NewsPull&Bear Pantin Classic Galicia Pro

Oito sul-americanos nas oitavas do QS 6000 de Pantin

Os brasileiros mantiveram a maioria entre os concorrentes ao título do QS 6000 Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro na Espanha. Cinco passaram para as oitavas de final na sexta-feira na Playa de Pantin, os paulistas Jessé Mendes e Alex Ribeiro, os catarinenses Tomas Hermes e Yago Dora e o cearense Michael Rodrigues. O peruano Miguel Tudela também avançou com vitória sobre dois brasileiros numa bateria sul-americana na Espanha. Na categoria feminina, foram realizadas duas fases para definir os duelos das oitavas de final e a brasileira Silvana Lima e a equatoriana Dominic Barona conquistaram suas vagas. O título feminino será decidido no sábado, mas o masculino somente no domingo em Pantin.

Jesse Mendes (BRA) .Pantin Pro 2017 Jesse Mendes (BRA) WSL / Laurent Masurel

Com os 1.550 pontos já garantidos na Espanha, Silvana Lima vai entrar na bateria contra a havaiana Brisa Hennessy na liderança no ranking do WSL Qualifying Series, pois ultrapassou a norte-americana Sage Erickson, que não foi competir na Galicia. A disputa pela ponta será fase a fase com a havaiana Tatiana Weston-Webb e ficará na frente quem conseguir o melhor resultado no Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro. Também estão na briga pelo primeiro lugar as australianas Keely Andrew e Bronte Macaulay, a norte-americana Caroline Marks e a neozelandesa Paige Hareb.

Já a equatoriana Dominic Barona tenta uma vaga no grupo das seis surfistas que o QS classifica para o CT feminino. Ela chegou na Espanha em 19.o lugar no ranking e já ganhou três posições, porém precisa chegar na grande final para superar os atuais 8.980 pontos da australiana Phillipa Anderson, que está fechando o G-6 no momento. As duas estrearam no QS 6000 da Espanha na mesma bateria e Dominic ganhou dela. Agora, voltarão a se encontrar num confronto direto na penúltima oitava de final.

Dominic Barona (ECU) .Pantin Pro 2017 Dominic Barona (ECU) WSL / Laurent Masurel

Outras quatro surfistas da América do Sul competiram na primeira rodada feminina da sexta-feira na Espanha. As peruanas Anali Gomez e Melanie Giunta foram as primeiras a disputar vagas para a rodada classificatória para as oitavas de final. Mas, elas e ainda a argentina Josefina Ane e atual campeã sul-americana, Nathalie Martins, não conseguiram. Apenas Silvana Lima e Dominic Barona triunfaram, estreando com vitórias em duas baterias seguidas.

MAIORIA BRASILEIRA - No QS 6000 masculino, a maioria brasileira entre os concorrentes ao título do QS 6000 Pull&Bear Pantin Classic Galicia Pro foi mantida na sexta-feira. São cinco entre os dezesseis que passaram para as oitavas de final e um peruano reforçando a participação sul-americana na Espanha. Três norte-americanos, três franceses, dois australianos e dois havaianos, também querem a vitória que vale importantes 6.000 pontos na briga por vagas para o CT 2018.

Michael Rodrigues (BRA) .Pantin Pro 2017 Michael Rodrigues (BRA) WSL / Laurent Masurel

A primeira bateria da sexta-feira em Pantin foi 100% sul-americana, com três surfistas que moram em Santa Catarina. O catarinense Yago Dora e o cearense Michael Rodrigues usaram os aéreos para derrotar o uruguaio Marco Giorgi. Yago registrou imbatíveis 16,16 pontos com notas 8,33 e 7,83 e Michael somou duas de sete pontos. Yago Dora já subiu do sétimo para o quinto lugar no ranking do WSL Qualifying Series e vai disputar a primeira vaga para as quartas de final com o australiano Wade Carmichael. Michael Rodrigues entra no duelo seguinte com o francês Marc Lacomare.

Já a terceira bateria do sábado será 100% brasileira, com o líder do ranking e novidade já confirmada no CT 2018, Jessé Mendes, e o também paulista Alex Ribeiro, que tenta retornar ao grupo dos dez que se classificam para a elite dos top-34 da World Surf League pelo Qualifying Series. Para conseguir isso na Espanha, precisa chegar nas semifinais para tirar a vaga do japonês Hiroto Ohhara e também ultrapassar o americano Patrick Gudauskas, penúltimo colocado no G-10 que igualmente perdeu na estreia em Pantin.

Yago Dora (BRA) .Pantin Pro 2017 Yago Dora (BRA) WSL / Laurent Masurel

Só que primeiro, Alex Ribeiro terá de passar por Jessé Mendes, que foi finalista nas três etapas do QS 6000 esse ano. Perdeu a primeira para Yago Dora, mas também na Austrália ganhou uma na semana seguinte e outra no Japão. Na sexta-feira, Jessé venceu o americano Evan Geiselman e o australiano Ryan Callinan por 14,03 pontos. Na bateria seguinte, mais uma 100% sul-americana, o peruano Miguel Tudela derrotou dois brasileiros e Alex superou o capixaba Rafael Teixeira na briga pelo segundo lugar. Nas oitavas de final, o peruano enfrenta Evan Geiselman logo após o duelo verde-amarelo entre Jessé Mendes e Alex Ribeiro.

Outros quatro brasileiros disputaram classificação para o sábado na chave de baixo do evento, que vai apontar o segundo finalista do QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro. Apenas o número 4 do ranking, Tomas Hermes, avançou e em segundo lugar na bateria com participação dupla do Brasil, vencida pelo australiano voador, Josh Kerr, com Thiago Guimarães sendo eliminado. O catarinense está na quinta oitava de final com o francês Jorgann Couzinet, que tinha acabado de despachar o paranaense Peterson Crisanto.

Silvana Lima (BRA) .Pantin Pro 2017 Silvana Lima (BRA) WSL / Laurent Masurel

O paulista Flavio Nakagiima também perdeu, mas por pouco num dos confrontos mais disputados da sexta-feira nas esquerdas da Playa de Pantin. Ele foi superado apenas nas últimas ondas surfadas pelos seus oponentes. A nota 6,33 recebida pelo americano Nat Young, lhe garantiu a vitória por 13,00 pontos. A do havaiano Keanu Asing valeu 6,27 e com ela tirou Flavio Nakagima das oitavas de final por 12,64 a 12,23 pontos.

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it