NewsBallito Pro pres. by BillabongAlejo Muniz

Krystian Kymerson é nota 10 no QS 10000 Ballito Pro

O capixaba Krystian Kymerson está disputando a sua primeira etapa no WSL Qualifying Series esse ano e na sexta-feira tirou a primeira nota 10 do QS 10000 Ballito Pro na África do Sul. O feito aconteceu no duelo brasileiro das oitavas de final com o catarinense Yago Dora, ainda recordista de pontos nas ondas de Willard Beach. O paranaense Peterson Crisanto e o paulista Thiago Camarão também passaram para as quartas de final e entraram na lista dos dez surfistas que o QS classifica para a elite dos top-34 da World Surf League. Os dois vão se enfrentar na disputa pela última vaga nas semifinais, logo após o confronto do nota 10, Krystian Kymerson, com o novo vice-líder do ranking, Seth Moniz, do Havaí.

Krystian Kymerson (BRA) advances to Round 5 of the 2018 Ballito Pro pres by Billabong after placing second in Heat 6 of Round 4 at Ballito, South Africa. Krystian Kymerson WSL / Kelly Cestari

O catarinense Alejo Muniz e o paulista Deivid Silva estavam encabeçando o G-10 antes da África do Sul, mas já foram ultrapassados pelo havaiano e também para Mikey Wright. O australiano assumiu a ponta mesmo perdendo para o norte-americano Griffin Colapinto nas oitavas de final. A sexta-feira começou com cinco brasileiros e três continuam na busca do título da primeira etapa com pontuação máxima do WSL Qualifying Series 2018.

O paulista Jessé Mendes já tinha passado para as oitavas de final no confronto que fechou o dia anterior e a sexta-feira foi iniciada com vitória brasileira de Yago Dora na quinta bateria da quarta fase. Krystian Kymerson passou em segundo lugar na disputa seguinte, vencida por Seth Moniz. Já Peterson Crisanto e Thiago Camarão fizeram uma dobradinha verde-amarela sobre o francês Jorgann Couzinet, que estava na porta de entrada do G-10.

Peterson Crisanto (BRA) advances to Round 5 of the 2018 Ballito Pro pres by Billabong after winning Heat 7 of Round 4 at Ballito, South Africa. Peterson Crisanto WSL / Kelly Cestari

OITAVAS DE FINAL - Nas oitavas de final, o primeiro a competir foi Jessé Mendes e o australiano Jack Freestone pegou as melhores ondas que entraram na bateria para vencer fácil por 14,37 a 6,27 pontos. Em seguida aconteceu o duelo brasileiro, com Krystian Kymerson ganhando nota 10 unânime dos cinco juízes numa onda aproveitada do início ao fim, com o capixaba acertando as manobras com perfeição para derrotar Yago Dora por 17,17 a 9,34 pontos. O catarinense tinha brilhado na quinta-feira, quando atingiu ainda imbatíveis 19,17 pontos somando notas 9,77 e 9,40.

Nas quartas de final, o adversário do nota 10, Krystian Kymerson, na terceira bateria será o havaiano Seth Moniz, que chegou na África do Sul em 11.o lugar no ranking e já pulou para segundo quando derrotou o francês do CT, Jeremy Flores. Nas baterias seguintes, Peterson Crisanto despachou o norte-americano Nat Young por 14,20 a 11,76 pontos e Thiago Camarão ganhou do português Vasco Ribeiro por 14,07 a 11,17. Com a passagem para as quartas de final, os dois entraram na lista provisória dos dez surfistas que o WSL Qualifying Series classifica para o World Surf League Championship Tour.

Thiago Camarao (BRA) advances to Round 5 of the 2018 Ballito Pro pres by Billabong after placing second in Heat 7 of Round 4 at Ballito, South Africa. Thiago Camarao WSL / Kelly Cestari

NOVIDADES NO G-10 - Peterson Crisanto já saltou da 42.a para a sétima posição no ranking e o atual campeão sul-americano da WSL South America, Thiago Camarão, estava na 58.a e agora é o nono colocado. Entre eles, está a outra novidade no G-10 com os resultados da sexta-feira em Ballito, o neozelandês Ricardo Christie, que subiu do 59.o para o oitavo lugar. No entanto, os três ainda têm suas vagas ameaçadas, pois os outros quatro classificados para as quartas de final também podem entrar no G-10 na África do Sul.

No momento, o Brasil prossegue com maioria de seis surfistas na lista, o catarinense Alejo Muniz que já caiu da primeira para a terceira posição, o paulista Deivid Silva da segunda para a quarta, depois tem Peterson Crisanto em sétimo lugar, Thiago Camarão em nono, o potiguar Jadson André que estava em quinto e já desceu para décimo e o paulista Alex Ribeiro, de sexto para 11.o. Ele está fechando o G-10 porque o novo líder, Mikey Wright, vai garantindo sua classificação entre os 22 primeiros colocados no ranking do CT que dispensam a vaga do QS.

Yago Dora (BRA) advances to Round 5 of the 2018 Ballito Pro pres by Billabong after winning Heat 5 of Round 4 at Ballito, South Africa. Yago Dora WSL / Kelly Cestari

Os três que saíram da lista na sexta-feira foram o paulista Miguel Pupo, o italiano Leonardo Fioravanti e o sul-africano Matthew McGillivray. Mesmo sem disputar nenhuma etapa antes da África do Sul, o capixaba Krystian Kymerson tem chances de ingressar no G-10 com os 10.000 pontos da vitória no Ballito Pro. Com essa pontuação, ele ultrapassaria até o paulista Deivid Silva, que tem 9.400 pontos e chegou nesta etapa na vice-liderança do ranking.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download