the Outerknown Fiji Pro at Cloudbreak, Fiji. Ian Gouveia, amando o tubo. WSL / Ed Sloane

Mas é claro que o fato de ser um grande fã não impediu o 4x campeão do Fiji Pro de desmantelar Ewing na bateria do segundo round em que se enfrentaram, deixando o novato sem nenhuma vitória no CT em 2017 até agora. Kelly pode até estar aberto para ajudar as futuras estrelas do esporte, mas quando as camisetas de competição estão vestidas, bom, ai é melhor não apostar nisso.

No momento do último diálogo do Post Show, quando o casal apresentador estava revisando os enfrentamentos do terceiro round, Kelly Slater resolveu pedir a Rosy e Ronnie que o lembrassem contra quem ele iria cair. Mas nós estamos bem certos de que Slater sabia muito bem que iria surfar contra o rookie Connor O'Leary, o que indica que talvez os jogos mentais ainda não tenham acabado.

11X World Champion and 5X event winner Kelly Slater of the USA advanced to Round Three of the Outerknown Fiji Pro after defeating rookie Ethan Ewing of Australia in Heat 5 of Round Two in excellent overhead conditions at Cloudbreak. Kelly posicionado para deixar sua marca em Cloudbreak. WSL / Kelly Cestari
×
×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it