NewsOi Rio Women's Pro

Surfistas já escalados para estrear no Oi Rio Pro 2018

A World Surf League já divulgou as baterias do Oi Rio Pro 2018, que pode começar nesta sexta-feira em Saquarema, se as ondas estiverem boas na Praia de Itaúna. A etapa brasileira do WSL Championship Tour tem prazo até o dia 20 para ser encerrada na "Capital Nacional do Surf" da Região dos Lagos do Rio de Janeiro e vai acontecer nos dias com melhores ondas neste período. Os 36 concorrentes ao título conquistado pelo campeão mundial Adriano de Souza no ano passado e as dezoito participantes do Oi Rio Women´s Pro, estão divididos em baterias de três na primeira fase. Então, o primeiro dia é o melhor para o público ver de perto na Praia de Itaúna, todas as grandes estrelas do esporte competindo em Saquarema.

Adriano de Souza of Brazil is the 2017 Oi Rio Pro Champion after defeating Adrian Buchan (AUS) in the final at Saquarema, Rio de Janeiro, Brazil. Adriano de Souza WSL / Damien Poullenot

A torcida que promete lotar a cidade novamente, terá dezessete brasileiros para apoiar no Oi Rio Pro esse ano. Serão quatorze brigando pelo título masculino e três pelo feminino, incluindo a atual número 4 do ranking mundial, Tatiana Weston-Webb, que vai estrear com a bandeira brasileira gravada em sua lycra de competição na Praia de Itaúna. Ela nasceu no Rio Grande do Sul e desde criança mora no Havaí, sempre competiu como havaiana, mas decidiu passar a representar o Brasil no Circuito Mundial e a primeira vez será em Saquarema.

A agora gaúcha Tatiana Weston-Webb, foi escalada na sexta e última bateria da primeira fase do Oi Rio Women´s Pro, com a francesa Johanne Defay e a australiana Keely Andrew. A cearense Silvana Lima estreia no confronto anterior, com a havaiana tricampeã mundial, Carissa Moore, e a neozelandesa Paige Hareb. A terceira brasileira sairá da triagem com quatro surfistas que será realizada na quinta-feira, às 9h00 na Praia de Itaúna, valendo vaga para completar a terceira bateria, da hexacampeã mundial e líder do ranking, Stephanie Gilmore.

The Brazilian-born, Kauai-bred surfer at the Oi Rio Pro, Round Two. Tatiana Weston-Webb WSL / Poullenot/Aquashot

Com a troca de nacionalidade de Tatiana Weston-Webb, a "seleção brasileira" no World Surf League Championship Tour passa a ter treze surfistas. Entre os homens, o Brasil foi o primeiro país a superar a maioria australiana, desde a criação da divisão de elite em 1992. São onze entre os top-34 e a Austrália ainda teve Mick Fanning encerrando a carreira. Joel Parkinson também não vem ao Brasil, por razões pessoais, mas será substituído por um australiano da nova geração, Mikey Wright, que já liderou o WSL Qualifying Series esse ano.

JEEP LEADERBOARD - Para a torcida brasileira, uma das atrações no Oi Rio Pro 2018 é o potiguar Italo Ferreira, que vai vestir a lycra amarela do Jeep Leaderboard em Saquarema. Ele sentiu a emoção de badalar o sino do troféu de campeão da etapa de Bells Beach e divide o primeiro lugar no ranking com o australiano Julian Wilson. Além deles, a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore também usará a lycra amarela em Itaúna. O potiguar de Baía Formosa vai estrear na sétima bateria, contra o australiano Connor O´Leary e o havaiano Keanu Asing.

Filipe Toledo of Brazil finishes equal 13th after placing second to Kanoa Igarashi of the USA in Heat 10 of Round Three at the Oi Rio Pro at Saquarema, Rio de Janeiro, Brazil. Filipe Toledo WSL / Damien Poullenot

Antes dele, oito dos quatorze participantes do Brasil em Saquarema, já terão feito suas primeiras apresentações na Praia de Itaúna. O campeão da estreia da Oi patrocinando a etapa brasileira em 2015, Filipe Toledo, com uma multidão vibrando como um estádio de futebol no Postinho da Barra da Tijuca, foi escalado na primeira bateria, com o pernambucano Ian Gouveia e o japonês Kanoa Igarashi. Nesta rodada inicial, a vitória vale vaga na terceira fase, mas os perdedores têm uma segunda chance de classificação na repescagem.

BATERIA BRASILEIRA - Mais dois brasileiros entram na segunda bateria, o catarinense Tomas Hermes e o paulista Miguel Pupo, para enfrentar o sul-africano Jordy Smith. Na terceira, o paulista Wiggolly Dantas pega dois australianos, Owen Wright e Wade Carmichael. E a quinta bateria será 100% verde-amarela, com o campeão mundial Gabriel Medina estreando junto com o também paulista Jessé Mendes e o catarinense Alejo Muniz.

Equal No.1 on the Jeep Leaderboard Italo Ferreira (BRA) advances to Round 3 of the 2018 Margaret River Pro after winning Heat 4 of Round 2 at Main Break, Margaret River, WA, Australia. Italo Ferreira WSL / Kelly Cestari

Depois, tem Italo Ferreira na sétima e na oitava o campeão mundial Adriano de Souza começa a defender o seu título de campeão do Oi Rio Pro em Saquarema, contra dois novatos na elite deste ano, o americano Griffin Colapinto e o sul-africano Michael February, que herdou a vaga do aposentado Mick Fanning. Mais três brasileiros competem sozinhos com surfistas de outros países, Yago Dora na nona bateria, o também catarinense Willian Cardoso na 11.a e o cearense Michael Rodrigues na 12.a e última da primeira fase.

Entre os onze titulares da "seleção brasileira", o único desfalque é o paulista Caio Ibelli, que está contundido. Mas, outros três já foram escalados direto na chave principal, Miguel Pupo e Wiggolly Dantas nas vagas dos contundidos e Alejo Muniz como convidado da World Surf League, por estar liderando o ranking do WSL Qualifying Series. O 14.o participante do Brasil no Oi Rio Pro 2018 será o vencedor da triagem organizada pela Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro na quinta-feira, às 9h00 na Praia de Itaúna.

Alejo Muniz (BRA) during Round Five of Barbados Surf Pro 2018 Alejo Muniz WSL / Damien Poullenot

TRIAGEM NA QUINTA-FEIRA - Em todas as etapas do World Surf League Championship Tour, os organizadores do evento têm direito a escolher um convidado para desafiar os melhores do mundo. No Oi Rio Pro, foi aberta uma chance para quatro surfistas disputarem a vaga e quatro para a feminina. O critério para selecionar os nomes foi o mesmo, o brasileiro mais bem colocado no ranking mundial do WSL Qualifying Series, o campeão da Associação Brasileira de Surf Profissional (ABRASP), o campeão estadual profissional do Rio de Janeiro e um indicado pela Associação de Surf de Saquarema.

O catarinense Alejo Muniz estava nesta triagem, antes de receber o "wildcard" da World Surf League. Então, o número 3 no ranking do QS, Deivid Silva, entrou em seu lugar para disputar a vaga com o campeão brasileiro e também paulista Thiago Camarão, o campeão carioca de 2017, Eduardo Fernandes, de Buzios, e o bicampeão brasileiro Leonardo Neves, que venceu uma seletiva da Associação de Surf de Saquarema, entre surfistas que moram na cidade.

Taina Hinckel Taina Hinckel WSL / Tom Bennett

Saquarema também estará representada na triagem feminina e em dose dupla, pela campeã estadual Kayane Reis e por Taís de Almeida, que no último fim de semana ganhou uma etapa do Circuito Brasileiro na capital carioca e foi indicada pela ASS. As duas vão enfrentar a jovem catarinense de apenas 14 anos de idade, Tainá Hinckel, que é a melhor brasileira no QS deste ano, e a atual campeã brasileira Luana Coutinho, de Ubatuba (SP).

COLETIVA DE IMPRENSA - A quinta-feira será agitada na Praia de Itaúna. Depois da triagem pela manhã, à tarde tem a Coletiva de Imprensa Oficial do Oi Rio Pro 2018 começando às 14h00 na arena do evento, com alguns destaques do World Surf League Championship Tour. Estarão atendendo aos jornalistas os campeões mundiais John John Florence, Gabriel Medina, Adriano de Souza e Stephanie Gilmore, os líderes do ranking Italo Ferreira e Julian Wilson, além das duas brasileiras na elite, Silvana Lima e Tatiana Weston-Webb.

waves at OI RIO PRO 2017 waves WSL / Poullenot/Aquashot

O World Surf League Championship Tour tem patrocínio global da Corona, Jeep, Airbnb e Hurley e a Oi como patrocinador "naming rights" da etapa brasileira, que é realizada com o importante apoio do Governo do Estado do Rio de Janeiro, viabilizado pela Secretaria Estadual de Esporte, Lazer e Juventude (SEELJE), e da Prefeitura Municipal de Saquarema. O Oi Rio Pro 2018 também conta com apoio institucional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ) e Associação de Surf de Saquarema (ASS).

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download