O show de surfe no Saquarema Surf Festival Quiksilver Pro QS em memória a Leo Neves, apresentado pela Prefeitura de Saquarema, continuou até debaixo da chuva que desabou na sexta-feira na Capital Nacional do Surf. O evento realizado pela 213 Sports, chegou a ser paralisado algumas vezes, mas a Praia de Itaúna não parou de bombar boas ondas. O início da decisão dos títulos sul-americanos da categoria Pro Junior Sub-20, abriu o dia e depois todos os recordes do Quiksilver Pro QS 3000 foram batidos. Yago Dora voou num aéreo incrível que valeu nota 9,50 e Willian Cardoso e João Chianca fizeram as maiores pontuações da semana nas ondas de Itaúna, 16,73 e 16,24, respectivamente. No sábado, acontecem as quartas de final das etapas masculinas e femininas do WSL Qualifying Series e do Pro Junior, depois da quinta fase do Quiksilver Pro QS 3000, que começa às 7h00 em Saquarema.

A sexta-feira amanheceu com uma neblina muito forte na Praia de Itaúna, que paralisou o início do Saquarema Surf Festival Junior Pro por falta de visibilidade em alguns momentos. Depois veio a chuva, que caiu quase o dia todo. Mas, as ondas seguiram entrando com boas condições, garantindo o show dos surfistas. Desde os da nova geração, até as principais estrelas do Quiksilver Pro QS 3000.

O primeiro a se destacar foi Kainan Meira, que venceu a quinta bateria do dia com as marcas a serem batidas, nota 8,17 e 15,50 pontos. Na segunda fase do Saquarema Surf Festival Junior Pro, Ryan Kainalo aumentou o recorde de nota para 8,67 e chegou perto desse placar, totalizando 14,34 pontos. Ele e Daniel Templar, foram os únicos que passaram para as quartas de final do Pro Junior e para a quinta fase do Quiksilver Pro QS 3000, que vai abrir o sábado na Praia de Itaúna.

Ryan Kainalo Ryan Kainalo - WSL / Tony D'Andrea

Foi nessas baterias da tarde chuvosa na Capital Nacional do Surf, que todos os recordes do Saquarema Surf Festival em homenagem a Leo Neves foram batidos. O local da cidade, Raoni Monteiro, ganhou a primeira com o argentino José Gundesen avançando com ele. Na seguinte, se classificaram dois surfistas que já venceram etapas do WSL Qualifying Series em Saquarema, Willian Cardoso em 2010 e Alex Ribeiro, campeão da última em 2015.

Willian mostrou o seu power surf com as conhecidas "patadas do Panda" nas direitas e esquerdas da Praia do Itaúna. Começou fazendo duas manobras muito grandes que valeram 8,73, chegando perto do 8,75 que o discípulo de Leo Neves, Arthur Maximo, conseguiu na quarta-feira. Depois, usou a verticalidade do seu backside numa esquerda, para registrar um novo recorde de 16,73 pontos. Alex Ribeiro também surfou bem para passar em segundo, somando um 7,60 no placar de 14,10 pontos.

Willian Cardoso Willian Cardoso - WSL / Flor Yanez

"Estou bem feliz com a minha performance, fazendo duas ondas acima dos 8 pontos", disse Willian Cardoso. "Consegui abrir bem a bateria, o que me deu tranquilidade para procurar a onda que eu tava querendo surfar. Ela acabou vindo e consegui fazer dois arcos bem grandes, da forma que eu queria, e saiu minha maior nota do campeonato até agora, então estou bem amarradão. O mar melhorou muito de como estava pela manhã, está bem legal e o show de surfe está acontecendo".

E o show de surfe continuou acontecendo mesmo. Na bateria seguinte, Yago Dora também apresentou a sua principal característica, voando num aéreo de frontside muito alto, fazendo o giro completo no ar e aterrissando com perfeição. Ele comemorou a manobra de alto risco que completou. Os juízes deram nota 9,50, a maior de todas as seis competições que estão sendo promovidas pelo Saquarema Surf Festival. Depois, Yago só surfou mais uma onda para vencer por 14,57 pontos e Thiago Camarão avançou em segundo lugar, eliminando Alejo Muniz e o argentino Leandro Usuna.

"Eu dei 10 para mim nessa onda (risos). Eu não vi a imagem ainda, para saber como foi, mas o meu sentimento foi de 10 mesmo", disse Yago Dora. "Eu já estava começando a ficar nervoso, porque esperava que ia começar pegando mais ondas. Só que demorei um pouco e, quando veio essa onda, eu vi que ela era meio curta, então arrisquei o aéreo, porque se voltasse, eu sabia que iniciar forte. A onda tem bastante backwash e foi uma manobra bem arriscada, mas deu tudo certo e eu consegui aterrissar suave".

Yago Dora Yago Dora - WSL / Flor Yanez

LOCAIS DE SAQUAREMA - Na disputa seguinte, quem comandou o show foi o peruano Miguel Tudela, na bateria que o discípulo do Leo Neves, que tinha conseguido a maior nota do Quiksilver Pro QS 3000 na quarta-feira, Arthur Maximo, acabou eliminado. Tudela pegou as melhores ondas para vencer por 15,67 pontos, com notas 8,17 e 7,50. Na briga pela segunda vaga para a próxima fase, Matheus Navarro superou o uruguaio Sebastian Olarte por 11,84 a 10,07 e Arthur Maximo ficou em quarto lugar, com 9,70 pontos.

Mas, outro local de Saquarema logo brilhou na sexta-feira. João Chianca, o Chumbinho, competiu duas baterias depois e começou muito bem numa esquerda, que armou o paredão para mandar um pancadão muito forte, jogando água pra cima, emendando mais uma manobra forte e um layback na junção pra finalizar. Os juízes deram nota 8,67 nessa primeira onda. Depois, Chumbinho destruiu uma direita com três manobras muito potentes de frontside, que valeram 7,57. Com essa nota, atingiu 16,24 pontos, o segundo maior placar do Quiksilver Pro QS 3000.

João Chianca João Chianca - WSL / Tony D'Andrea

"Eu cheguei na praia bem em cima da hora da bateria, porque fiquei em casa relaxando um pouquinho a mais", contou João Chianca. "Eu sabia que, quando o mar quando sobe desse jeito, as condições ficam bem difíceis. Mas, cheguei e já defini minha vala, onde eu ia entrar, confiei naquela onda bem aberta e acabou dando certo. Estou feliz por começar com um high-score (nota alta), que é sempre bom. Mas, é até difícil pegar outra onda rápido, porque você fica ali meio sem saber de como é que fiz isso. Só depois que volta ao normal, respira um pouquinho e começa a bateria do zero".

O show continuou nas baterias seguintes, com Jessé Mendes surfando duas notas na casa dos 7 pontos na penúltima do dia. Na última, a chuva aumentou e entrou uma neblina forte, que interrompeu o confronto. Os juízes já não enxergavam mais com clareza e os surfistas tiveram que esperar o tempo melhorar, para a bateria ser reiniciada. Wesley Leite só surfou duas ondas e venceu por 13,40 pontos, com outro local de Saquarema, Daniel Templar, ficando com a última vaga do dia, superando um dos favoritos ao título do Quiksilver Pro QS 3000, Samuel Pupo.

Raoni Monteiro Raoni Monteiro - WSL / Flor Yanez

VAGAS NAS QUARTAS DE FINAL - Os dezesseis que passaram por esta rodada que fechou a sexta-feira, vão disputar classificação para as quartas de final na quinta e última fase de confrontos formados por quatro competidores do Saquarema Surf Festival em homenagem a Leo Neves. Elas vão abrir o sábado, com Raoni Monteiro entrando na primeira bateria, que começa as 8h00, junto com Willian Cardoso, Thiago Camarão e Matheus Navarro.

O novo recordista de nota desta semana na Praia de Itaúna, Yago Dora, está na segunda do dia, com Alex Ribeiro, o peruano Miguel Tudela e o argentino José Gundesen. Na terceira, dois surfistas de Saquarema, João Chianca e Daniel Templar, enfrentam Marco Fernandez e Ryan Kainalo. E as últimas vagas para as quartas de final, serão disputadas por Jessé Mendes, Wesley Leite, o peruano Alonso Correa e o argentino Santiago Muniz.

Daniel Templar Daniel Templar - WSL / Flor Yanez

PRO JUNIOR SUB-20 - Na categoria Pro Junior Sub-20, as quartas de final já foram definidas na sexta-feira. Dos 32 participantes da competição masculina do Saquarema Surf Festival Junior Pro, apenas oito seguem na busca do título sul-americano da WSL Latin America, que será decidido no domingo. A primeira batalha pelas vagas nas semifinais, será entre Ryan Kainalo e Caio Costa. Na segunda, Diego Aguiar enfrenta Cauã Gonçalves. Na terceira, estão Cauã Costa e Heitor Mueller. E o saquaremense Daniel Templar disputa a última quarta de final com Daniel Adisaka.

Nenhum deles tem o título sul-americano Pro Junior no currículo, enquanto na categoria feminina, a catarinense Tainá Hinckel e a peruana Sol Aguirre podem igualar um feito único da paraibana Diana Cristina, tricampeã da categoria nos anos de 2008, 2009 e 2010. Depois, teve a peruana Miluska Tello vencendo os títulos de 2014 e 2015, a Sol em 2017 e 2018 e a Tainá em 2016 e 2019. Em 2016, o limite de idade da categoria Pro Junior passou a ser até 18 anos. Mas, voltou para 20 anos nesta temporada, por causa da pandemia do Covid-19 que paralisou as competições de surfe em 2020.

Taina Hinckel Taina Hinckel - WSL / Tony D'Andrea

TRICAMPEONATO - Tainá conquistou o último título disputado em 2019, no maior Circuito Sul-americano Pro Junior da história da WSL Latin America, com sete etapas realizadas no Brasil, Chile e Peru. Ela terá um desafio duríssimo nas quartas de final do Saquarema Surf Festival Junior Pro neste sábado, contra a campeã da etapa do WSL Qualifying Series encerrada no domingo passado em Florianópolis e nova sensação do surfe brasileiro, Laura Raupp.

As duas catarinenses vão disputar a segunda vaga para as semifinais. A primeira será entre Julia Duarte e Maju Freitas. Na sexta-feira, Julia venceu o confronto que Tainá passou em segundo lugar, enquanto Maju avançou junto com Laura Raupp, que fez o maior placar feminino do Saquarema Surf Festival Junior Pro, 12,17 pontos, com a nota 8,00 da sua última onda.

"Estou muito feliz de ter passado essa bateria, mas só consegui achar ondas no final, porque no início ficou 10 minutos sem vir uma onda", disse Laura Raupp. "Foi bizarro isso, mas consegui achar uma direita de 4 pontos e na última onda agora tirei um 8,00, então estou muito feliz. Tinha mais backwash do que onda na bateria, mas tem que se adaptar as condições do mar, achar as ondas pra fazer as notas e estou muito feliz por ter conseguido isso".

Laura Raupp Laura Raupp - WSL / Tony D'Andrea

Na chave de baixo, um duelo entre Brasil e Peru vai apontar a segunda finalista na decisão do título sul-americano Pro Junior de 2021 da WSL Latin America. Isto porque a terceira bateria será 100% verde-amarela, entre Pamella Mel e a irmã do tricampeão mundial, Sophia Medina. E na última estão duas surfistas do Peru, Sol Aguirre e Arena Rodriguez Vargas.

CENTRO DE TREINAMENTO DE SURF LEO NEVES - O Centro de Treinamento de Surf Leo Neves, construído pela Prefeitura Municipal de Saquarema na Av. Oceânica, na Praia de Itaúna, ia ser inaugurado na sexta-feira, mas a cerimônia foi cancelada devido as chuvas que caíram na cidade o dia todo. A Prefeitura anunciou que, com a melhora do tempo para o fim de semana, a inauguração está confirmada para este sábado, às 18h00, para que os participantes do Saquarema Surf Festival possam conhecer as instalações de mais uma homenagem da cidade para o bicampeão brasileiro Leo Neves.

Dentro do Centro de Treinamento de Surf Leo Neves, foi criado o Museu de Surfe de Saquarema com um espaço dedicado a apresentar a história do surfe, destacando a importância da cidade como a Meca do esporte no Brasil. Além disso, será inaugurada a Calçada da Fama, com as marcas dos pés e as assinaturas de surfistas famosos. Alguns já eternizaram suas pegadas, como os campeões mundiais Gabriel Medina, John John Florence, Adriano de Souza, Stephanie Gilmore, das vice-campeãs mundiais Tatiana Weston-Webb, Silvana Lima e Jacqueline Silva, entre outros que virão.

Centro de Treinamento Leo Neves Centro de Treinamento Leo Neves - WSL / Thiago Diz

O Saquarema Surf Festival apresentado pela Prefeitura Municipal de Saquarema, é um evento licenciado pela WSL Latin America para a 213 Sports realizar uma etapa do WSL Qualifying Series e seletivas sul-americanas para os mundiais das categorias Pro Junior e Longboard, todas para homens e mulheres competirem na Praia de Itaúna. O evento tem patrocínio da Quiksilver, ROXY, 51 ICE, Corona, apoio da Orthopride, Stanley Brasil, Monster Energy e parceria da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro (FESERJ), Associação de Surf de Saquarema (ASS), MegAçaí e dos sites Ricosurf e Waves. O evento está sendo transmitido ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download