Oi HD São Paulo Open

Miguel Pupo é o campeão do Oi HD São Paulo Open of Surfing

Highlights: Oi HD Sao Paulo Open, Finals
Watch Miguel Pupo tear apart Maresias in the last day of the Oi HD Sao Paulo Open of Surfing QS 10,000.

English version below, please scroll down.

O confronto Brasil x Austrália que vai decidir o título mundial no Havaí, com Filipe Toledo, Adriano de Souza e Gabriel Medina contra Mick Fanning, também definiu o campeão do Oi HD São Paulo Open of Surfing em São Sebastião. No domingo de ótimas ondas de 4-6 pés e praia lotada em Maresias, Miguel Pupo levantou a torcida ao garantir em casa a sua permanência na elite dos top-34 da World Surf League pelo WSL Qualifying Series. Para completar a festa, Pupo faturou o título do QS 10000 de São Sebastião derrotando o australiano Davey Cathels na final e até o campeão mundial Gabriel Medina correu pela praia para abraçar o amigo, que assumiu a quarta posição no ranking e embolsou 40 mil dólares pela vitória em Maresias.

"Caramba, foi uma semana muito difícil pra mim, mas vim aqui afim de quebrar tudo e por sorte eu consegui", disse Miguel. "A minha mãe me pediu pra trazer uns troféus novos esse ano, mas só tinha conseguido um terceiro lugar nas Ilhas Açores (PRT) que era um troféu pequeno, então acho que ele está bem feliz porque esse aqui é bem maior (risos). Foi demais confirmar minha vaga no CT aqui. Eu coloquei muita pressão em cima de mim no início do ano pra lutar pelo título mundial depois da vitória do Gabriel (Medina), mas as coisas não aconteceram como eu queria e agora já precisava de resultados para me manter no Tour. Bom que consegui aqui e vou poder ir pro Havaí mais relaxado pra surfar meu melhor lá".

Miguel Pupo BRA Miguel Pupo - Photo: Daniel Smorigo - WSL

A grande final começou as 12h30 com a Praia de Maresias lotada e sem chuva, com o céu até clareando em São Sebastião pela primeira vez na semana. A bateria entrou no mar depois do Banco do Brasil Heritage Heat, reunindo cinco brasileiros das primeiras gerações no circuito mundial, com Fábio Gouveia derrotando Teco Padaratz, Wagner Pupo, Renan Rocha e Piu Pereira. Depois da bateria especial, Wagner Pupo ficou na torcida para que o seu filho, Miguel, vencesse o Oi HD São Paulo Open of Surfing e foi ele quem abriu a decisão do título com uma série de três manobras potentes de backside numa boa direita para largar na frente com nota 6,67.

"Esse campeonato foi muito especial pra mim e pra minha família", continuou Miguel Pupo. "Sem dúvidas, esse é o melhor dia da minha vida. Eu ganhei o evento depois de ver meu pai (Wagner Pupo) arrebentar surfando altas ondas na bateria dos Legends, no início da semana já tinha visto meu irmão (Samuel Pupo) vencer o Trials e passar umas baterias no evento, então me sinto abençoado por tudo que aconteceu essa semana aqui e estou muito feliz pelo público também que lotou a praia hoje (domingo) mesmo debaixo de chuva pra torcer pra gente".

Davey Cathels AUS Davey Cathels - Photo: Daniel Smorigo - WSL

O australiano Davey Cathels também começou nas direitas, mas a onda só rendeu uma manobra forte. Logo Miguel vem em outra direita maior fazendo uma grande manobra que levantou um leque enorme de água e ainda acertou mais uma na junção para tirar 8,77 dos juízes. Cathels então escolhe uma esquerda que fecha rápido de novo e ele já precisava de mais de 10 pontos para vencer na primeira metade da bateria de 35 minutos. O australiano tenta entrar no jogo com uma manobra explosiva que valeu nota 7,40, mas Pupo vem em outra direita da série para aplicar mais uma série de três batidas e rasgadas muito fortes de backside para ganhar 8,23 e manter uma boa vantagem de 9,6 pontos.

Aí Miguel passou a arriscar as manobras mais espetaculares e voou num aéreo sensacional muito alto que levantou a torcida nas areias de Maresias, porém não conseguiu completar a aterrisagem. O tempo foi passando, as séries pararam de entrar e o Oi HD São Open of Surfing apresentado pelo Banco do Brasil fechou a "perna brasileira" de fim de ano da WSL South America com vitória verde-amarela de Miguel Pupo por 17,00 a 12,33 pontos. Ele não vencia uma etapa desde 2012 e Davey Cathels também ficou feliz pelo resultado, que o levou do vigésimo para o oitavo lugar no ranking, dentro do G-10 do Qualifying Series para o CT do ano que vem.

Miguel Pupo BRA Miguel Pupo - Photo: Daniel Smorigo - WSL

"Foi ótimo pra mim participar desses eventos aqui no Brasil, não tenho nada a reclamar", disse Davey Cathels. "Me diverti bastante, ficamos com um grupo de amigos durante as viagens, ganhei baterias em todos os eventos, sempre melhorando até fazer a final aqui, que foi demais. Já viajei para vários lugares no mundo, mas o Brasil foi demais, Florianópolis (SC) achei uma cidade muito linda, Itacaré (BA) foi alucinante, as ondas aqui em Maresias com bastante pressão, melhor do que as outras que competi, então foi tudo muito bom e espero voltar pra cá muitos anos mais. Ainda não tenho muita experiência em finais de etapas importantes como essa aqui de Maresias, então estou feliz pelo vice-campeonato que é um grande resultado também".

VAGAS NO G-10 - A batalha pelas últimas vagas na lista dos dez indicados pelo Qualifying Series para a elite mundial dos top-34 da World Surf League foi travada nas quartas de final que abriram o domingo decisivo do Oi HD São Paulo Open of Surfing. O australiano Davey Cathels fez a parte dele defendendo posição no G-10, ao derrotar o havaiano Keanu Asing no primeiro confronto do dia. No segundo, Jack Freestone acabou com as chances de Cooper Chapman, ganhando a bateria australiana. E o cearense Michael Rodrigues também foi batido por Miguel Pupo no duelo brasileiro, ficando na porta de entrada do G-10, em 11.o lugar no ranking que está classificando até o décimo colocado, o australiano Ryan Callinan.

Jack Freestone AUS Jack Freestone - Photo: Daniel Smorigo - WSL

Michael entraria na lista se vencesse, mas Miguel Pupo seguiu representando o Brasil nas semifinais. E o local de Maresias fez bonito, levantando a torcida nas boas esquerdas que surfou para despachar o neozelandês Ricardo Christie na bateria entre dois integrantes da elite do CT. Com a passagem para a grande final, Pupo já confirmava sua permanência entre os top-34 pelo ranking do WSL Qualifying Series. Antes, um duelo australiano tinha decidido o primeiro finalista, com Davey Cathels levando a melhor sobre Jack Freestone, que sai do Brasil dividindo a liderança do ranking com o paulista Caio Ibelli.

"Infelizmente não consegui achar uma onda da série lá fora, mas foi um bom campeonato para mim aqui", disse Jack Freestone, novidade australiana já confirmada para o CT de 2016. "O Davey (Cathels) surfou uma bateria perfeita nos primeiros cinco minutos e depois nada mais aconteceu, então parabéns para ele, que foi inteligente para me vencer. Mas, tá tranquilo, pois consegui atingir meu objetivo e o tempo que passei aqui no Brasil foi incrível. Cada vez que venho pra cá, sinto que surfo melhor nessas ondas brasileiras. No ano passado, eu fui até as quartas de final e esse ano cheguei nas semifinais, então estou amarradão com tudo".

Michael Rodrigues BRA Michael Rodrigues - Photo: Daniel Smorigo - WSL

PERNA BRASILEIRA - A "perna brasileira" de fim de ano da WSL South America foi encerrada no domingo depois de três semanas consecutivas de eventos disputados do Sul ao Nordeste do país. A primeira parada foi no QS 6000 Red Nose Pro Florianópolis SC vencido pelo brasileiro Deivid Silva no Costão do Santinho, extremo norte da Ilha de Santa Catarina. A segunda foi no QS 6000 Mahalo Surf Eco Festival no sul da Bahia, que terminou com o norte-americano [Kanoa Igarashi(/athletes/3896/kanoa-igarashi) confirmando sua entrada na elite do CT com a vitória na final contra o australiano Connor O´Leary na Praia da Tiririca, em Itacaré.

No QS 10000 Oi HD São Paulo Open of Surfing, o paulista Miguel Pupo também garantiu sua permanência no grupo dos top-34 da World Surf League quando se classificou para as semifinais, ultrapassando o já confirmado Alex Ribeiro no ranking do WSL Qualifying Series. As três provas do Brasil também foram boas para os australianos. Connor O´Leary e o finalista na Praia de Maresias, Davey Cathels, foram os únicos que entraram na zona de classificação para o CT e Jack Freestone saiu de São Sebastião dividindo a liderança do ranking com o brasileiro Caio Ibelli. Agora restam apenas três vagas para fechar a lista dos dez indicados pelo Qualifying Series que vão completar o grupo dos top-34 da World Surf League. Elas serão decididas na Tríplice Coroa Havaiana, que começa nessa semana em Haleiwa Beach.

Oi Hd Sao Paulo Open Of surfing Oi HD Sao Paulo Open Of surfing - Photo: Daniel Smorigo - WSL

Miguel Pupo Wins the Oi HD Sao Paulo Open of Surfing

Pupo guarantees a spot on the 2016 Championship Tour with his victory at the World Surf League QS 10,000 event at Praia de Maresias, Sao Sebastiao, Sao Paulo, Brazil

On Sunday, conditions finally improved as sunny skies, waves in the 4-6 foot range (1.5-2 meters) and light offshore winds provided an epic final day at the Oi HD Sao Paulo Open of Surfing presented by Banco do Brasil. Miguel Pupo (BRA) defeated Davey Cathels to take home U$40,000 in prize money and 10,000 points, which places him at No. 4 on the QS rankings, confirming his requalification onto the 2016 Championship Tour.

After a full week of rain and strong onshore winds, a packed crowd filled the beach at Praia de Maresias to cheer on their favorite athletes at the WSL Men's QS 10,000 event. In the Final, Pupo started his campaign with a 6.67 on his first ride, while Cathels netted a 4.00 on his first scoring opportunity.

But Pupo, who grew up surfing the barreling beach break at Maresias, used his local knowledge to earn an 8.77 after throwing huge amounts of spray on a series of backside hacks on a righthander. Cathels kept it close after receiving a 7.40 on his best ride, but with total support of the crowd behind him, Pupo caught another set wave and earned an 8.23 on his backside attack for a final score of 17.00 to 12.33 over Cathels.

"Wow, it's been a hard week for me. I came here to go for broke," said an emotional Pupo. "My Mom asked me to bring home some new trophies this year. I brought her a 3rd place from the Azores and it was a little trophy, but I think she'll be happier right now with a bigger one at home."

After a difficult year on the CT, Pupo felt relieved that he was able to requalify for the Championship Tour through the QS.

"It feels amazing. I put so much pressure on myself at the start of the year to be in the World Title Race after Gabriel's Title, but now I found myself in the Final again after 2012 and I'm happy to have a trophy," Pupo said.

For Miguel, the Oi HD Sao Paulo Open of Surfing was extra special since two other family members competed in the event as well. His younger brother, Samuel, won the Trials event, while his father, Wagner, participated in the Banco do Brasil Heritage Heat alongside other Brazilian legends.

"That was amazing, continued Pupo. "It's been such a special contest. This is definitely the best day of my life. To win the event and watch my Dad ripping in a heat and to see my brother win the Trials and make some heats. I just feel so blessed to have God give me this opportunity."

Cathels had been on a tear during the Brazilian leg of events and was pleased with his result in Maresias. With his runner-up finish, Cathels now heads to the final QS 10,000 events in Hawaii sitting at the No. 8 spot on the QS rankings. Only the Top 10 athletes at the end of the Surfing Season will make it onto the 2016 Championship Tour.

"I felt good, I had a good time and I had a good crew staying with me at a nice house down the beach," said Cathels, who takes home U$20,000 in prize money and 8,000 ranking points. "I noticed that I had a pretty good Brazilian leg. I made heats at every contest and things just kept getting better and better, so I'm stoked that I made a Final in this one. Brazil was great, Itacare was awesome, Maresias was pumping and the weather wasn't that good in Florianopolis, but it's such a beautiful place. I haven't been in many big Finals on the QS before so, the more I do, the better I'll get and I've just got to let my surfing open up a little."

Earlier in the day, the Quarterfinals began with Cathels defeating Keanu Asing (HAW) by a score of 15.20 to 11.40. Afterwards, Cathels beat fellow Australian Jack Freestone (AUS) in the Semifinals by a score of 17.10 to 9.00, which included a 9.17 ride by Cathels.

With his result at the Oi HD Sao Paulo Open of Surfing, Freestone climbs into a tie for first place on the 2015 Qualifying Series ranking alongside Caio Ibelli (BRA), who was defeated by Ricardo Christie (NZL) in Heat 3 of the Quarterfinals.

"I had a good run, I just couldn't find a wave out there," said Freestone. "Davey (Cathels) surfed a 5-minute heat, then after that nothing else happened. So it was perfect for him. He surfed a really smart heat. But it's cool; I came here and did what I was supposed to do. My time in Brazil was amazing. I had such a good time. Every time I come here I feel like I do good. Last year I got to the Quarters, this year I got to the Semis, so I'm very happy."

×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it