WSL / Nicolaz Diaz
NewsHeroes de Mayo Iquique Pro Junior

Héroes de Mayo Iquique Pro abre o QS 1500 e Pro Junior feminino no Chile

Depois de três dias só de competições masculinas no Chile, na quinta-feira foi a vez das meninas estrearem no Héroes de Mayo Iquique Pro. Foram realizadas duas rodadas da etapa do WSL Qualifying Series com status QS 1500, duas do Pro Junior e o grande destaque do dia foi a havaiana Gabriela Bryan, que fez os recordes nas ondas de La Punta nas duas categorias. As surfistas de outros continentes, que estão no Chile buscando os pontos no ranking mundial, conquistaram a maioria das vagas para a rodada classificatória para as quartas de final, nove contra sete sul-americanas, como a líder do ranking da WSL South America, Daniela Rosas.

Daniela Rosas - Heroes De Mayo Iquique Pro Daniela Rosas WSL / Nicolaz Diaz

A peruana estreou com vitória na quarta bateria da segunda fase e a francesa Neis Lartigue passou junto com ela, eliminando a argentina Josefina Ané e outra peruana, Alessia Moro. Daniela Rosas tem apenas 17 anos de idade e também disputa a categoria Pro Junior. Ela largou na frente na corrida pelo principal título sul-americano com vitória na Argentina e terá um grande teste na segunda batalha por vagas nas quartas de final do Héroes de Mayo Iquique Pro, contra as finalistas desta etapa no ano passado, a norte-americana Autumn Hays que defende o título e a bicampeã sul-americana, Dominic Barona, do Equador.

"Estou superfeliz por começar o evento com vitória. As ondas estão um pouco pequenas em comparação aos outros dias, mas consegui achar algumas boas para vencer", disse Daniela Rosas. "Na verdade, estar aqui defendendo a liderança do ranking é muito especial pra mim. Esse campeonato é importante para eu seguir buscando somar pontos e me sinto bem preparada para disputar as próximas baterias do QS e do Pro Junior também. Aqui é um lugar que tem boas ondas e é isso que sempre queremos nos campeonatos, então vamos em frente".

Dominic Barona - Heroes De Mayo Iquique Pro Dominic Barona WSL / Nicolaz Diaz

Enquanto Daniela Rosas estreou com vitória no Héroes de Mayo Iquique Pro, as finalistas do ano passado se classificaram em segundo lugar nas suas primeiras baterias depois daquela que decidiram o título no Chile. A atual campeã sul-americana, Dominic Barona, abriu a segunda fase e foi batida pelo destaque do dia, a havaiana Gabriela Ryan, que neste confronto conseguiu a maior somatória das duas categorias, 11,33 pontos. Mesmo adoentada, a equatoriana ganhou a briga pela segunda vaga das chilenas Esperanza Higuera e Beatriz Mella.

"Estou muito feliz em estar de volta aqui, é um lindo evento, com boas ondas e eu estava um pouco doente nos últimos dias, mas estou me recuperando e já me sinto forte para tudo", disse Dominic Barona. "É um evento com bom nível, todas estão aqui com a mesma mentalidade de ganhar, tem boas ondas para todas surfarem e estou feliz por ter passado minha primeira bateria. Acredito que as ondas vão subir nos próximos dias, então o nível irá aumentar também e estou motivada para seguir adiante. Estou aqui com meu irmão, minha família e melhor apoio não poderia haver para tentar, quem sabe, fazer outra final aqui".

Autumn Hays - Heroes De Mayo Iquique Pro Autumn Hays WSL / Nicolaz Diaz

DESTAQUE DO DIA - Já a defensora do título, Autumn Hays, perdeu para outra havaiana, Bailey Nagy, que tirou a maior nota - 6,10 - das duas fases do QS 1500, para derrotar a norte-americana. Elas barraram mais duas sul-americanas, a brasileira Julia Duarte e a peruana atual bicampeã sul-americana Pro Junior, Sol Aguirre. No entanto, o destaque do dia foi mesmo a havaiana Gabriela Bryan, que disputou quatro baterias na quinta-feira e venceu todas, fazendo recordes a cada apresentação, duas pela categoria Pro Junior e duas pelo QS 1500.

"As ondas estão bem divertidas e o importante é escolher bem para aproveitar as boas pra tirar notas mais altas", disse Gabriela Bryan. "Essa é a minha primeira vez na América do Sul e essa cidade é muito legal. Aqui é um pouco parecido com o Havaí, com ondas fortes e recifes por todos os lados. Estou feliz que as ondas estão boas para a gente competir hoje e por estar conseguindo surfar bem para ganhar as baterias. Espero que continue assim".

Gabriela Bryan - Heroes De Mayo Iquique Pro Gabriela Bryan WSL / Nicolaz Diaz

QS SÓ NO SÁBADO - As duas havaianas que fizeram os recordes da quinta-feira no QS 1500, agora vão se encontrar na primeira disputa por duas vagas nas quartas de final do Héroes de Mayo Iquique Pro. As adversárias de Gabriela Bryan e Nagy Bailey, serão a francesa Neis Lartigue e a argentina Coco Cianciarulo. As etapas feminina e masculina do WSL Qualifying Series só voltam a ser disputadas no sábado, pois na sexta-feira a programação é realizar somente a categoria Pro Junior, já definindo os finalistas do masculino e feminino.

No QS 1500 feminino, as surfistas de outros continentes conseguiram surfar melhor nas direitas de La Punta e quase dizimaram as sul-americanas. O Héroes de Mayo Iquique Pro começou com trinta competidoras da América do Sul e restaram apenas sete, enquanto das quinze estrangeiras, nove continuam na disputa do título no Chile. A argentina Coco Cianciarulo está sozinha na primeira bateria com duas havaianas e uma francesa.

Neis Lartigue - Heroes De Mayo Iquique Pro Neis Lartigue WSL / Nicolaz Diaz

Na segunda, entram as finalistas do ano passado em Iquique, a americana Autumn Hays e a equatoriana Dominic Barona, com a peruana Daniela Rosas defendendo a liderança do ranking sul-americano e a espanhola Nadia Erostarbe. Na terceira, está a única chilena classificada, Jessica Anderson, junto com a brasileira Tainá Hinckel, a argentina Lucia Indurain e a japonesa Emily Nishimoto. E a irmã de Emily, Julie Nishimoto, vai disputar as duas últimas vagas para as quartas de final com a experiente campeã mundial Sofia Mulanovich, do Peru, a australiana Freya Prumm e a norte-americana Meah Collins.

PRO JUNIOR - Na categoria Pro Junior, para surfistas com até 18 anos de idade, que está estreando esse ano no Héroes de Mayo Iquique Pro, a líder do ranking sul-americano da WSL South America, conseguiu a classificação de forma dramática, no último minuto. A catarinense Tainá Hinckel está com uma virose provocando vômitos e diarreias nos dois últimos dias, bem fraca, mas, mesmo assim, passou as duas baterias que disputou, pelo QS 1500 e pelo Pro Junior. Todo o esforço, ela confessou, foi porque hoje é aniversário do surfista Ricardo dos Santos, que é da Guarda do Embaú como ela e foi assassinado em frente de casa anos atrás.

Taina Hinckel - Heroes De Mayo Iquique Pro Taina Hinckel WSL / Nicolaz Diaz

"Com certeza, hoje foi um dia dos mais difíceis pra mim. Peguei uma virose sinistra e 5 minutos antes das minhas baterias, estava vomitando muito. Já fazem dois dias que nem consigo comer e ainda perdi minha lente de contato, não enxergava nada. Foi muito difícil, mas eu consegui me classificar e amanhã é um novo dia", contou Tainá Hinckel. "Acredito que provei pra mim mesma que estou muito bem. Eu estou mal na verdade hoje, mas muito forte mentalmente, senão eu não teria virado essa bateria. Já perdi muitas vezes por menos disso, porque sempre ficava nervosa e não conseguia virar como agora. Na verdade, eu acordei hoje achando que nem iria competir, que não ia conseguir de tão fraca. Só que hoje é aniversário do Ricardinho (Ricardo dos Santos), então falei pro meu pai que eu ia vir por ele, foi por ele que vim".

A mexicana Maya Larripa tinha tirado o segundo lugar da catarinense nos últimos minutos. Ela então teve que se esforçar para tirar a nota que precisava. Na primeira tentativa, não conseguiu, mas na segunda ganhou 3,33 que foi suficiente para passar junto com a peruana Lara Barrios. Tainá Hinckel volta a competir na sexta-feira exclusiva para a categoria Pro Junior, para disputar as duas últimas vagas para as semifinais com as peruanas Daniela Rosas e Lara Barrios e a japonesa Julie Nishimoto.

Maya Larripa - Heroes De Mayo Iquique Pro Maya Larripa WSL / Nicolaz Diaz

Já a atual bicampeã sul-americana Pro Junior da WSL South America, a peruana Sol Aguirre, está na primeira batalha por duas vagas nas semifinais com as brasileiras Isabela Saldanha e Julia Duarte e o grande destaque da quinta-feira nas direitas de La Punta, a havaiana Gabriela Bryan. Também na sexta-feira, serão disputadas três fases da categoria masculina do Pro Junior, para igualmente definir os finalistas do Héroes de Mayo Iquique Pro.

O Héroes de Mayo Iquique Pro está sendo transmitido ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e a sexta-feira vai começar pela terceira fase masculina do Pro Junior às 8h00 no Chile. As duas classificatórias para as semifinais femininas acontecem entre 09h20 e 10h00, depois tem mais uma fase masculina e a previsão é de que as semifinais das duas categorias que vão fechar o dia, sejam disputadas entre as 10h40 e 12h00. No sábado, serão decididos os finalistas do QS 3000 e do QS 1500 que irão decidir os títulos no domingo em Iquique.

Sol Aguirre - Heroes De Mayo Iquique Pro Sol Aguirre WSL / Nicolaz Diaz
World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download