NewsJeep World Longboard Championship

Piccolo Clemente dá show na busca do tricampeonato mundial de Longboard na China

Highlights: Excelente condições em Hainan na China
2:28
Veja os melhores momentos do terceiro dia.

O peruano Piccolo Clemente segue firme na busca pelo tricampeonato mundial de Longboard na China. O defensor do título da World Surf League ganhou a primeira nota 10 do ano no Jeep World Longboard Championship e atingiu incríveis 19,80 pontos de 20 possíveis nas ondas de 2-3 pés da quinta-feira em Riyue Bay, na Ilha Hainan. Além dele, os brasileiros Rodrigo Sphaier e Phil Rajzman também vão disputar classificação para as quartas de final na quarta fase masculina. Na feminina, a carioca Chloé Calmon já está entre as oito melhores e vai abrir as quartas de final enfrentando a havaiana Honolua Blomfield.

Piccolo Clemente Piccolo Clemente WSL / Tim Hain

A brasileira foi semifinalista no Jeep World Longboard Championship do ano passado e está perto de repetir o feito, novamente com grandes apresentações na China. A nota 9,0 da sua melhor onda na bateria, garantiu a vitória por 16,67 pontos sobre a japonesa Natsumi Taoka e Justine Mauvin, da Ilha Reunião. A atual campeã mundial, Rachael Tilly, dos Estados Unidos, igualou essa marca no confronto seguinte e vai disputar a segunda quarta de final com a mesma Justine Mauvin.

"As ondas estão realmente muito boas hoje (quinta-feira). É o tamanho perfeito para Riyue Bay", disse Chloé Calmon. "Foi bom para conseguir boas notas e fiquei muito feliz por aquele 9,0 que recebi. Eu tento não pensar o quão perto cheguei de ganhar o título mundial no ano passado. Mas, este é um novo ano, um novo campeonato, então eu procuro me concentrar no que está acontecendo agora para mim".

Phil Rajzman Phil Rajzman WSL / Tim Hain

Além da carioca Chloé Calmon, outra brasileira competiu mais uma vez no Jeep World Longboard Championship, a pernambucana Atalanta Batista. Ela foi eliminada pela japonesa Natsumi Taoka no desempate da maior nota na bateria encerrada com iguais 14,60 pontos para as duas. A peruana Maria Fernanda Reyes tinha acabado de perder por 14,40 a 13,00 para Alice Lemoigne, da Ilha Reunião, com ambas ficando em 13.o lugar, recebendo 1.300 dólares por suas participações no Mundial da WSL na China.

RECORDISTA ABSOLUTO - Na categoria masculina, Piccolo Clemente comanda o time sul-americano, formado por outro peruano e quatro brasileiros. Ele já venceu o Jeep World Longboard Championship duas vezes, em 2013 e 2015, agora tenta o tricampeonato mundial e na quinta-feira se tornou o recordista absoluto nas ondas de Riyue Bay, com a primeira nota 10 do ano e os 19,80 pontos da vitória sobre o sul-africano Tom King na terceira fase.

Chloe Calmon Chloé Calmon WSL / Tim Hain

"As ondas estão bombando altas hoje (quinta-feira). É incrível ter ondas assim tão boas numa competição", destacou Piccolo Clemente. "Como eu já venho dizendo, esta onda é semelhante com a que tenho treinado no Peru, então me sinto bem confiante para fazer minhas manobras. Definitivamente, eu ganhei muito mais confiança depois desta bateria e estou muito feliz pelas notas que consegui. Tomara que continue assim até o fim".

Piccolo Clemente vai disputar a segunda vaga direta para as quartas de final contra outro bicampeão mundial, de 2009 e 2014, Harley Ingleby, da Austrália, além do sul-africano Matthew Moir. Até a fantástica apresentação do peruano, o melhor da sexta-feira nas ondas de Riyue Bay era o brasileiro Rodrigo Sphaier. Ele ganhou a primeira bateria da terceira fase despachando o francês Emilien Fleury por 18,66 a 13,10 pontos. O surfista de Saquarema (RJ) também vai abrir a primeira rodada classificatória para as quartas de final com o norte-americano Cole Robbins e o sul-africano Steven Sawyer.

Kai Sallas Kai Sallas WSL / Bennett

Outro brasileiro que passou para a quarta fase foi o carioca Phil Rajzman, campeão mundial de 2007, que está na terceira bateria com o bicampeão de 2011 e 2012, Taylor Jensen, dos Estados Unidos, e o havaiano Kai Sallas. Na sexta-feira, ele derrotou o francês Timothee Creignou por 17,50 a 15,84 pontos, mas o time sul-americano sofreu duas baixas na terceira fase.

O primeiro a cair foi o brasileiro Jeferson Silva, eliminado pelo sul-africano Steven Sawyer por 16,17 a 15,86 na terceira bateria. E na sétima, o peruano Lucas Garrido Lecca, que tinha feito uma grande apresentação totalizando 17,17 pontos contra o favorito Tony Silvagni na segunda fase, foi barrado por outro norte-americano, o bicampeão mundial Taylor Jensen. Os dois terminaram em 17.o lugar no Jeep World Longboard 2016, recebendo 1.300 dólares de prêmio. Já o brasileiro Augusto Olinto não ganhou nenhuma bateria e ficou em 25.o, com 1.000 dólares pela participação no Mundial da World Surf League na China.

WSL / Bennett
1 of 1
WSL / Bennett
1 of 1
×
×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it