NewsVolcom Pipe ProMiguel Tudela

Peruano Miguel Tudela é semifinalista em Pipeline

Os surfistas peruanos seguem ganhando espaço no Circuito Mundial, começando bem a temporada 2019 do World Surf League Qualifying Series. Nesta terça-feira, Miguel Tudela foi até as semifinais do Volcom Pipe Pro QS 3000 e inicia o ano em vigésimo lugar no ranking. Antes, o mais bem colocado era Alonso Correa com o nono lugar no QS 3000 que abriu a corrida por vagas no CT 2020 em Israel, mas caiu para a 32.a posição por ter ido competir no Havaí. Nos tubos de Pipeline e do Backdoor, o vencedor foi o australiano Jack Robinson, que assumiu a liderança do ranking porque já tinha sido vice-campeão no QS 1000 de Sunset Beach, também na ilha de Oahu.

Miguel Tudela of Peru advances in to the quarterfinals from round 5 heat 4 of the Volcom Pipe Pro held at Pipeline, Oahu, Hawaii, USA.. Miguel Tudela WSL / Keoki Saguibo

Em sua estreia na temporada, a única bateria que Jack Robinson perdeu no Havaí foi na decisão do Sunset Open para o havaiano Cody Young. Os dois se encontraram duas vezes nas ondas de 6-8 pés da terça-feira em Pipeline e as duas baterias foram vencidas pelo australiano. Nas oitavas de final, Cody Young ainda passou em segundo lugar, mas nas semifinais foi eliminado por outro havaiano, Barron Mamiya, vice-campeão do Volcom Pipe Pro. Outro australiano ficou em terceiro lugar na grande final, Reef Heazlewood, com o norte-americano Balaram Stack em quarto.

"Eu estou no topo do mundo e começar o ano com uma vitória aqui em Pipeline me deixa muito mais confiante para o restante da temporada", disse Jack Robinson. "É o campeonato mais difícil do ano e aqui você tem que ficar ligado para ganhar, mas as ondas têm que vir para você, senão não adianta nada estar bem preparado. Eu me sinto bem confiante e só quero chegar logo ao World Tour. É onde eu já deveria estar e sei que vai ser muito difícil chegar lá, mas sinto que é hora de conseguir isso esse ano".

Jack Robinson wins the WSL 2019 Volcom Pipe Pro at Pipeline, Oahu, Hawaii, USA Jack Robinson WSL / Tony Heff

Jack Robinson tem apenas 21 anos de idade, mas já vem sendo apontado como a maior revelação do surfe australiano nos últimos anos. Em 2018, ele ganhou o QS 1500 Heroes de Mayo Iquique Pro no Chile e terminou em 39.o lugar no ranking que classifica dez surfistas para a elite dos top-34 que disputa o título mundial da World Surf League no Championship Tour. Agora, já inicia a temporada na dianteira da corrida pelas vagas para 2020.

PERUANOS NA FRENTE - Os surfistas peruanos também começaram bem o ano, melhor até do que os brasileiros que sempre encabeçaram a lista dos sul-americanos no ranking do QS. Na etapa que abriu a temporada 2019 em Israel, o mais bem colocado foi Alonso Correa em nono lugar. O brasileiro Luan Carvalho perdeu na mesma fase, mas terminou em 13.o por ter ficado em último na sua bateria. No QS 1000 Sunset Open no Havaí, Wiggolly Dantas e o peruano Adrian Garcia foram até as quartas de final e ficaram empatados em nono lugar.

Cristobal De Col of Peru advances in 1st  to round 5 from round 4 heat 6 of the Volcom Pipe Pro held at Pipeline, Oahu, Hawaii, USA.. Cristobal De Col WSL / Keoki Saguibo

No QS 3000 Volcom Pipe Pro encerrado nesta terça-feira, Wiggolly não passou da sua estreia em Pipeline e os únicos sul-americanos que chegaram no último dia foram os peruanos Miguel Tudela e Cristobal de Col. Os dois passaram juntos para as oitavas de final, barrando o costa-ricense Carlos Munoz e o havaiano Liam O´Brien.

Cristobal não achou as ondas em sua primeira bateria na terça-feira, mas Miguel avançou, depois ganhou a que abriu as quartas de final e só perdeu nas semifinais, para o australiano Reef Heazlewood e o americano Balaram Stack. Outro destaque foi o argentino Tomas Lopez Moreno, que venceu duas baterias antes de ser barrado na quarta fase da competição.

Great conditions for round one of competition at Cacimba.  ASP/Smorigo Cacimba WSL / danielsmorigo@hotmail.com tel:

PRÓXIMAS ETAPAS - A disputa por pontos no ranking do WSL Qualifying Series prossegue nesta semana no QS 1500 Cabreiroa Las Americas Pro Tenerife nas Ilhas Canárias e neste mês também acontece o primeiro grande evento da temporada, o Hang Loose Pro Contest, que volta à Fernando de Noronha após seis anos, promovendo o primeiro QS 6000 de 2019 entre os dias 19 e 24 nos tubos da Cacimba do Padre. O evento mais tradicional da América Latina vai abrir o calendário da WSL South America, valendo os primeiros pontos para o ranking regional que define os campeões sul-americanos da temporada.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download