- WSL / Poullenot/Aquashot

Melhor brasileiro no ranking do WSL Qualifying Series este ano, o pernambucano Ian Gouveia pode ter uma comemora√ß√£o dupla no Hang Loose Pro Contest 30 Anos, que come√ßa na pr√≥xima ter√ßa-feira (1¬ļ) na Praia da Joaquina, em Florian√≥polis. Al√©m de ter a chance real de j√° confirmar a sua vaga ao CT de 2017 com um bom resultado na Ilha de Santa Catarina, o filho ca√ßula do √≠dolo F√°bio Gouveia est√° feliz por poder competir no evento da Hang Loose, seu patrocinador master h√° nada menos que 11 anos.

Ian Gouveia (BRA) and Ezekiel Lau (HAW)  .Acores16 Ian Gouveia - WSL / Laurent Masurel

O ambiente favorável aumenta ainda mais, porque o surfista de 24 anos morou metade de sua vida na capital catarinense e considera a Joaca, como uma segunda casa. "A expectativa de competir em Florianópolis e ainda no campeonato do meu patrocinador é a melhor possível. A Joaquina é um lugar que dá altas ondas e eu surfo desde pequeno, então gosto bastante de lá", comenta o surfista, que hoje mora na Praia de Maresias, em São Sebastião (SP).

"Morei em Floripa por 12 anos e tenho boas lembran√ßas das competi√ß√Ķes l√°", continua Ian Gouveia. "A primeira vez que me classifiquei para o Mundial Junior da ISA foi l√° e espero poder repetir outro feito, de garantir minha vaga para o CT. N√£o seria nada mal isso, ainda mais no campeonato da Hang Loose. Ia ser uma comemora√ß√£o dupla. A minha rela√ß√£o com a Hang Loose √© como uma fam√≠lia. Sou patrocinado pela marca desde 2005, o √Ālfio (Lagnado) √© como um tio e os filhos deles como irm√£os para mim".

Ian Gouveia (BRA) . Acores16 Ian Gouveia - WSL / Laurent Masurel

Ian vem de uma sequência de grandes resultados na "perna europeia" do WSL Qualifying Series, que o impulsionaram para a quinta posição no ranking. A arrancada começou com o quarto lugar na final do Pantin Classic Galicia Pro, na Espanha, depois veio a vitória em outra prova com status QS 6000, o Azores Airlines Pro, nas Ilhas Açores, em Portugal.

Ele ainda foi para Marrocos e ficou em quinto lugar no QS 1500 de Casablanca, depois voltou para Portugal para disputar o QS 10000 Billabong Pro Cascais, onde conquistou mais um brilhante terceiro lugar na etapa vencida por outro brasileiro, Jessé Mendes, que no momento está fechando o grupo dos dez surfistas indicados pelo ranking do QS para completar a elite dos top-34 que disputa o título mndial na World Surf League. Além dos dois, o baiano Bino Lopes também está no G-10, em sexto lugar, logo abaixo de Ian Gouveia.

Ian Gouveia (BRA) .Pantin16 Ian Gouveia - WSL / Laurent Masurel

"Depois da minha vit√≥ria nos A√ßores, um terceiro, um quarto e um quinto lugares, fiquei muito perto de conseguir a vaga e a ansiedade √© total", confessa Ian Gouveia. "Nem em sonho imaginava isso. √Č uma posi√ß√£o que nunca estive e est√° sendo tudo novo para mim. √Č imposs√≠vel controlar, mas estou trabalhando mentalmente para conseguir ficar o mais tranquilo poss√≠vel. Estou colocando na cabe√ßa que ainda preciso passar mais baterias para ficar com a vaga. E quero consolidar isso na Joaquina".

FABIO GOUVEIA - Ele sabe que uma boa atuação em Floripa ainda tem outro ponto a seu favor, eliminar a pressão de ter de decidir seu futuro no Havaí. "Com certeza, terá um gostinho especial garantir a vaga em casa junto com toda a família e amigos para comemorar. Será um sonho. E também será muito importante me garantir antes do Havaí. Lá, como todos sabem, é muito difícil, pelo fato de ter muitos tops do CT e surfistas locais competindo", afirma Ian Gouveia.

Ian Gouevia (BRA) Ian Gouveia - WSL / John W. Ferguson

"Conhe√ßo muitos exemplos de surfistas que estavam dentro dos top 10 e no Hava√≠ ca√≠ram fora. √Č muito dif√≠cil deixar para garantir a vaga l√°", acrescenta Ian, que tamb√©m descarta a press√£o que muitos acreditam existir, por ser filho de F√°bio Gouveia, um dos maiores surfistas brasileiros de todos os tempos e que tamb√©m sempre integrou a equipe Hang Loose durante toda a carreira no Circuito Mundial.

"Essa é a pergunta que mais me fizeram na vida e sempre fui muito tranquilo quanto a isso", disse Ian Gouveia. "Apesar de tudo que ele foi, para mim é o meu pai e minha relação com ele é de pai e filho. Não levo isso para a água. Não tenho essa pressão, por ele ter sido tão bom. Não tenho de ser tão bom quanto ele. Eu quero fazer a minha história. Mas, com certeza, meu pai é a minha principal influência".

Ian Gouvei (BRA).   ASP / Cestari Ian Gouveia - WSL / Kelly Cestari

Ian não esconde que em um ponto quer ser igual ao pai, o lado família. "Quero poder viajar o mundo inteiro, surfar as melhores ondas e levar a minha mulher, minha filha. Dar para a minha filha, a vida que meu pai me deu. Era muito bom viajar com ele, assistir os campeonatos, viver o Tour. Estou perto de conseguir isso e vou buscar muito", ressalta.

Mostrando humildade, Ian n√£o quer fazer proje√ß√Ķes sobre o futuro na elite mundial. S√≥ adianta que as etapas que ele mais aguarda s√£o as de Fiji e Pipeline. "Nem sei o que esperar de mim. Vou descobrir ano que vem mesmo (risos). J√° fiz uma surftrip para Fiji e peguei o melhor mar da minha vida l√° no ano passado. Desde que peguei aquelas ondas, tornou-se um sonho competir l√°", conta.

Ian Gouveia placed 2nd in Semis 1 at the Billabong Pro Cascais. Ian Gouveia - WSL / Poullenot/Aquashot

"H√° alguns anos venho participando do Volcom Pipe Pro no Hava√≠ e √© muito bom surfar Pipeline s√≥ com mais tr√™s pessoas na √°gua", destaca Ian. "No CT √© voc√™ e mais um s√≥, ent√£o melhor ainda. De todas as ondas do CT, eu ainda n√£o conhe√ßo Bells e Margaret River na Austr√°lia e Peniche em Portugal. Eu acho as direitas de Bells iradas e Margaret tenho um medo ‚Äėda bixiga' de tubar√£o, mas vou enfrentar. J√° Peniche √© Portugal, onde sempre me sinto bem, √© um beach break que d√° altos tubos".

Para completar, Ian tamb√©m fala da fase pai, com a chegada da filha Malia: "Mudou minha vida. Voc√™ amadurece. Passa a ter responsabilidades muito maiores. Tem de focar mais nos seus objetivos. Afinal, tenho de botar dinheiro em casa, criar meu patrim√īnio".

Ian Gouveia (BRA) .Billabong Cascais Pro 16 Ian Gouveia - WSL / Laurent Masurel

O Hang Loose Pro Contest - 30 anos promete ficar marcado na hist√≥ria como o evento de 1986, que trouxe de volta o Circuito Mundial para o Brasil. A nova etapa do QS 6000 de Florian√≥polis ser√° disputada de 1¬ļ a 6 de novembro na Praia da Joaquina por surfistas de 22 pa√≠ses, sendo 94 estrangeiros dos 150 inscritos. Esta ser√° a √ļltima parada do WSL Qualifying Series antes do encerramento da temporada na Tr√≠plice Coroa Havaiana, podendo decidir classifica√ß√Ķes para a elite dos top-34 da World Surf League.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download