WSL / Mariano Antúnez
NewsRip Curl Pro Argentina

Argentinos tentam primeira vitória em casa no Rip Curl Pro Playa Grande

Os títulos da sétima edição do Rip Curl Pro Playa Grande serão decididos neste domingo e dois argentinos vão tentar a primeira vitória em casa, Leandro Usuna campeão sul-americano da WSL South America em 2016 e a igualmente experiente Ornella Pellizari. Até agora, só deu Brasil no alto do pódio em Mar del Plata, desde a estreia em 2013. E a equatoriana Dominic Barona ganhou as duas únicas etapas femininas nas ondas de Biologia, na Playa Grande. Ela foi uma das oito classificadas para as quartas de final e no sábado também foram definidos quatro finalistas do masculino. A primeira chamada do domingo será as 7h40 na Argentina.

Rip Curl Pro Playa Grande Rip Curl Pro Playa Grande WSL / Mariano Antúnez

Enquanto Dominic Barona tenta o tricampeonato no QS 1000 Rip Curl Pro Playa Grande, um novo campeão será conhecido no QS 1500 masculino. O único que tinha chance de conseguir um bicampeonato era Thiago Camarão, vencedor em 2017, que foi barrado na primeira bateria do dia em Biologia. O argentino Leandro Usuna é o mais experiente entre os quatro que já se classificaram nos dois confrontos que fecharam o sábado na Argentina.

Lele Usuna acabou com a hegemonia de títulos sul-americanos do Brasil na WSL South America em 2016 e pode repetir o feito na história da única etapa do Circuito Mundial da World Surf League na Argentina neste domingo. Ele tem 31 anos de idade e vai abrir as quartas de final com o brasileiro Igor Moraes, 22 anos. A outra bateria das quartas de final já formada no sábado tem outro brasileiro, Matheus Navarro, 24, que já venceu uma etapa do QS 1500 esse ano nos Estados Unidos, com o jovem chileno de 18 anos, Gustavo Dvorquez.

Leandro Usuna - Rip Curl Pro Playa Grande Leandro Usuna WSL / Mariano Antúnez

Mais seis brasileiros estão nas duas últimas batalhas por vagas nas quartas de final, que ficaram para abrir o domingo na Argentina. Na primeira do dia, o chileno Roberto Araki enfrenta três, Luan Wood, Luciano Brulher e Lucas Vicente. Na seguinte, o peruano Lucca Mesinas, que no ano passado foi campeão norte-americano pelo ranking regional da WSL North America, está com o recordista do sábado nas ondas de Biologia, Deyvson Santos, o também potiguar Mateus Sena e o paulista Wesley Leite.

QS 1000 FEMININO - No QS 1000 feminino, as quartas de final do Rip Curl Pro Playa Grande já foram definidas no sábado e todas terão uma brasileira disputando classificação contra surfistas de outros países. A bicampeã Dominic Barona abre a batalha por vagas nas semifinais com a pernambucana Monik Santos. A carioca Karol Ribeiro entra na segunda com a peruana Daniela Rosas. A argentina Ornella Pellizzari está na terceira com a paulista Camila Cassia e na última a jovem catarinense de apenas 15 anos de idade, Taina Hinckel, enfrenta a chilena Lorena Fica.

Ornella Pellizzari - Rip Curl Pro Playa Grande Ornella Pellizzari WSL / Mariano Antúnez

Enquanto os homens já estão disputando a terceira etapa organizada pela WSL South America da categoria masculina esse ano, no Rip Curl Pro Playa Grande está sendo iniciada a corrida pelo título sul-americano feminino da temporada. A campeã do ano passado foi Dominic Barona. O resultado do QS 1000 de Mar del Plata vai formar o primeiro ranking de 2019 e, para as meninas, tem mais sete etapas previstas na América do Sul valendo pontos para o WSL Qualifying Series e para o ranking regional da WSL South America.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download