NewsPantin Classic Galicia Pro

Silvana Lima está nas quartas de final do QS 6000 da Espanha

A cearense Silvana Lima ganhou mais duas baterias na sexta-feira e vai enfrentar a neozelandesa Paige Hareb nas quartas de final do QS 6000 Pantin Classic Galicia Pro. Os homens também competiram e quatro brasileiros já passaram para a fase dos 32 melhores do QS 3000 na Espanha, o carioca Lucas Silveira e os paulistas Thiago Camarão, Flavio Nakagima e Weslley Dantas. Mais doze brasileiros e os peruanos Miguel Tudela e Alonso Correa, o argentino Leandro Usuna e o chileno Guillermo Satt, ainda vão disputar classificação nas baterias da quarta fase que ficaram para abrir a sexta-feira na Playa de Pantin, na Galícia.

Silvana Lima (BRA) during Round 5 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Silvana Lima WSL / Damien Poullenot

A quinta-feira começou com vitória verde-amarela de Silvana Lima, sobre a mesma Paige Hareb e a francesa Tessa Thyssen. Após as quatro baterias que restavam para fechar a quarta fase, foi a vez dos homens competirem na continuação da terceira fase do QS 3000 e elas só retornaram após quatorze baterias, para fechar o dia com as oitavas de final do penúltimo QS 6000 do ano para as meninas na batalha pelas seis vagas do Qualifying Series para o World Surf League Championship Tour de 2019.

Algumas tops estão fora do grupo das dez primeiras do ranking que são mantidas na elite das top-17 e buscam a permanência pelo QS. É o caso, no momento, da brasileira Silvana Lima, que é a terceira na lista atual do G-6 e mais três também vão se garantindo pela divisão de acesso, a havaiana Coco Ho que defende o título de campeã do QS 6000 da Galícia e as australianas Keely Andrew e Bronte Macaulay. Das quatro, a única que não passou para as quartas de final foi Keely Andrew, no duelo de tops do CT com a californiana Sage Erickson.

Paige Hareb (NZL) during Round 5 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Paige Hareb WSL / Damien Poullenot

Silvana ganhou de Chelsea Tuach, de Barbados, aproveitando bem sua primeira onda para largar na frente com nota 6,33 e dominar a bateria. A cearense agora volta a enfrentar a mesma Paige Hareb que derrotou no primeiro confronto do dia. A surfista da Nova Zelândia entra na zona de classificação para o CT se passar para as semifinais, pois também está fora das top-10 tentando ficar na elite pelo QS como Silvana Lima. O confronto direto será na terceira quarta de final do Pantin Classic Galicia Pro.

QS 3000 MASCULINO - Enquanto a cearense é a única surfista da América do Sul que segue na disputa do título na Espanha, no QS 3000 masculino são vinte, sendo dezesseis do Brasil, dois peruanos, um argentino e um chileno, para competir na sexta-feira na Playa de Pantin. Na quinta-feira, vinte disputaram classificação em onze das quatorze baterias masculinas realizadas antes das oitavas de final femininas fecharem o dia.

Thiago Camarao (BRA) during Round 4 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Thiago Camarao WSL / Damien Poullenot

Foram dez que restavam para fechar a terceira fase e as quatro primeiras da quarta, quando estreiam os 32 principais cabeças de chave do QS 3000 Pantin Classic Galicia Pro. Em duas baterias, eram três sul-americanos brigando por duas vagas. A primeira foi pela terceira fase, com o peruano Alonso Correa e o argentino Leandro Usuna superando o chileno Manuel Selman e o norte-americano Cole Houshmand. A outra foi pela quarta fase, a penúltima do dia, que terminou com dobradinha brasileira de Flavio Nakagima e Lucas Silveira, sobre o peruano Lucca Mesinas e o sul-africano Dylan Lightfoot.

32 MELHORES - Além deles, mais dois também já passaram para a rodada dos 32 melhores nas três últimas baterias da quinta-feira na Espanha. O atual campeão sul-americano da WSL South America, Thiago Camarão, avançou em segundo lugar com o jovem Nomme Mignot. Assim como Weslley Dantas, em outra vitória francesa de Nelson Cloarec. Nesta, o também paulista Deivid Silva, que defendia a oitava posição na lista dos dez indicados pelo QS para o CT do ano que vem, terminou em último lugar e sua vaga fica ameaçada no fim de semana.

Flavio Nakagima (BRA) during Round 4 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Flavio Nakagima WSL / Damien Poullenot

Thiago Camarão estava no G-10 no início da "perna europeia" e é um dos principais concorrentes, pois é o segundo na fila de entrada da zona de classificação. O também paulista Flavio Nakagima vem de um ótimo terceiro lugar na final do QS 3000 Vans Pro da Virginia sábado passado nos Estados Unidos, subiu para 37.o no ranking e os dois vão competir juntos na segunda bateria da quinta fase na Espanha, contra o italiano Leonardo Fioravanti e o francês Nelson Cloarec. Na primeira estão Lucas Silveira e Weslley Dantas com o australiano Ty Watson e outro francês, Nomme Mignot.

CABEÇAS DE CHAVE - A expectativa é de que o número de brasileiros na rodada dos 32 melhores aumente, porque doze ainda vão disputar a quarta fase e sete deles nem estrearam ainda na Playa de Pantin. É o caso também do peruano Tomas Tudela, que está na bateria que ficou para abrir a sexta-feira, com o japonês Hiroto Ohhara campeão do QS 3000 Vans Pro, o francês Timothee Bisso e o australiano Samson Coulter.

Lucas Silveira (BRA) during Round 4 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Lucas Silveira WSL / Damien Poullenot

A participação brasileira começa em dose dupla na segunda do dia, a sexta da quarta fase, com o catarinense Mateus Herdy e o capixaba Rafael Teixeira enfrentando os portugueses Vasco Ribeiro e Miguel Blanco. Nas seguintes, o carioca Pedro Neves, o potiguar Jadson André, o chileno Guillermo Satt e o paulista Alex Ribeiro, competem sozinhos com três surfistas de outros países. Nas quatro últimas, serão dois em cada e até três para fechar a rodada.

Na 13.a bateria, entram o carioca Jeronimo Vargas e o peruano Alonso Correa com um americano e um japonês. Na seguinte, o baiano Bino Lopes e o argentino Leandro Usuna enfrentam um australiano e um havaiano. Na 15.a e penúltima, estão os paulistas Victor Bernardo e Samuel Pupo, com um francês e um marroquino. E na última, serão três brasileiros contra o sul-africano Adin Masencamp, os catarinenses Alejo Muniz número 7 do ranking, Yuri Gonçalves e o paulista Robson Santos. Yuri já fez uma dobradinha verde-amarela com Samuel Pupo no confronto que fechou a terceira fase na quinta-feira.

Guillermo Satt (CHL) during Round 3 of Pull&Bear Pantin CLassic Galicia Pro 2018 Guillermo Satt WSL / Damien Poullenot
World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download