NewsMEO Rip Curl Pro Portugal

Apenas três brasileiros vencem baterias no CT de Portugal

O MEO Rip Curl Pro Portugal foi iniciado no sábado de mar desafiador em Supertubos, com séries pesadas de 6-8 pés quase dizimando os brasileiros na rodada inicial da penúltima etapa do World Surf League Championship Tour em Peniche. Depois de sete serem derrotados, o paulista Miguel Pupo salvou a pátria ao vencer o décimo confronto do dia. Ainda foram realizadas quatro baterias da repescagem e os campeões mundiais Gabriel Medina e Adriano de Souza aproveitaram a segunda chance de classificação para a terceira fase. Já Filipe Toledo foi eliminado no último duelo do dia e saiu da briga pelo título mundial da temporada, que será encerrada em dezembro no Havaí.

Miguel Pupo of Brazil advances directly to Round Three of the MEO Rip Curl Pro Portugal after winning Heat 8 of Round One at Supertubos, Peniche, Portugal. Miguel Pupo WSL / Laurent Masurel

O resultado da primeira bateria do MEO Rip Curl Pro Portugal espelha toda a dificuldade que os surfistas encontraram para competir no sábado. O australiano Julian Wilson saiu do mar em primeiro lugar com apenas 4,97 pontos, somando notas 3,07 e 1,90. Em segundo ficou o italiano Leonardo Fioravanti com 4,20 nas duas ondas e o paulista Caio Ibelli terminou em último com 2,03. Depois, foi Leonardo Fioravanti quem despachou Filipe Toledo por um placar bem maior, 15,34 a 8,40 pontos, pegando boas ondas que valeram notas 8,67 e 6,67.

VITÓRIAS BRASILEIRAS - Esses números só não superaram os da estreia do australiano Mick Fanning, que venceu a bateria que fechou a primeira fase por 15,50 pontos com notas 9,00 e 6,50. O português Frederico Morais ficou em segundo nessa com 6,84 e o pernambucano Ian Gouveia em último com apenas 4,50. Essa oitava e última derrota brasileira na rodada inicial aconteceu duas baterias depois da vitória única de Miguel Pupo. Por apenas 8,00 pontos, ele superou os 6,66 do norte-americano Kolohe Andino e os 5,17 do australiano Connor O´Leary.

Gabriel Medina (BRA) placed 1st in Heat 1 of Round Two at Meo Rip Curl Pro 2017, Peniche, Portugal Gabriel Medina WSL / Damien Poullenot

Os outros dois que já passaram para a terceira fase no sábado foram Gabriel Medina e Adriano de Souza, mas pela repescagem por também terem perdido na primeira fase. Medina abriu a primeira rodada eliminatória despachando o havaiano Mason Ho com as notas 5,33 e 6,33 das duas últimas que surfou. Com elas, atingiu 11,66 pontos contra 6,33 do seu adversário.

Na disputa seguinte, um dos líderes do ranking, Owen Wright, foi barrado pelo português Vasco Ribeiro, mas Adriano de Souza confirmou o favoritismo na terceira bateria. Mineirinho conseguiu surfar duas ondas na casa dos 6 pontos para vencer fácil o australiano Stuart Kennedy por 12,27 a 4,93 pontos. No entanto, no último duelo do dia, Filipe Toledo perdeu a chance de continuar disputando o título mundial com a derrota para Leonardo Fioravanti.

Jadson Andre of Brazil will surf in Round Two of the MEO Rip Curl Pro Portugal after placing third in Heat 7 of Round One at Supertubos, Peniche, Portugal. Jadson Andre WSL / Laurent Masurel

A próxima bateria seria entre o americano Kolohe Andino e o potiguar Jadson André, que ficou para abrir o domingo em Portugal. Depois, tem o pernambucano Ian Gouveia contra o australiano Connor O´Leary na oitava bateria, o potiguar Italo Ferreira na décima com o francês Jeremy Flores e a 11.a será um duelo verde-amarelo entre os paulistas Caio Ibelli e Wiggolly Dantas. A primeira chamada do domingo será às 7h45, 4h45 da madrugada no horário de verão do Brasil.

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it