NewsAnfaplace Pro CasablancaWeslley Dantas

Alex Ribeiro garante o tri do Brasil no QS de Marrocos

Não foi só no Surf Ranch Pro que os brasileiros brilharam no fim de semana, com Gabriel Medina e Filipe Toledo comandando o show nas ondas perfeitas criadas por Kelly Slater no deserto da Califórnia. Na perna europeia do WSL Qualifying Series, Alex Ribeiro conquistou a segunda vitória do Brasil consecutiva numa final paulista com Weslley Dantas em Marrocos. Foi a segunda decisão 100% verde-amarela seguida no QS 1500 Anfaplace Pro Casablanca, pois no ano passado, o também paulista Deivid Silva conseguiu o bicampeonato contra o capixaba Rafael Teixeira. Os argentinos também se destacaram este ano em Marrocos, com Santiago Muniz chegando nas semifinais depois de passar pelo compatriota Leandro Usuna.

Alex Ribeiro (BRA) and Mahina Maeda (HAW)  .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Alex Ribeiro (BRA) e Mahina Maeda (HAW) WSL / Laurent Masurel

"Eu estou super feliz com a vit√≥ria e eu me senti em casa nessa semana aqui", disse Alex Ribeiro. "As ondas s√£o muito parecidas com as da minha praia no Brasil e eu tive uma boa ajuda nessa semana, com as ondas certas sempre vindo para mim nas baterias. Foi incr√≠vel ter feito a final com o Weslley (Dantas). Ele t√° ‚Äėon fire' e n√£o √© f√°cil ganhar dele, mas felizmente consegui fazer minhas manobras e estou amarrad√£o porque √© minha primeira vez aqui. Gostei bastante, as pessoas s√£o muito legais e n√≥s tivemos grandes ondas durante toda a semana".

Na grande final, Alex Ribeiro ficou mais ativo dentro d¬ī√°gua, indo em mais ondas para tentar pegar alguma boa. Ele tamb√©m estava com as manobras a√©reas no p√© e largou na frente com notas 6,00 na primeira onda e 7,67 na terceira. Weslley Dantas preferiu ser mais seletivo e n√£o come√ßou bem, mas entrou na briga com o 6,63 da sua quarta tentativa. Enquanto isso, Alex ia colecionando notas na casa dos 7 pontos, descartando duas e somando a maior, 7,83, para vencer por 15,50 pontos. Weslley ainda mostrou seu potencial em uma onda que valeu a maior nota da bateria, 8,33, mas terminou com 14,96 sem conseguir trocar a nota mais baixa.

Weslley Dantas (BRA) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Weslley Dantas (BRA) WSL / Laurent Masurel

"Eu tinha uma boa estratégia e estava focado na bateria, mas cometi alguns erros de prioridade nessa final que não poderia fazer", admitiu Weslley Dantas. "Mesmo assim, eu estou muito feliz com o vice-campeonato, que é um bom resultado também. Eu gosto bastante desse lugar e as ondas estiveram muito boas durante toda a semana. Certamente estarei de volta no próximo ano, porque eu realmente quero ganhar aqui".

Com a vitória no QS 1500 de Casablanca, Alex Ribeiro subiu do 22.o para o 15.o lugar no ranking e volta a se aproximar da briga direta pelas dez vagas para a elite dos top-34 da World Surf League. No momento, o australiano Reef Heazlewood é o 13.o colocado e está fechando o G-10, seguido de perto por três brasileiros do litoral paulista, o atual campeão sul-americano da WSL South America, Thiago Camarão, agora por Alex Ribeiro também e Miguel Pupo, que estava competindo no Surf Ranch Pro e caiu do 15.o para o 16.o lugar no ranking.

Santiago Muniz (ARG) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Santiago Muniz (ARG) WSL / Laurent Masurel

A lista dos dez que est√£o se classificando para o CT n√£o mudou no QS 1500 Anfaplace Pro Casablanca. Segue com o paranaense Peterson Crisanto em segundo lugar, o potiguar Jadson Andr√© em quinto, o catarinense Alejo Muniz em sexto e o paulista Deivid Silva em 11.o. O vice-campe√£o em Marrocos, Weslley Dantas, vai chegando perto deste grupo e ganhou mais seis posi√ß√Ķes no ranking, indo do 29.o para o 23.o lugar.

O irm√£o mais jovem da bicampe√£ brasileira Suelen Naraisa e do ex-top do CT, Wiggolly Dantas, chegou em sua segunda final seguida na perna europeia. Na semana passada, festejou sua primeira vit√≥ria no Circuito Mundial completando a√©reos impressionantes no QS 3000 da Espanha em Pantin. Nas semifinais que abriram o √ļltimo dia do QS 1500 Anfaplace Pro Casablanca, Weslley tamb√©m voou para ganhar por 16,50 a 11,07 pontos do argentino Santiago Muniz, igualmente irm√£o mais jovem de um ex-top do CT, Alejo Muniz.

Alex Ribeiro (BRA) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Alex Ribeiro (BRA) WSL / Laurent Masurel

CAMINHO DO T√ćTULO - J√° o campe√£o Alex Ribeiro passou apertado pelo sul-africano Dylan Lightfoot, 12,60 a 12,47, antes de garantir o tricampeonato do Brasil em Marrocos. Alex competiu junto com o bicampe√£o Deivid Silva em duas baterias nas ondas em frente ao Anfaplace Shopping Center, em Casablanca. Por n√£o ter feito sua inscri√ß√£o dentro do prazo, Alex teve que entrar na primeira fase e estreou na primeira bateria do campeonato.

Ele come√ßou com vit√≥ria e na segunda fase j√° encontrou o cabe√ßa de chave n√ļmero 1 do evento, o defensor do t√≠tulo, Deivid Silva, que venceu a bateria. Mas Alex Ribeiro passou em segundo, despachando o australiano Samson Coulter e o franc√™s Colin Doyez. Depois, ganhou um confronto com participa√ß√£o tripla do Brasil pela terceira fase, com o tamb√©m paulista Vitor Mendes superando Amando Tenorio na briga pela segunda vaga.

Deivid Silva (BRA) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Deivid Silva (BRA) WSL / Laurent Masurel

Chegou ent√£o a √ļltima rodada de baterias com quatro competidores, valendo classifica√ß√£o para as quartas de final, quando o formato de disputa muda para o sistema homem a homem. Ele voltou a entrar no mar junto com Deivid Silva para disputar duas vagas e desta vez ganhou dele, que acabou sendo eliminado pelo sul-africano Dylan Lightfoot. Depois, Alex tamb√©m voltou a encontrar Vitor Mendes na abertura das quartas de final e venceu de novo, conquistando a primeira vaga para o √ļltimo dia do QS 1500 Anfaplace Pro Casablanca.

PARTIPAÇÃO ARGENTINA - As quartas de final começaram com uma bateria brasileira e teve uma argentina também nas ondas de Marrocos, com o mais jovem Santiago Muniz superando o mais experiente, Leandro Usuna, campeão sul-americano da WSL South America em 2016. Na fase anterior, Leandro tinha feito uma grande apresentação, batendo até o finalista Weslley Dantas, com ambos despachando dois franceses. Os argentinos também se destacaram em Casablanca esse ano, mas acabaram se auto eliminando pelo caminho.

Leandro Usuna (ARG) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Leandro Usuna (ARG) WSL / Laurent Masurel

Não foi somente na quarta de final entre Santiago Muniz e Leandro Usuna. Na terceira fase, eram três lutando por duas vagas e Santiago também venceu, mas Jose Gundesen e Facundo Arreyes perderam para o jovem francês Justin Becret. Na segunda fase, o campeão sul-americano Leandro Usuna estreou junto com Jose Gundesen e os dois fizeram uma dobradinha argentina sobre os marroquinos Soufiane Charoub e Zouhir Selyann.

MELHOR APRESENTAÇÃO - Weslley entrou depois da quarta de final argentina, com o principal surfista de Marrocos no Circuito Mundial. E foi contra Ramzi Boukhiam que ele fez sua melhor apresentação, usando os aéreos e a potência do seu surfe para ganhar a maior nota do campeonato, 9,33. Em seguida, surfou bem outra onda que rendeu 6,97 para confirmar a vitória por um alto placar de 16,30 a 15,40 pontos. Na semifinal contra o argentino Santiago Muniz, Weslley acertou as manobras de novo para tirar notas 8,00 e 8,50 dos juízes e vencer por uma larga vantagem de 16,50 a 11,07 pontos.

Bino Lopes (BRA) .Anfaplace Pro Casablanca 2018 Bino Lopes (BRA) WSL / Laurent Masurel

Com os 840 pontos do terceiro lugar em Marrocos, Santiago Muniz subiu de 80 para 74 no ranking do WSL Qualifying Series. Já Leandro Usuna recebeu 630 pontos pelo quinto lugar e segue na batalha para entrar no grupo dos 100 primeiros colocados que podem participar das etapas mais importantes, com status QS 6000 e QS 10000. Ele estava em 116.o lugar e agora é o 105.o. Quem entrou nos top-100 foi o semifinalista sul-africano Dylan Lightfoot, que subiu do 109.o para o 96.o lugar.

QS 10000 EM PORTUGAL - Depois de uma etapa do QS 1000 na Inglaterra, duas do QS 1500 na França, uma do QS 3000 na Espanha e o QS 1500 que terminou no fim de semana em Marrocos, a enfraquecida "perna europeia" do WSL Qualifying Series vai agora para o seu evento mais importante em Portugal, o QS 10000 EDP Billabong Pro Cascais, que começa no dia 24 de setembro na Praia do Guincho, em Cascais. Esta etapa será decisiva na disputa pelas dez vagas para o CT 2019, a terceira das apenas cinco com status máximo de 10.000 pontos. As outras duas são as da Tríplice Coroa Havaiana, que fecham o WSL Qualifying Series em Haleiwa e Sunset Beach.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download