NewsHurley Pro at TrestlesJadson Andre

Hurley Pro Trestles começa nesta quarta-feira nos EUA

Um confronto brasileiro entre Adriano de Souza, Wiggolly Dantas e Miguel Pupo, vai abrir a oitava das onze etapas do World Surf League Championship Tour nos Estados Unidos. Eles foram escalados na primeira bateria do Hurley Pro at Trestles, que começa nesta quarta-feira e tem prazo até 17 de setembro para ser encerrado em San Clemente, na Califórnia. E mais dois brasileiros entram juntos na segunda, Caio Ibelli e Jadson André. Apenas quatro competirão com surfistas de outros países na rodada inicial. A vitória vale passagem direta para a terceira fase, mas os perdedores têm uma segunda chance de classificação.

Adriano de Souza placed third in Heat 7 of Round One at the Hurley Pro Trestles. Adriano de Souza WSL / Sean Rowland

Pelo menos, um brasileiro já está garantido na primeira bateria. Enquanto Adriano de Souza está na briga direta pela liderança do Jeep WSL Ranking, Wiggolly Dantas e Miguel Pupo lutam na parte de baixo da tabela. Wiggolly defende vaga no grupo dos 22 primeiros colocados que são mantidos na elite do CT para o ano que vem, ocupando a 19.a posição. Já Miguel, está fora da zona de classificação e a condição mínima para entrar no G-22 em Trestles é vencer o campeonato, dependendo ainda dos resultados dos que estão acima dele no ranking.

Pupo divide o 32.o lugar com o potiguar Jadson André, que se encontra na mesma situação difícil para permanecer no grupo dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League. Jadson estreia na bateria seguinte, junto com o paulista Caio Ibelli, que também precisa de um bom resultado para sair da perigosa vigésima posição no ranking. Os dois vão disputar a segunda vaga para a terceira fase com o australiano Julian Wilson, que vem de vitória no Billabong Pro Tahiti, impedindo o bicampeonato de Gabriel Medina em Teahupoo.

Gabriel Medina (BRA) winning Heat 4 of Round 1 at the Hurley Pro Trestles. Gabriel Medina WSL / Kirstin Scholtz

Outros dois brasileiros que estão fora do G-22, porém mais perto da zona de classificação, serão os próximos a se apresentar nas ondas de alta performance de Lower Trestles. A parada vai ser dura, contra os líderes do ranking e os convidados desta etapa. O potiguar Italo Ferreira é o 23.o colocado e a briga dele com o australiano Bede Durbidge (22.o) e o francês Jeremy Flores (21.o), é fase a fase no Hurley Pro. Italo vai estrear na quinta bateria, contra o atual campeão mundial, John John Florence, e o vencedor da triagem, o japonês Hiroto Ohhara.

O pernambucano Ian Gouveia entra na seguinte, encabeçada pelo atual número 1 do Jeep WSL Leaderboard, Jordy Smith, que tirou a lycra amarela do australiano Matt Wilkinson na etapa do Taiti. O terceiro adversário é o convidado Evan Geiselman, dos Estados Unidos. O sul-africano venceu o Hurley Pro at Trestles no ano passado, barrando na semifinal o grande favorito ao título, Filipe Toledo, com seus aéreos nas ondas de Lower Trestles. Os dois moram em San Clemente e conhecem bem o local da etapa norte-americana.

Filipe Toledo placed second in Semifinal Heat 1 against Jordy Smith at the Hurley Pro Trestles. Filipe Toledo WSL / Sean Rowland

Filipe Toledo será o último brasileiro a competir, na nona bateria contra dois europeus que estão estreando na divisão de elite da World Surf League esse ano, o francês Joan Duru e o italiano Leonardo Fioravanti. Antes de Filipe, Gabriel Medina faz sua primeira apresentação disputando a sétima vaga direta para a terceira fase, com o australiano Adrian Buchan e o norte-americano Nat Young.

JEEP WSL LEADER - Com o vice-campeonato no Billabong Pro Tahiti, o primeiro campeão mundial brasileiro reuniu chances matemáticas de brigar pela lycra amarela do Jeep WSL Leader no Hurley Pro at Trestles. No entanto, ela é remota, pois necessita unicamente da vitória para ultrapassar os pontos de Jordy Smith, se ele não passar nenhuma bateria no evento que foi o campeão no ano passado. A situação de Medina, em sétimo no ranking, é a mesma do sexto colocado, Adriano de Souza, com ambos dependendo ainda dos resultados dos que estão à sua frente.

Caio Ibelli (BRA) winning Heat 10 of Round Two at the Hurley Pro Trestles. Caio Ibelli WSL / Kirstin Scholtz

A batalha principal pela ponta do ranking nesta oitava etapa será entre Jordy Smith e John John Florence, que farão uma disputa fase a fase em Trestles. Os dois podem até decidir a lycra amarela numa grande final entre eles, ou com Matt Wilkinson, que caiu do primeiro para o terceiro lugar na etapa passada. Ele continua vivo na busca pelo título mundial, assim como outros dois australianos, Owen Wright em quarto e Julian Wilson, que subiu da oitava para a quinta posição com a vitória sobre Gabriel Medina no Billabong Pro Tahiti.

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it