WSL / Daniel Smorigo
NewsOi Longboard Pro - SP

Oi Longboard Pro abre a decisão dos títulos sul-americanos da WSL Latin America em Maresias

O Oi Longboard Pro abriu na sexta-feira a disputa pelos títulos sul-americanos de 2019, que serão decididos neste fim de semana em São Sebastião, litoral norte de São Paulo. Foram realizadas duas fases da categoria masculina e uma da feminina, para apontar os oito que vão brigar pelas vagas nas semifinais e já definindo as quatro que vão disputar classificação para a grande final na Praia de Maresias. Os líderes dos rankings, o peruano Piccolo Clemente e a carioca Chloé Calmon, bem como os vice-líderes, o capixaba Alexandre Escobar e a peruana Maria Fernanda Reyes, passaram suas baterias, assim como o defensor do título sul-americano, Phil Rajzman. A batalha dos pranchões prossegue neste sábado em Maresias.

Chloe Calmon - Oi Longboard Pro Chloe Calmon WSL / Daniel Smorigo

"É sempre bom começar bem um campeonato, porque sempre existe aquele nervosismo normal da estreia e eu nunca tinha competido aqui em Maresias", revelou a grande favorita ao título sul-americano, Chloé Calmon. "O mar mudou bastante em relação à ontem (quinta-feira). Vi isso nas baterias do Pro Junior pela manhã, mas as ondas melhoraram durante a bateria e ficou uma condição muito boa para o longboard".

A carioca está no Oi Longboard Pro buscando seu primeiro título sul-americano e depois parte para a Ilha Taiwan, para tentar o primeiro título mundial de Longboard feminino para o Brasil na World Surf League, na primeira semana de dezembro. Sua principal concorrente em Maresias é a peruana Maria Fernanda Reyes, vice-campeã na primeira etapa na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro. E no mundial é a havaiana Honolua Blomfield, que conseguiu ganhar uma etapa depois de duas vitórias seguidas de Chloé Calmon, que lidera o ranking da WSL.

Maria Fernanda Reyes - Oi Longboard Pro Maria Fernanda Reyes WSL / Daniel Smorigo

"Eu estou tentando não pensar em títulos, porque tem muita gente falando disso, título sul-americano, título mundial, mas o trabalho ainda não terminou, então tem que se concentrar em uma etapa de cada vez", disse Chloé Calmon. "Aqui tenho a vantagem de estar competindo em casa, no Brasil, coisa que só fiz uma vez na vida, na etapa do Rio de Janeiro. Eu estou aqui em busca de um bom resultado e para manter o bom momento que estou vivendo esse ano. Eu trouxe algumas pranchas aqui pra testar já visando Taiwan, pois aqui é uma onda até similar com lá, então é uma boa chance para ajustar os últimos detalhes pro Mundial".

Depois da estreia da número 1 do ranking, a vice-líder também venceu a outra bateria feminina valendo duas vagas para as semifinais do Oi Longboard Pro na Praia de Maresias. Chloé Calmon derrotou Jasmim Avelino e Cristiana Pires e volta a enfrentar a Jasmim na primeira semifinal. Já sua principal concorrente, a peruana Maria Fernanda Reyes, vai disputar a segunda vaga na final com Ayllar Cinti, que passou em segundo lugar na bateria delas, com ambas eliminando Evelin Neves e Monique Pontes.

Phil Rajzman - Oi Longboard Pro Phil Rajzman WSL / Daniel Smorigo

LONGBOARD MASCULINO - Só tiveram duas baterias femininas na sexta-feira, mas na categoria masculina foram duas fases de quatro baterias cada. Os oito participantes mais bem ranqueados, entraram como cabeças de chave somente na segunda, que começou com vitória do bicampeão mundial e atual campeão sul-americano, Phil Rajzman. O carioca passou em primeiro com a nota 7,50 da sua onda surfada no último minuto. Com ela, atingiu 13,75 pontos para superar os 13,15 do paulista local de Maresias, Carlos Bahia. Os dois eliminaram um campeão sul-americano, Jeferson Silva, além do uruguaio Julian Schweizer.

"O nível do campeonato está altíssimo, com muitos brasileiros da primeira divisão do Circuito Mundial, vários buscando classificação para chegar lá e os campeonatos no Brasil são sempre muito disputados", disse Phil Rajzman. "É uma caixinha de surpresas, tá todo mundo afiado e você tem que achar as melhores ondas realmente. Eu cheguei aqui em Maresias uma semana atrás, de olho nas ondas, surfando direitas e esquerdas. Essa prancha aqui que usei agora, tirei lá do baú, do meu museu, fui campeão mundial com ela em 2016. Estou muito feliz por esta oportunidade que a Oi, a Subway, está dando para a gente poder mostrar o potencial do longboard brasileiro, com estas duas etapas esse ano".

Piccolo Clemente - Oi Longboard Pro Piccolo Clemente WSL / Daniel Smorigo

Phil Rajzman vai disputar as duas primeiras vagas para as semifinais do Oi Longboard Pro com o mesmo Carlos Bahia, que passou junto com ele, além de Gabriel Moura e de outro uruguaio, Ignacio Pignataro, que se classificaram na segunda bateria. As outras duas vagas para as semifinais, serão disputadas pelo também bicampeão mundial e tricampeão sul-americano, Piccolo Clemente, que lidera a corrida do título de 2019, o vice-líder do ranking, Alexandre Escobar, e mais dois brasileiros, Wenderson Biludo e Romoaldo Nascimento.

O peruano Piccolo Clemente, que neste ano ganhou medalha de ouro no Pan-americano de Lima no Peru, estreou na bateria que fechou a sexta-feira na Praia de Maresias. Já não havia muitas ondas boas e ele perdeu para o brasileiro Wenderson Biludo, mas se classificou em segundo lugar para seguir tentando o tetracampeonato sul-americano no Oi Longboard Pro. Agora, vai voltar a competir contra o capixaba Alexandre Escobar, o mesmo da grande final da primeira etapa na Barra da Tijuca, Rio de Janeiro.

Phil and Chloe - Oi Longboard Pro Phil and Chloe WSL / Daniel Smorigo

IGUALDADE DE GÊNEROS - O Oi Pro Junior Series e o Oi Longboard Pro foram os primeiros eventos destas modalidades no Brasil, realizados com o princípio da igualdade de gêneros, incentivado pela World Surf League. Em todas as etapas, a premiação da categoria feminina é a mesma oferecida para a masculina. Os campeões e as campeãs de cada pódio do Pro Junior e do Longboard, ganham 1.200 dólares. Os vice-campeões e vice-campeãs, recebem 600 dólares e os eliminados (as) nas semifinais, 300 dólares pelo terceiro lugar.

O Oi Pro Junior Series e o Oi Longboard Pro são uma realização da World Surf League Latin America com patrocínio da Oi como naming rights e da Subway, com todas as quatro etapas contando com o portal Waves como parceiro de mídia e sendo transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo www.waves.com.br. Esta última etapa na Praia de Maresias também conta com o importante apoio da Prefeitura Municipal de São Sebastião, da Federação Paulista de Surf e das Associações de Surf de Maresias e de São Sebastião.

Oi Pro Junior Series - SP Oi Pro Junior Series - SP WSL / Daniel Smorigo

A OI E O ESPORTE - A Oi acredita no potencial de transformação do esporte e patrocina grandes eventos esportivos como o Oi Rio Pro, Oi Pro Junior Series - voltado para a categoria de base do surfe - e Oi STU Open. Além de apoiar atletas de diferentes modalidades, como os surfistas Gabriel Medina, Italo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza, Tatiana Weston-Webb, Davizinho, Tainá Hinckel e os skatistas Pedro Barros e Leticia Bufoni, a companhia acelera, em parceria com o Instituto Ekloos e apoio do Oi Futuro, cinco projetos de surfe na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, que são voltados para a população local. A Oi também patrocina a equipe de judô Oi Sogipa, no Rio Grande do Sul.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download