NewsVans World Cup

Vans World Cup começa com altas ondas em Sunset Beach

O início da Vans World Cup of Surfing vinha sendo adiado desde sábado no Havaí, mas começou com altas ondas na quarta-feira, com belos tubos num mar desafiador em Sunset Beach. A estreia de Gabriel Medina na Tríplice Coroa Havaiana é uma das atrações da etapa que fecha a lista dos dez indicados pelo WSL Qualifying Series para a elite dos top-34 que vai competir no World Surf League Championship Tour de 2018. Ele e os também campeões mundiais Adriano de Souza e John John Florence, estão entre os 32 cabeças de chave da terceira e última fase de dezesseis baterias em que foram divididos os 128 participantes do QS 10000 de Sunset Beach.

Raoni Monteiro of Brazil advances to round three after winning round two heat 2 of the 2017 WSL Vans World Cup at Sunset Beach, Oahu Raoni Monteiro WSL / Tony Heff

Na quarta-feira, foram realizadas as dezesseis da rodada inicial e mais duas da segunda fase, com 68 surfistas estreando no primeiro dia. Entre eles, nove brasileiros e dois peruanos. O pernambucano Luel Felipe entrou na primeira bateria, já achou alguns tubos para passar em segundo lugar e depois completou a segunda dobradinha brasileira vencedora do dia, com o carioca Raoni Monteiro no confronto que fechou a quarta-feira. Eles foram os primeiros sul-americanos a passar para a rodada dos cabeças de chave, que já entram no evento disputando classificação para as oitavas de final.

O experiente Raoni Monteiro, que por muitos anos fez parte da elite do CT e voltou a disputar o QS esse ano, já havia conquistado a primeira vitória verde-amarela na Vans World Cup deste ano. Na segunda bateria do dia, ele estreou junto com o paulista David do Carmo, que acabou eliminado pelo francês Maxime Huscenot. Depois, Raoni e Luel Felipe despacharam o neozelandês Ricardo Christie e o australiano Soli Bailey. A vitória levou o carioca para a segunda bateria da terceira fase, encabeçada pelo paulista Caio Ibelli e pelo pernambucano Ian Gouveia e apenas dois passarão para as oitavas de final. O pernambucano foi para a primeira, dos australianos Matt Wilkinson e Wade Carmichael, um dos integrantes do G-10 do QS.

Luel Felipe of Brazil advances in second to round two from round one heat one at the Vans World Cup of Surfing 2017 at Sunset Beach, Hawaii Luel Felipe WSL / Keoki Saguibo

A outra única classificação dupla do Brasil na quarta-feira aconteceu na última participação verde-amarela na primeira fase, com o capixaba Rafael Teixeira e o carioca Lucas Silveira despachando dois havaianos, Dylan Goodale e Luke Shepardson. Os paulistas Hizunome Bettero e Victor Bernardo também passaram suas baterias em segundo lugar, enquanto três foram eliminados logo em suas estreias na Vans World Cup, o baiano Marco Fernandez, o catarinense Mateus Herdy e o paulista David do Carmo na vitória de Raoni Monteiro. Os peruanos Tomas Tudela e Lucca Mesinas também ficaram na primeira fase.

SEGUNDA FASE - Na segunda, entra mais um peruano, Miguel Tudela, na bateria que vai abrir a quinta-feira em Sunset Beach, prevista para iniciar as 7h00 no Havaí, 15h00 no fuso horário de Brasília. Seus adversários são o australiano Josh Kerr e os havaianos Billy Kemper e Benji Brand. Entre os 32 pré-classificados pelo ranking mundial que não precisaram competir na rodada inicial, estão oito brasileiros e alguns ainda brigando pelas quatro últimas vagas que restam no G-10 do QS para o CT 2018.

Hizunome Bettero of Brazil advances to round two by placing second in round one heat 3 of the 2017 WSL Vans World Cup at Sunset Beach, Oahu Hizunome Bettero WSL / Tony Heff

O cearense Michael Rodrigues está fechando essa lista no momento e foi escalado na 11.a bateria, com o americano Ian Crane, o espanhol Aritz Aranburu e o havaiano Kaimana Jaquias. O paulista Flavio Nakagima (trigésimo no ranking) e o baiano Bino Lopes(38.o) são os pré-classificados da quinta bateria. Na sétima, tem o campeão sul-americano de 2017, Thiago Camarao (51.o). Na oitava, entram mais dois, Alex Ribeiro (26.o) e Peterson Crisanto (42.o). Na seguinte, está Deivid Silva (28.o) e na 15.a e penúltima, o catarinense Alejo Muniz (20.o) junto com o uruguaio Marco Giorgi (49.o).

Outros quatro que se classificaram na quarta-feira também vão disputar vagas para enfrentar os principais cabeças de chave na terceira fase. Hizunomê Bettero (65.o) vai competir no segundo confronto da quinta-feira, na quarta bateria da segunda fase. Victor Bernardo (52.o) foi para a nona, a mesma de outro paulista, Deivid Silva. Completando a relação, o capixaba Rafael Teixeira (64.o) está na 13.a e o carioca Lucas Silveira (87.o) na 14.a.

Tomas Tudela of placed fourth in round one heat and is eliminated from the 2017 WSL Vans World Cup at Sunset Beach, Oahu Tomas Tudela WSL / Tony Heff

CABEÇAS DE CHAVE - Na terceira fase, entram as principais estrelas do esquadrão brasileiro em Sunset Beach, como os campeões mundiais Adriano de Souza na quarta bateria e Gabriel Medina na oitava. Também fazem parte da lista dos 32 cabeças de chave da Vans World Cup os cinco surfistas que estão se classificando para o CT 2018 pelo G-10 do QS, o líder do ranking, Jesse Mendes, Tomas Hermes (4.o), Yago Dora (5.o), Willian Cardoso (6.o) e Italo Ferreira (10.o).

Além deles, os já citados Caio Ibelli e Ian Gouveia na segunda bateria com Raoni Monteiro e o francês Maxime Huscenot, bem como outros tops do CT que estão fora do grupo dos 22 primeiros no ranking principal que são mantidos na elite para o ano que vem, os paulistas Miguel Pupo e Wiggolly Dantas na sétima bateria e os potiguares Italo Ferreira na décima e Jadson Andre na 14.a. Destes quatro, Italo já está garantindo sua vaga pelo QS e Jadson é quem está mais próximo do G-10, em 18.o lugar, com Miguel em 23.o e Wiggolly, terceiro colocado na Tríplice Coroa Havaiana, em 48.o.

David Do Carmo of Brazil places third and is eliminated in round one heat 2 of the 2017 WSL Vans World Cup at Sunset Beach, Oahu David Do Carmo WSL / Tony Heff
World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download