WSL / Pedro Monteiro
NewsOi Pro Junior Series - BA

Oi Pro Junior Series leva nova geração do surfe sul-americano para competir na Bahia

Após mais uma edição do Oi Rio Pro com grande sucesso em Saquarema, no tricampeonato de Filipe Toledo, a empresa que mais investe no surfe brasileiro já tem outro evento da World Surf League que passou a patrocinar esse ano, o Oi Pro Junior Series. São quatro etapas válidas pelos títulos sul-americanos da WSL South America, na categoria para surfistas profissionais com até 18 anos de idade. A primeira aconteceu na capital carioca e a próxima é agora, nos dias 13 e 14 julho na Bahia, com a nova geração do Brasil, Argentina, Chile, Peru, Equador, Uruguai, se enfrentando nas ondas de Stella Maris, em Salvador.

Mateus Herdy - Oi Pro Junior Series Mateus Herdy WSL / Pedro Monteiro

As inscrições para as competições masculina e feminina da única etapa do Oi Pro Junior Series na Região Nordeste do país, podem ser feitas pelo sistema online da World Surf League no www.wslsouthamerica.com e ainda tem vagas para completar o limite de participantes das duas categorias. Além de definir os campeões sul-americanos da temporada, os rankings da WSL South America são classificatórios para o Mundial Pro Junior da World Surf League. Os quatro primeiros colocados no masculino e as duas melhores do feminino, vão disputar os títulos mundiais de 2019 no final de novembro na Ilha Taiwan.

No ano passado, o catarinense Mateus Herdy aumentou para oito o recorde de títulos do Brasil na categoria que estreou em 1998 no Havaí, com vitória do depois tricampeão mundial do CT, Andy Irons (in memoriam). O mesmo Mateus Herdy venceu a primeira etapa do Oi Pro Junior Series no Rio de Janeiro, derrotando o paulista Daniel Adisaka na bateria final. Na decisão feminina, a também catarinense Tainá Hinckel ganhou o duelo das últimas campeãs sul-americanas com a peruana Sol Aguirre.

Taina Hinckel - Oi Pro Junior Series Taina Hinckel WSL / Pedro Monteiro

Os primeiros campeões do Oi Pro Junior Series, estavam em Saquarema esse ano para participar do Oi Rio Pro. Mateus acabou sentindo uma contusão muscular treinando na Praia de Itaúna e não conseguiu competir, mas Tainá surfou bem contra as melhores surfistas do mundo. Seu grande momento foi quando venceu sua bateria da segunda fase, batendo até a campeã da etapa brasileira esse ano, Sally Fitzgibbons. Depois, perdeu nas oitavas de final para a vice-campeã na decisão com a australiana na Barrinha, a havaiana Carissa Moore.

Após o Oi Pro Junior Series no Rio de Janeiro, tiveram mais duas etapas válidas pelos títulos sul-americanos no Chile e no Ceará e Tainá ganhou a do Brasil para se consolidar na frente do ranking. Suas principais concorrentes para repetir o título Pro Junior da WSL South America que conquistou em 2016, são as peruanas Sol Aguirre bicampeã sul-americana em 2017 e 2018 e Daniella Rosas, que assumiu a vice-liderança no ranking no Ceará.

Daniel Adisaka - Oi Pro Junior Series Daniel Adisaka WSL / Pedro Monteiro

Na categoria masculina, o atual campeão mundial Mateus Herdy só prestigiou a etapa de abertura do Oi Pro Junior Series e não participou das outras duas. O vice-campeão na final com ele na Barra da Tijuca, Daniel Adisaka, chega em Salvador na frente do ranking. O paulista também perdeu para outro Mateus, a decisão da etapa passada do Sul-americano Pro Junior da WSL South America no Ceará, o potiguar Mateus Sena.

Com a vitória nas ondas da Praia da Taíba, em São Gonçalo do Amarante, o surfista de Natal pulou para o terceiro lugar no ranking, entrando na lista dos quatro que se classificam para o Mundial Pro Junior. O saquaremense Daniel Templar em segundo na classificação e o catarinense Lucas Vicente em quarto, completam o time sul-americano no momento.

Oi Pro Junior Series Oi Pro Junior Series WSL / Pedro Monteiro

OI PRO JUNIOR SERIES - Depois desta segunda etapa em julho na Bahia, o Oi Pro Junior Series terá mais duas que serão decisivas na disputa pelos títulos sul-americanos e pelas vagas para o Mundial da World Surf League. A terceira será no feriado de 7 e 8 setembro na Praia Mole de Florianópolis, em Santa Catarina. E a última acontece junto com a segunda do Oi Longboard Pro, que vai definir os campeões sul-americanos da WSL South America nos pranchões, nas ondas de Maresias, de 08 a 10 de novembro em São Sebastião, litoral norte de São Paulo.

Todas as etapas do Oi Pro Junior Series e do Oi Longboard Pro, estão sendo realizadas com o princípio da igualdade na premiação das mulheres com as dos homens. Os catarinenses Mateus Herdy e Tainá Hinckel, que venceram a primeira etapa Pro Junior no Rio de Janeiro, bem como a carioca Chloé Calmon e o peruano Piccolo Clemente, campeões no Longboard, receberam a mesma premiação de 1.200 dólares pelas vitórias na Barra da Tijuca. E será assim também em Salvador (BA), Florianópolis (SC) e São Sebastião (SP).

Barra da Tijuca, RJ - Oi Pro Junior Series Barra da Tijuca WSL / Pedro Monteiro

O Oi Pro Junior Series é uma realização da World Surf League South America com patrocínio da Oi como naming rights e da Subway, com todas as quatro etapas contando com o portal Waves como parceiro de mídia e sendo transmitidas ao vivo pelo www.worldsurfleague.com e pelo www.waves.com.br

A OI E O ESPORTE - A Oi acredita no potencial de transformação do esporte e patrocina grandes eventos esportivos como o Oi Rio Pro, Oi Pro Júnior - voltado para a categoria de base do surfe - e Oi STU Open. Além de apoiar atletas de diferentes modalidades, como os surfistas Gabriel Medina, Italo Ferreira, Filipe Toledo, Silvana Lima, Adriano de Souza, Tatiana Weston-Webb, Davizinho e Tainá Hinckel, e os skatistas Pedro Barros e Leticia Bufoni, a companhia acelera, em parceria com o Instituto Ekloos e apoio do Oi Futuro, cinco projetos de surfe na Região dos Lagos do Rio de Janeiro, que são voltados para a população local. A Oi também patrocina a equipe de judô Oi Sogipa, no Rio Grande do Sul.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download