NewsCopa Triathlon Reef Pro

Alonso Correa vence a Copa Triathlon Sport Reef Pro no Peru

O peruano Alonso Correa e a equatoriana Dominic Barona largaram na frente na corrida pelos títulos sul-americanos de 2018 da WSL South America. Eles venceram a Copa Triathlon Reef Pro neste domingo no Peru, batendo os defensores dos títulos das etapas do QS 1000 de San Bartolo. A final masculina foi um show dos peruanos e Alonso impediu o tricampeonato de Miguel Tudela por um placar de 17,60 a 15,90 pontos. Na decisão feminina, Mimi Barona vingou a derrota sofrida no ano passado para a tricampeã sul-americana Anali Gomez e as vitórias também valeram 1.000 pontos nos rankings mundiais do WSL Qualifying Series.

Alonso Correa - Copa Triathlon Sport - Reef Pro 2018 Alonso Correa WSL / Kirfa Lens

Alonso Correa saltou da 104.a para a 46.a posição com seu primeiro troféu de campeão em San Bartolo. Dominic Barona já havia festejado um título em San Bartolo em 2011 e o bicampeonato a levou do 34.o para o 24.o lugar no ranking de acesso para a elite feminina da World Surf League. No domingo, as ondas melhoraram bastante e os peruanos comandaram o espetáculo nos molhes de San Bartolo, com quatro se classificando para as semifinais.

Na decisão do título, os dois fizeram grandes apresentações e Alonso construiu a sua vitória surfando duas ondas seguidas muito boas, que tiraram notas 8,60 e 9,00 dos juízes. Miguel Tudela também surfou bem, recebendo 7,75 em sua segunda onda, 7,90 na quinta e depois conseguiu um 8,00. Mesmo assim, ele precisava de mais do que isso para superar os 17,60 pontos de Alonso Correa e repetir as vitórias conquistadas nas duas últimas etapas do QS em San Bartolo, em 2012 e 2017.

Miguel Tudela - Copa Triathlon Sport - Reef Pro 2018 Miguel Tudela WSL / Kirfa Lens

"Estou muito feliz em ganhar meu primeiro QS aqui no Peru e também porque quatro peruanos chegaram nas semifinais", disse Alonso Correa. "Foi uma bateria muito difícil porque o Miguel Tudela surfa muito bem, mas eu consegui pegar boas ondas e Graças a Deus obtive boas notas para vencer. Parabéns a todos, que competiram em alto nível e estou muito feliz pela vitória".

O campeão já tinha se destacado no primeiro dia, fazendo os recordes do sábado em San Bartolo, nota 9,35 e 15,86 pontos. Em sua primeira bateria no domingo, tirou uma nota 9,0 para fazer o maior placar da terceira fase também, 15,65 pontos. Mas, nas quartas de final outros peruanos brilharam e bateram todos os recordes da Copa Triathlon Sport Reef Pro. Na segunda bateria, Juninho Urcia ganhou uma nota 9,5 e atingiu 17,50 pontos. E no duelo seguinte, Joaquin Del Castillo se tornou o recordista absoluto do campeonato somando notas 9,75 e 8,75 no placar de 18,50 pontos de 20 possíveis.

Alonso Correa - Copa Triathlon Sport - Reef Pro 2018 Alonso Correa WSL / Kirfa Lens

O defensor do título, Miguel Tudela, parecia estar deixando para mostrar o seu surfe nas fases mais decisivas e foi passando em segundo lugar todas as baterias com quatro competidores que disputou, a última delas no domingo. Nos duelos homem a homem, fez o suficiente para derrotar o brasileiro Wesley Santos nas quartas de final, mas arrebentou na semifinal contra um dos recordistas do dia, Juninho Urcia. Ele conquistou a vaga para disputar sua terceira final consecutiva em San Bartolo por 15,90 a 13,05 pontos e subiu da 39.a para a 25.a posição no ranking do QS com os 750 pontos do segundo lugar no QS 1000 do Peru.

O domínio peruano nas ondas de San Bartolo foi sacramentado na rodada classificatória para as quartas de final, que abriu o último dia da Copa Triathlon Sport Reef Pro. Apenas dois brasileiros conseguiram furar o bloqueio dos donos da casa, mas não passaram pelas quartas de final. E foram os finalistas que garantiram duas semifinais 100% peruanas, com Miguel Tudela derrotando Wesley Santos e Alonso Correa eliminando Renan Peres.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download