WSL / Ethan Smith
NewsSydney Women's Pro pres. by Sisstrevolution

Brasileiros barram Kelly Slater no QS 6000 de Sydney

Os brasileiros estragaram a festa da torcida que vinha lotando a praia de Manly para assistir o onze vezes campeão mundial Kelly Slater competindo em Sydney depois de 15 anos. Na quinta-feira, os paulistas Jessé Mendes e Alex Ribeiro barraram a grande atração do segundo QS 6000 seguido na Austrália. Além deles, Thiago Camarão e o uruguaio Marco Giorgi também já passaram para a rodada classificatória para as oitavas de final do Vissla Sydney Surf Pro. Mais quatro brasileiros e dois peruanos, ainda vão disputar a terceira fase nas baterias que ficaram para abrir a sexta-feira às 7h00 na Austrália, 17h00 da quinta-feira no Brasil.

Kelly Slater in the Vissla Sydney Surf Pro Kelly Slater WSL / Ethan Smith

O pernambucano Ian Gouveia e o catarinense Mateus Herdy v√£o competir no primeiro confronto do dia, contra o australiano Dion Atkinson e o sul-africano Michael February. O l√≠der do WSL Qualifying Series, Jadson Andr√©, enfrenta tr√™s surfistas de outros pa√≠ses na bateria seguinte, assim como o paulista Weslley Dantas na pr√≥xima. J√° os peruanos Alonso Correa e Miguel Tudela, que defende a quinta posi√ß√£o no ranking, v√£o disputar as duas √ļltimas vagas para a quarta fase com o sul-africano Beyrick De Vries e o australiano Liam O¬īBrien.

A terceira fase masculina s√≥ come√ßou √† tarde em Manly Beach, depois da terceira rodada feminina do QS 6000 de Sydney. A brasileira Tatiana Weston-Webb foi a √ļnica sul-americana a avan√ßar para a fase classificat√≥ria para as oitavas de final. Para os homens, o dia n√£o iniciou bem para o Brasil, com o cearense Michael Rodrigues e o baiano Bino Lopes ficando em √ļltimo nas suas baterias, ambos terminando em 37.o lugar no Vissla Sydney Surf Pro.

Kelly Slater USA at the 2019 Vissla Manly Surf Pro at Manly Beach, NSW, Australia. Kelly Slater WSL / Matt Dunbar

A√≠ a praia lotou para assistir o maior √≠dolo do esporte, mas os brasileiros roubaram a cena e estragaram a festa da torcida eliminando o onze vezes campe√£o mundial Kelly Slater. Os paulistas Jess√© Mendes e Alex Ribeiro pegaram as melhores ondas que entraram na bateria e usaram os a√©reos para confirmar a dobradinha brasileira sobre o norte-americano, que ficou em √ļltimo. Jess√© ganhou por pouco, 14,67 a 14,07 pontos, somando notas 7,60 e 7,07 contra 7,57 e 6,50 de Alex Ribeiro, que vem embalado pela vit√≥ria no QS 6000 de Newcastle. Jess√© j√° foi campe√£o do Vissla Sydney Surf Pro dois anos atr√°s, assim como Slater em 2004.

"Eu ganhei aqui quando as ondas estavam incríveis, então sempre adoro voltar à Sydney", disse Jessé Mendes. "Sempre tem gente aqui acordando cedo para nadar, surfar e aproveitar o dia nesse lugar, por isso que aqui tem uma vibe saudável, muito boa, além de muitos fãs do surfe e eu gosto disso. Foi muito louco chegar antes da minha bateria e ver uma multidão enorme lotando a praia, pois a gente sempre soube o quão grande é o Kelly (Slater) no mundo todo. Eu estou no CT há algum tempo e já surfei contra ele, então a multidão não me preocupou muito e nem ele. Eu apenas fiz o meu trabalho e deu certo, então estou feliz".

Jesse Mendes at the Vissla Sydney Surf Pro Jesse Mendes WSL / Ethan Smith

Kelly Slater lamentou a derrota, mas destacou o apoio da torcida em Sydney: "Eu n√£o consegui encontrar ondas decentes, mas tinha umas ondas boas porque o Jess√© (Mendes) e o Alex (Ribeiro) pegaram algumas. √Č √≥timo estar de volta aqui em Sydney e foi impressionante ver esse p√ļblico enorme na praia, muito legal ter esse apoio. Pena que eu sa√≠ do evento, mas estarei aqui no fim de semana competindo (bateria especial com o bicampe√£o mundial Tom Carroll) de novo para a torcida. Eu queria poder agradecer a cada um pessoalmente, mas √© muita gente, ent√£o s√≥ posso dizer obrigado a todos pelo carinho".

Quando Slater saiu do mar, a praia deu uma esvaziada quando entraram na √°gua mais dois brasileiros para disputar o confronto seguinte. Nesse, o australiano Nicholas Squiers impediu outra dobradinha verde-amarela vencendo a bateria por 13,53 pontos. O paulista Thiago Camar√£o tirou a maior nota - 7,17 - para passar em segundo com 12,67, superando os 11,30 do catarinense Tomas Hermes, que ficou em terceiro lugar com o espanhol Vicente Romero em quarto. Tomas terminou em 25.o lugar no Vissla Sydney Surf Pro.

Alex Ribeiro in the Vissla Sydney Surf Pro Alex Ribeiro WSL / Ethan Smith

QUARTA FASE - Na pr√≥xima fase, Thiago Camar√£o vai competir junto com Jess√© Mendes, disputando duas vagas para as oitavas de final com o franc√™s Nomme Mignot. O tamb√©m paulista Alex Ribeiro, campe√£o do QS 6000 Burton Automotive Pro domingo passado em Newcastle e n√ļmero 4 no ranking do QS, entra na bateria seguinte com dois australianos, Jacob Willcox e Nicholas Squiers. Esta ser√° a quarta da quarta fase e na quinta est√° o uruguaio Marco Giorgi com o portugu√™s Vasco Ribeiro. Os dois ainda aguardam o outro advers√°rio, que ser√° definido nas baterias restantes da terceira fase que ficaram para a sexta-feira.

O uruguaio venceu o confronto que fechou a quinta-feira em Manly Beach, derrotando o australiano Matt Banting, com ambos eliminando o havaiano Joshua Moniz e o √ļltimo chileno no evento, Manuel Selman. Marco Giorgi foi um dos 25 sul-americanos que entraram na primeira fase e √© o √ļnico que segue na briga do t√≠tulo no QS 6000 de Sydney. Dos 25, apenas dez passaram suas baterias, o uruguaio, o chileno Manuel Selman, todos os tr√™s peruanos e somente cinco dos dezessete brasileiros. Os dois √ļnicos argentinos tamb√©m perderam.

Manuel Selman at the Vissla Central Coast Pro Manuel Selman WSL / Ethan Smith

Na segunda fase, os dez classificados se juntaram aos quatorze cabeças de chave da América do Sul, treze deles do Brasil, como os líderes do ranking, Jadson André e Alex Ribeiro. O outro era o peruano Alonso Correa. Desta vez, o Brasil teve um saldo mais positivo com dez passando suas baterias, inclusive os dois citados, porém sofreu mais oito baixas. Dos quatro peruanos, Alonso passou em segundo na sua estreia em Manly Beach e o top-5 do QS, Miguel Tudela, ganhou sua segunda bateria em Sydney. O uruguaio Marco Giorgi e o chileno Manuel Selman, completaram a lista dos classificados para a terceira fase na quarta-feira.

QS 6000 FEMININO - Na quinta-feira, o dia come√ßou com a terceira fase feminina do QS 6000 de Sydney e a brasileira Tatiana Weston-Webb √© a √ļnica sul-americana que continua na disputa do t√≠tulo na Austr√°lia. Ela vai tentar vaga para as oitavas de final contra as australianas Dimity Stoyle e Isabella Nichols, vice-campe√£ do QS 6000 de Newcastle e vice-l√≠der do ranking.

Tatiana Weston-Webb HAW at the Sydney Womens Pro Pres. by SisstRevolution at Manly Beach, NSW, Australia. Tatiana Weston-Webb WSL / Matt Dunbar

A argentina Josefina Ané, que tinha estreado com vitória em Manly Beach na terça-feira, foi eliminada em 37.o lugar, marcando 650 pontos no ranking. A equatoriana Dominic Barona, a peruana Melanie Giunta e a Tainá Hinckel, perderam na segunda fase e outras quatro sul-americanas não passaram da rodada inicial na segunda-feira em Sydney.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download