NewsGrandstand Sports Clinic Women's Pro

Meninas estreiam no QS 6000 do Surfest Newcastle

Após dois dias só de competição masculina no Surfest Newcastle, a quinta-feira foi reservada para as meninas estrearem no Grandstand Sports Clinic Women´s Pro, que acontece junto com o Burton Automotive Pro nessa semana nas mesmas ondas de Merewether Beach, na Austrália. Foram realizadas quase três rodadas completas e três sul-americanas passaram suas baterias, as brasileiras Silvana Lima e Tainá Hinckel e a peruana Melanie Giunta, que já estão na rodada classificatória para as oitavas de final do segundo QS 6000 feminino do ano.

Taina Hinckel Taina Hinckel WSL / Tom Bennett

A grande surpresa é a jovem catarinense Tainá Hinckel. Na semana passada, ela sofreu um acidente enquanto treinava na Austrália, precisou tomar pontos internos e externos, mas parece ter se recuperado bem, pois competiu três vezes na quinta-feira. Ela estreou na primeira bateria do dia e passou em segundo lugar na disputa vencida por Stephanie Single, despachando outra australiana, Ashlee Spence, além da norte-americana Autumn Hays.

Nessa rodada inicial, outra sul-americana também competiu, a argentina Lucia Cosoleto, que acabou eliminada em terceiro lugar na disputa que classificou a americana Alyssa Spencer e a havaiana Savanna Stone. Na segunda fase, Tainá Hinckel venceu sua bateria batendo uma ex-top do CT, Alessa Quizon, com a havaiana passando em segundo lugar. Depois, encarou outra estrela da elite mundial, Tatiana Weston-Webb. A havaiana confirmou o favoritismo, mas Tainá ganhou a briga pela segunda vaga da outra cabeça de chave da bateria, a equatoriana Dominic Barona, eliminada junto com a japonesa Hinako Kurokawa.

Dominic Barona Dominic Barona WSL / Tom Bennett

Agora, a catarinense de apenas 15 anos de idade vai encarar mais duas tops do CT na quarta batalha por vagas nas oitavas de final do QS 6000 Grandstand Sports Clinic Women´s Pro, a havaiana Malia Manuel e a norte-americana Sage Erickson. Além dela, mais duas sul-americanas chegaram nesta quarta fase. A peruana Melanie Giunta está na sexta bateria com a australiana Sophie McCulloch e a campeã do WSL Qualifying Series no ano passado, a francesa Johanne Defay. E a brasileira Silvana Lima ainda aguarda o encerramento da terceira fase para conhecer suas adversárias na disputa pelas duas últimas vagas para as oitavas de final.

A peruana Melanie Giunta estreou na segunda fase e despachou a recém-coroada campeã mundial Pro Junior da World Surf League, Vahine Fierro, do Taiti. Além dela, derrotou também as havaianas Leila Riccobuano e Mahina Maeda. A argentina Josefina Ane também entrou nessa segunda fase, mas ficou em último na sua bateria. Depois, Giunta encarou duas surfistas que no ano passado estavam no CT e superou a francesa Pauline Ado para passar em segundo na bateria vencida pela havaiana Coco Ho.

Tatiana Weston-Webb Tatiana Weston-Webb WSL / Tom Bennett

Já a cearense Silvana Lima, única sul-americana na elite das top-17 que vai disputar o título mundial no World Surf League Championship Tour, era uma das cabeças de chave que entram direto na terceira rodada da competição e só competiu uma vez na quinta-feira. Em sua primeira bateria na temporada 2018, Silvana se classificou em segundo lugar no confronto vencido pela australiana Philippa Anderson. As duas barraram outra australiana, Kirra-Belle Olsson, além da havaiana Zoe McDougall.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download