NewsCopa Triathlon Reef Pro

Daniela Rosas superou o maior placar da equatoriana Dominic Barona

Um longo dia com 32 baterias disputadas, abriu a Copa Triathlon Sport Reef Pro nas boas ondas do sábado em San Bartolo, no Peru. Os peruanos fizeram as honras da casa, com Alonso Correa e Lucca Mesinas surfando as melhores ondas do dia entre os homens e Daniela Rosas fazendo o maior placar entre as meninas. Entre os surfistas de outros países, a equatoriana Dominic Barona ganhou a maior nota feminina e o brasileiro Guilherme Villas Boas conseguiu a terceira maior pontuação masculina. Os campeões das etapas do QS 1000 que abrem a disputa pelos títulos sul-americanos de 2018 da WSL South America, serão conhecidos neste domingo no famoso balneário peruano de San Bartolo.

As meninas também estrearam no sábado e a batalha pelos primeiros pontos na disputa pelo título sul-americano de 2018 começou quente nas boas ondas de San Bartolo. Na primeira bateria, a equatoriana Dominic Barona fez as marcas a serem batidas no QS 1000 feminino da Copa Triathlon Sport Reef Pro no Peru. Começou com nota 6,50 e a segunda onda foi melhor para Dominic mostrar a força das suas manobras e receber nota 8,75. Com ela, a equatoriana totalizou 15,25 pontos e a brasileira Yanca Costa passou em segundo lugar com 10,15, barrando a porto-riquenha Jolari Carreras e a chilena Jessica Anderson.

Daniela Rosas - Copa Triathlon Sport / Reef Pro 2018 Daniela Rosas WSL / Kirfa Lens

Na segunda bateria, a peruana Daniela Rosas também achou duas ondas boas para aumentar o maior placar feminino para 15,65 pontos, somando 8,00 com 7,65. A nota 8,75 de Dominic Barona permaneceu como recorde do dia, pois nenhuma menina conseguiu surfar uma onda melhor do que a equatoriana. Mas, as peruanas são sempre as favoritas para vencer, pois conhecem bem as ondas de San Bartolo e ganharam a maioria das etapas do QS em casa.

CAMPEÃ MUNDIAL - Uma delas é a campeã mundial no World Surf League Championship Tour de 2004, Sofia Mulanovich, que tem dois títulos sul-americanos da WSL South America no currículo, de 2012 e 2015. A experiente surfista peruana estreou com vitória na quarta bateria e a jovem Flavia Cianciarulo surpreendeu ao ganhar a briga pela segunda vaga para o domingo, da também argentina Josefina Ané e da peruana Leilani Aguirre.

Mar Del Solar - Copa Triathlon Sport / Reef Pro 2018 Mar Del Solar WSL / Kirfa Lens

"Na verdade, sempre fico bastante nervosa na primeira bateria. Me senti nervosa na primeira onda, mas depois pude pegar duas ondas legais e me senti mais relaxada", disse Sofia Mulanovich. "É muito importante começar bem e na verdade estou um pouco cansada, mas foi bom que passei. Agora é ir descansar para amanhã (domingo) vir com tudo. Estou contente por estar aqui, as ondas estão incríveis, as meninas estão surfando muito bem e vai ser um lindo evento, com certeza".

TRICAMPEÃ SUL-AMERICANA - Outra favorita é Anali Gomez, que no ano passado festejou dois títulos em San Bartolo. No mês de julho, a peruana ganhou a etapa disputada pela primeira vez nas grandes ondas de Peñascal, para tirar a liderança do ranking da WSL South America da equatoriana Dominic Barona. Em outubro, conquistou um inédito tricampeonato sul-americano quando passou para a final da outra etapa do QS realizada pela Reef em San Bartolo, que foi vencida pela havaiana Bailey Nagy.

Sofia Mulanovich - Copa Triathlon Sport / Reef Pro 2018 Sofia Mulanovich WSL / Kirfa Lens

Anali Gomez também estreou com vitória na Copa Triathlon Sport Reef Pro, mas só conseguiu a classificação na onda que surfou no último minuto da bateria. Ela terminou com Anali em terceiro lugar, mas ganhou nota 6,90 para pular para a primeira posição. Com isso, a também peruana Vania Torres ficou com a última vaga para o domingo decisivo e a brasileira Jessica Bianca Fermino acabou eliminada, junto com Havanna Cabrero, de Porto Rico.

As dezesseis meninas que passaram para o domingo estão divididas em quatro baterias classificatórias para as quartas de final da Copa Triathlon Sport Reef Pro. Entre as concorrentes ao título da primeira etapa do WSL Qualifying Series na América do Sul esse ano, estão seis brasileiras, cinco peruanas, três argentinas, uma surfista do Equador e uma do Chile. No sábado, as duas representantes de Porto Rico e a única de Barbados, perderam em suas estreias no QS 1000 do Peru.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download