O jovem brasileiro Samuel Pupo ganhou a primeira nota 10 das duas etapas da WSL Latin America no Equador, numa onda iniciada com um a√©reo alley-oop muito alto nas direitas da Playa de la FAE. Ele √© o recordista absoluto dos tr√™s primeiros dias do Corona Open Salinas apresentado por Hyundai New Tucson 2022 na Pen√≠nsula de Santa Elena. Samuel foi um dos 32 cabe√ßas de chave que estrearam na sexta-feira e os tr√™s que defendem suas classifica√ß√Ķes para o Challenger Series, venceram suas baterias. A briga pelas √ļltimas vagas no G-10 da WSL Latin America prossegue na terceira fase, as 9h00 do s√°bado no Equador, 11h00 no Brasil, ao vivo pelo www.wsllatinamerica.com.

"Estou muito contente em fazer uma nota 10 na bateria. Eu estava um pouco nervoso antes, mas consegui pegar boas ondas e tentei o aéreo, completei e estou muito feliz", disse Samuel Pupo. "Foi tudo muito rápido e, quando terminei a onda, eu sabia que ia ser uma nota excelente, mas não pensei que seria um 10. Eu gostei muito daqui. A onda tem mais energia, é mais forte e eu gosto de ondas assim. Espero continuar com uma boa performance nas próximas baterias e seguir avançando, para chegar na final e ganhar esse campeonato".

Samuel Pupo - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Samuel Pupo - WSL / Kevin Moncayo

O irm√£o mais jovem do top da elite da World Surf League, Miguel Pupo, competiu na oitava bateria da sexta-feira, na melhor hora do mar na Playa de la FAE. Ele j√° tinha come√ßado bem, destruindo uma onda que valeu nota 7,75. Depois, fez um 7,0 e na onda seguinte saiu a nota 10 un√Ęnime dos quatro ju√≠zes. Ele j√° dropou a direita acelerando para mandar um a√©reo, voando muito alto no alley-oop e aterrissando com perfei√ß√£o na base da onda, j√° emendando um cutback animal e um floater numa jun√ß√£o cabulosa para finalizar.

Era uma bateria 100% brasileira e Felipe Oliveira tamb√©m acertou os a√©reos para totalizar 14,00 pontos e passar em segundo lugar. Na bateria anterior, o argentino Santiago Muniz tinha acabado de fazer os recordes do Corona Open Salinas Surf City, com a nota 8,00 da sua √ļltima onda. Com ela, atingiu 14,50 pontos e o costa-ricense Darshan Antequera passou em segundo com 11,25, eliminando o equatoriano Felipe Rodriguez e o brasileiro Igor Moraes.

Santiago Muniz - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Santiago Muniz - WSL / Kevin Moncayo

"Estou feliz por fazer um bom score na minha bateria. √Č a primeira vez que venho a Salinas e estou muito contente por conhecer um lugar novo, com ondas t√£o boas", disse Santiago Muniz. "Na verdade, estas duas etapas no Equador, em Monta√Īitas e aqui em Salinas, est√£o tendo ondas muito boas, n√£o teve nenhum dia de mar ruim e estou feliz por ter come√ßado bem aqui. Eu vim para c√° no domingo e tenho treinado bastante todos os dias, em direitas e esquerdas muito boas, antes de come√ßar o evento. Est√° sendo √≥timo estar aqui".

VAGAS NO CHALLENGER SERIES - Santiago √© o irm√£o mais jovem do Alejo Muniz, que compete representando o Brasil, onde eles moram desde crian√ßas. Alejo √© um dos tr√™s surfistas que est√£o defendendo as √ļltimas vagas no grupo dos 10 surfistas que o ranking da WSL Latin America indica para disputar as etapas do Challenger Series no segundo semestre. Esse novo circuito da World Surf League √© que vai apontar os classificados para a elite dos top-32 do Championship Tour 2022.

Alejo Muniz - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Alejo Muniz - WSL / Kevin Moncayo

Alejo √© o mais amea√ßado pelo tamb√©m brasileiro Edgard Groggia e pelo argentino Leandro Usu√Īa, √ļnicos que ainda podem entrar no G-10 no Corona Open Salinas Surf City. Os dois passaram suas baterias e Alejo fechou a sexta-feira com a segunda melhor apresenta√ß√£o do dia. Ele ganhou a segunda maior nota - 8,25 - e totalizou 15,00 pontos, com Adrian Zambrano ficando com a √ļltima vaga para a terceira fase na terceira classifica√ß√£o do Equador.

Esta batalha pelas √ļltimas vagas no G-10 da WSL Latin America, abriu e fechou a sexta-feira. O uruguaio Marco Giorgi, que ocupa a nona posi√ß√£o no ranking, competiu na primeira bateria do dia e estreou com vit√≥ria, somando duas notas 6,00. O brasileiro Kim Matheus passou junto com ele, eliminando dois equatorianos, Shadi Bayoumi e Jonathan Zambrano, que se destacou na etapa anterior, ficando em terceiro no Corona Open Monta√Īita Surf City.

"Eu tenho que confirmar minha classifica√ß√£o para o Challenger neste campeonato e eu vim ao Equador para defender isso", disse o uruguaio Marco Giorgi. "Foi bom tamb√©m porque eu n√£o conhecia o Equador. Sempre ouvi falar muito bem e gostei bastante. Eu n√£o fui bem em Monta√Īita e essa bateria agora teve mais ondas para surfar. Eu vim para c√° com um pouco mais de press√£o, ent√£o passar essa bateria foi superimportante para mim. As condi√ß√Ķes est√£o boas aqui, com muitas ondas e est√° excelente, superdivertido".

Marco Giorgi - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Marco Giorgi - WSL / Kevin Moncayo

O outro ameaçado de perder a vaga é o brasileiro Rafael Teixeira, décimo colocado no ranking da WSL Latin America, que está classificando até o 11.o, Alejo Muniz, porque o vice-líder é Jadson André, um dos tops do CT 2021 que têm participação garantida no Challenger Series. Rafael competiu na 13.a bateria e foi bem, somando notas 6,00 e 7,00 na vitória por 13,00 pontos.

FINAL DE MONTA√ĎITA - O principal concorrente para quem est√° no G-10 √© o brasileiro Edgard Groggia, que subiu para o 12.o lugar no ranking com o vice-campeonato no Corona Open Monta√Īita Surf City no domingo passado. Ele estreou na terceira bateria do dia, j√° enfrentando o mesmo Lucca Mesinas que o derrotou na decis√£o do t√≠tulo em Monta√Īita. Isso porque o peruano √© filiado na WSL North America e veio classificado da primeira fase.

Os dois s√≥ surfaram direitas na Playa de la FAE e dominaram o confronto com o argentino Tomas Lopez Moreno e o equatoriano Jorge Sangachi. O peruano come√ßou melhor, com nota 6,00 contra 5,00 do brasileiro. Na segunda onda, Edgard assumiu a ponta com 5,50, contra 3,30 do campe√£o de Monta√Īita. Lucca s√≥ surfou mais uma onda, que valeu 4,50 para empatar o placar em 10,50 pontos. O brasileiro ainda fez quatro tentativas para aumentar seus pontos, mas n√£o conseguiu e o peruano acabou vencendo por ter a maior nota.

Edgard Groggia - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Edgard Groggia - WSL / Kevin Moncayo

"Estou muito feliz por passar minha bateria. Competir com o Lucca Mesinas √© muito dif√≠cil, porque √© um surfista muito bom. Encontrar com ele t√£o cedo aqui foi estranho, mas passamos juntos e vamos come√ßar tudo de novo na pr√≥xima fase", disse Edgard Groggia. "As ondas aqui s√£o muito diferentes de Monta√Īita, mas s√£o muito boas tamb√©m e eu gosto de ondas fortes assim, porque lembra um pouco o Brasil. Eu me preparei bastante, estou bem treinado, bem descansado, me sinto bem, a prancha est√° boa e vamos com tudo pra pr√≥xima".

Lucca Mesinas tamb√©m comentou sobre a reedi√ß√£o da final do Corona Open Monta√Īita Surf City: "As ondas est√£o um pouco dif√≠ceis e ele (Edgard Groggia) √© um competidor muito forte. Eu tentei escolher as ondas boas e n√£o foi f√°cil, porque vinha um monte de ondas o tempo todo. Comecei bem, com um 6,0, depois consegui um 4,5 para passar a bateria e agora √© focar na pr√≥xima fase. As condi√ß√Ķes est√£o dif√≠ceis, com muita correnteza, tem que ficar sempre remando, mas √© muito bom competir em ondas fortes assim".

Lucca Mesinas - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Lucca Mesinas - WSL / Kevin Moncayo

SURFISTAS OL√ćMPICOS - O peruano Lucca Mesinas √© um dos tr√™s participantes do QS 1000 masculino do Corona Open Salinas Surf City, que v√£o disputar medalhas para os seus pa√≠ses na estreia do surfe como modalidade ol√≠mpica nos Jogos de T√≥quio 2020, em julho no Jap√£o. Os outros s√£o o argentino Leandro Usu√Īa e o chileno Manuel Selman, que tamb√©m passaram suas primeiras baterias nas ondas desafiadoras da Playa de la FAE.

Manuel Selman estreou com vit√≥ria sobre tr√™s brasileiros na quinta bateria do dia, com Matheus Navarro ganhando a briga pela segunda vaga do Ricardo Jo√£o e Luan Hanada. J√° Leandro Usu√Īa se classificou em segundo lugar, sendo ultrapassado pelas √ļltimas ondas surfadas pelo jovem brasileiro Ryan Kainalo, que virou o placar para 14,40 a 13,00 pontos. Os dois eliminaram o panamenho Kalani Garcia e outro brasileiro, Junior Rocha.

Manuel Selman - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Manuel Selman - WSL / Kevin Moncayo

SETE PA√ćSES - A segunda fase masculina foi disputada por 64 surfistas de 9 pa√≠ses. 34 eram do Brasil, 12 do Equador, 5 do Chile, 4 da Argentina, 3 do Peru, 2 da Costa Rica, 2 do Panam√°, 1 do Uruguai e 1 de Portugal. Em maior n√ļmero, os brasileiros ganharam a maioria das baterias, 11 contra 2 do Peru, 1 do Uruguai, 1 da Argentina e 1 do Chile. O Brasil tamb√©m teve maioria de classificados em segundo lugar, 9 contra 3 do Equador, 1 do Chile, 1 da Argentina, 1 do Peru e 1 da Costa Rica.

Os dois surfistas do Panam√° e o √ļnico de Portugal, foram eliminados. Com isso, caiu para sete o n√ļmero de pa√≠ses que continuam na disputa do t√≠tulo do Corona Open Salinas Surf City. S√£o vinte brasileiros, tr√™s equatorianos (Snaider Parrales, Adrian Dapelo e Adrian Zambrano), tr√™s peruanos, dois argentinos, dois chilenos, um uruguaio um costa-ricense.

O Corona Open Salinas Surf City apresentado por Hyundai New Tucson 2022 est√° sendo transmitido ao vivo da Playa de la FAE, em Salinas pelo www.worldsurfleague.com e www.wsllatinamerica.com e pelo aplicativo gr√°tis da World Surf League, clicando em EVENTS e QS. A terceira fase masculina vai abrir o s√°bado, as 9h00 no Equador, 11h00 no Brasil.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download