NewsRip Curl Pro San Bartolo Peru

Peruanos e brasileiros disputam o título do Rip Curl Pro neste sábado no Peru

Os campeões do evento que marca a volta de San Bartolo e do Peru ao Circuito Mundial do WSL Qualifying Series serão conhecidos neste sábado e a disputa do título do QS 1000 Rip Curl Pro San Bartolo está centralizada nos surfistas do Peru e do Brasil. As finalistas do QS 1000 Jeep Pro San Bartolo Pro já foram definidas na quinta-feira e a sexta-feira ficou só para os homens competirem nas ondas difíceis de 4-6 pés de Peñascal, em San Bartolo. Os 64 participantes, de onze países, estrearam na primeira fase, depois os peruanos e brasileiros dominaram a disputa por vagas nas quartas de final, seis para cada país. A batalha continua no sábado, a partir das 7 horas no Peru, 9 horas no fuso horário de Brasília, ao vivo pelo worldsurfleague.com

Raoni Monteiro - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Raoni Monteiro WSL / Mauricio Espinoza

Os peruanos foram os que melhor surfaram as grandes ondas de Peñascal, mas o brasileiro Samuel Igo roubou a cena no penúltimo confronto do dia, ao tirar de Tomas Tudela o status de recordista absoluto do campeonato O paraibano igualou a nota 9,0 da melhor onda do peruano, mas aumentou o maior placar de 15,50 para 16,50 pontos na bateria em que o recordista da primeira fase, Alonso Correa, acabou eliminado junto com o argentino Martin Passeri, por ele e pelo seu compatriota Adrian Garcia.

A quinta-feira terminou com mais um confronto direto entre Peru e Brasil nas grandes ondas de Peñascal, com dois surfistas de cada país disputando as duas últimas vagas do dia. Esse acabou empatado em 1 a 1, com Alvaro Malpartida conquistando a quarta vitória peruana nas seis baterias da segunda fase e Jeronimo Vargas passando em segundo. O número dos já classificados para as quartas de final também ficou igual, seis surfistas de cada país.

Miguel Tudela - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Miguel Tudela WSL / Mauricio Espinoza

PERU X BRASIL - Este desafio particular entre peruanos e brasileiros vai prosseguir no sábado decisivo do QS 1000 Rip Curl Pro San Bartolo Peru. A primeira batalha por duas vagas para as semifinais terá os irmãos Miguel e Tomas Tudela, contra os brasileiros Leonardo Neves e Marcos Correa. Na segunda, os peruanos Gabriel Villaran e Joaquin del Castillo enfrentam Gustavo Ramos e Yagê Araujo. O recordista Samuel Igo está na terceira quarta de final com o peruano Alvaro Malpartida e Adrian Garcia na última com o brasileiro Jeronimo Vargas.

Essas duas baterias serão completadas pelos resultados dos dois últimos confrontos da segunda fase, que ficaram para abrir o sábado em San Bartolo. Os primeiros a entrarem no mar, as 7h00 em Peñascal, serão o brasileiro que por muitos anos fez parte da elite mundial do CT, Raoni Monteiro, o peruano Sebastian Alarcon, o chileno Maximiliano Cross e o francês Paul Cesar Distinguin. E outro peruano, Martin Jeri, vai enfrentar três brasileiros na disputa pelas duas últimas vagas nas quartas de final, Gabriel André, Weslley Dantas e Pedro Dib.

Leonardo Neves - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Leonardo Neves WSL / Mauricio Espinoza

ONZE PAÍSES - Isso já aconteceu algumas vezes na quinta-feira, pois os dois países começaram o campeonato com maioria de participantes entre os 64 inscritos, 26 do Brasil e vinte do Peru. Outras nove nações tiveram representantes na primeira fase, o Chile com cinco surfistas, Estados Unidos com três, Austrália, Argentina e Havaí com dois cada e com um a França, Grécia, Equador e Costa Rica. Os australianos, americanos, havaianos e os únicos competidores da Costa Rica e da Grécia, não passaram da rodada inicial.

Já o tira-teima entre brasileiros e peruanos já começou aí na primeira fase. Os donos da casa festejaram mais vitórias, em nove das dezesseis baterias. Os brasileiros ganharam seis e a única exceção foi o francês Paul Cesar Distinguin. Já entre os 32 classificados para a segunda fase, o Brasil superou o Peru por 15 a 12, com dois chilenos, um argentino, o único equatoriano e o francês, completando a lista dos concorrentes pelas vagas nas quartas de final.

Alonso Correa - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Alonso Correa WSL / Mauricio Espinoza

DOMÍNIO PERUANO - Até Samuel Igo acabar com o domínio peruano, ao se tornar o recordista absoluto do QS 1000 Rip Curl Pro San Bartolo Peru no fim do dia, eles vinham sendo os grandes destaques da quinta-feira, fazendo as melhores apresentações nas condições desafiadoras de Peñascal, com séries pesadas entrando sem parar e dificultando o posicionamento no mar. Raramente, um surfista conseguia pegar duas ondas boas nas baterias. Na primeira fase, os primeiros recordes foram registrados por Joaquin Del Castillo, que no terceiro confronto do dia ganhou uma nota 7,60 e totalizou 13,10 pontos.

Duas baterias depois, Cristobal de Col aumentou o maior placar para 13,25 somando notas 6,75 e 6,50. Alonso Correa igualou essa marca com uma nota 8,0 da melhor apresentação do dia até ali. E apenas mais um surfista chegou a casa dos 13 pontos na primeira fase, outro peruano, Martin Jeri, com notas 7,0 e 6,0 na penúltima bateria. Entre os brasileiros, os melhores na rodada inicial foram o mesmo Samuel Igo e João Chianca, que passaram juntos na décima bateria com 12,90 e 12,50 pontos, respectivamente.

Jeronimo Vargas - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Jeronimo Vargas WSL / Mauricio Espinoza

SEGUNDA FASE - A segunda fase começou com o cabeça de chave número 1 do Rip Curl Pro, Miguel Tudela, derrotando três brasileiros na primeira classificatória para as quartas de final. Na briga pela segunda vaga, Gustavo Ramos eliminou Guilherme Villas Boas e Vitor Ferreira. Na segunda bateria, Tomas Tudela bateu todos os recordes do campeonato logo nas duas primeiras ondas que surfou e valeram notas 9,0 e 6,5. E Joaquin del Castillo completou uma dobradinha peruana contra o brasileiro Felipe Oliveira e o chileno Nicolas Vargas.

Os brasileiros deram o troco no confronto seguinte, com Yage Araujo e Marcos Correa barrando o peruano Cristobal de Col. Na quarta bateria, os experientes Gabriel Villaran e o bicampeão brasileiro Leonardo Neves se classificaram. Depois, Samuel Igo fez a melhor apresentação do dia e o peruano Adrian Garcia passou em segundo. E deu Peru e Brasil também na briga pelas duas últimas vagas para as quartas de final disputadas na sexta-feira, vencidas por Alvaro Malpartida e Jeronimo Vargas.

Gabriel Villaran - Rip Curl Pro San Bartolo Peru Gabriel Villaran WSL / Mauricio Espinoza
×
World Surf League
Official App
Free – Google Play
Get it