Em mais um dia de mar pesado na Playa de la FAE, com ondas de 4-5 p√©s e forte correnteza, foram definidas as quartas de final femininas do Corona Open Salinas Surf City apresentado por Hyundai New Tucson 2022 na Pen√≠nsula de Santa Elena, no Equador. As meninas enfrentaram as condi√ß√Ķes desafiadoras duas vezes na quinta-feira. Na primeira, a peruana Sol Aguirre e a argentina Josefina An√©, garantiram suas classifica√ß√Ķes para o Challenger Series. Agora, s√≥ resta uma vaga no grupo das top-5 do ranking da WSL Latin America, a ser disputada pela equatoriana Dominic Barona e a brasileira Julia Duarte. Na sexta-feira, o dia inicia pela segunda fase masculina, as 9h00 no Equador, 11h00 no Brasil, ao vivo pelo www.wsllatinamerica.com.

Rafael Clemente - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Rafael Clemente - WSL / Kevin Moncayo

A quinta-feira come√ßou e terminou com vit√≥rias do Equador. Rafael Clemente e Diego Aguiar ganharam as baterias que restavam para fechar a primeira fase e Alex Su√°rez ainda ficou com a √ļltima vaga para enfrentar os cabe√ßas de chave do QS 1000 de Salinas, que estreiam na segunda fase. E a surfista que vai representar o Equador na estreia do surfe como modalidade ol√≠mpica nos Jogos de T√≥quio, Dominic Barona, fechou o dia vencendo a √ļltima batalha pelas vagas nas quartas de final do Corona Open Salinas Surf City.

Foi a segunda vit√≥ria de Mimi Barona na quinta-feira e ela j√° entrou na lista das cinco surfistas que a WSL Latin America indica para o Challenger Series, novo circuito da World Surf League que vai classificar os surfistas para completar a elite mundial do Championship Tour. Com a passagem para as quartas de final, a equatoriana tirou tr√™s concorrentes da briga pela √ļltima vaga no G-5, a peruana Melanie Giunta, a havaiana Summer Macedo e a brasileira Nair√™ Marquez. A √ļnica que ainda segue na disputa, √© outra jovem brasileira, Julia Duarte.

Dominic Barona - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Dominic Barona - WSL / Kevin Moncayo

"As ondas est√£o at√© maiores do que ontem, a condi√ß√£o bem dif√≠cil e La FAE sempre tem boas ondas, √© um dos picos mais constantes do Equador. Na verdade, a √ļltima vez que surfei aqui eu ainda era Junior, uns 11 anos atr√°s, mas ainda lembro como √© a onda", confessou Dominic Barona. "Todas as meninas est√£o aqui com vontade de ganhar, ent√£o tento fazer meu melhor. O n√≠vel est√° superforte, as condi√ß√Ķes est√£o dif√≠ceis, ent√£o vamos com tudo. Tenho a chance de uma vaga no Challenger, ent√£o estou aqui para isso e, tamb√©m, como treinamento para as Olimp√≠adas de T√≥quio. √Č incr√≠vel ter dois campeonatos seguidos aqui no Equador em plena pandemia, ent√£o √© algo que temos que agradecer a todas as pessoas que tornaram poss√≠vel esses eventos".

VAGAS CONFIRMADAS - Enquanto Mimi Barona e Julia Duarte ainda est√£o na luta por uma vaga para disputar as etapas do Challenger Series no segundo semestre, duas surfistas j√° confirmaram seus nomes em suas estreias no Corona Open Salinas Surf City. A primeira foi a argentina Josefina An√©, mas s√≥ na onda que surfou no √ļltimo minuto da sua bateria. Com ela, saltou do terceiro para o primeiro lugar e a jovem brasileira Nair√™ Marquez caiu para segundo, com ambas eliminando a porto-riquenha Jolari Carreras e a equatoriana Fanny Villao.

Josefina Ane - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Josefina Ane - WSL / Kevin Moncayo

"Estou muito contente em conseguir passar a bateria nos √ļltimos segundos, que me garantiu uma vaga para o Challenger", vibrou Josefina An√©. "Estou feliz por estar no Equador competindo nestas duas etapas do QS. O campeonato anterior, em Monta√Īita, tinha ondas incr√≠veis, agora estamos aqui em La FAE, que tem uma onda que me encanta muito tamb√©m. Estive aqui em 2014 no Mundial da ISA, ent√£o fico feliz por estar aqui novamente".

A segunda surfista a garantir vaga no Challenger Series foi a jovem peruana Sol Aguirre, de apenas 17 anos de idade. Ela j√° tinha se destacado no Corona Open Monta√Īita Surf City na semana passada e na quinta-feira mostrou toda a pot√™ncia do seu backside nas esquerdas da Playa de la FAE, batendo os recordes de Silvana Lima na primeira bateria do dia. A √ļltima onda que surfou foi impressionante e arrancou nota 8,25 dos ju√≠zes. Com ela, atingiu 15,00 pontos, superando a nota 7,00 e os 12,25 da brasileira.

Sol Aguirre - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Sol Aguirre - WSL / Kevin Moncayo

"Estou bem cansada. Foi uma bateria dif√≠cil, com competidoras muito boas, mas me sinto feliz em passar essa bateria e porque j√° me classifiquei para o Challenger Series", disse Sol Aguirre. "O mar aqui √© totalmente diferente de Monta√Īita, mas estamos competindo num n√≠vel super alto e temos sempre que mostrar nosso melhor dentro d¬ī√°gua. As ondas est√£o dif√≠ceis para todas, o mar est√° supercomplicado, mas √© bom porque serve como treinamento para os Challenger, que ser√£o em ondas de beach break (fundo de areia) tamb√©m como aqui".

NOVA GERAÇÃO BRASILEIRA - Se na primeira fase, as surfistas mais bem ranqueadas confirmaram o favoritismo, na segunda a nova geração brasileira surpreendeu e garantiu maioria entre as oito finalistas, conquistando quatro vagas. Isso desde a primeira disputa por vagas nas quartas de final, que tinha duas classificadas para a estreia do surfe nas Olimpíadas e que líderam do ranking da WSL Latin America, a peruana Daniella Rosas e Silvana Lima.

Foi um confronto de poucas ondas surfadas no mar dif√≠cil da Playa de la FAE, que fica dentro uma base militar da For√ßa A√©rea do Equador. A n√ļmero 1, Daniella Rosas, passou em primeiro lugar e a vice-l√≠der, Silvana Lima, estava avan√ßando em segundo at√© o √ļltimo minuto, mesmo tendo conseguido surfar s√≥ uma onda boa, nota 5,75. A jovem paulista de Ubatuba, Nair√™ Marquez, tinha um 5,25 e fez uma onda no final, que valeu 3,70 para ficar com a segunda vaga para as quartas de final, eliminando Silvana que fez parte da elite do CT at√© 2019 e a bicampe√£ sul-americana Pro Junior Sub-18 da WSL Latin America, Tain√° Hinckel.

Daniella Rosas - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Daniella Rosas - WSL / Kevin Moncayo

"O mar est√° superdif√≠cil, mas usei a estrat√©gia que estava na cabe√ßa e estou feliz por ter passado essa bateria, que era muito dif√≠cil contra tr√™s brasileiras", disse Daniella Rosas. "L√° em Monta√Īita n√£o fui muito bem, mas isso me deu mais gana e espero conseguir um resultado melhor aqui. J√° comecei bem com minha estrat√©gia, que era pegar duas ondas boas, para fazer boas notas. As tr√™s brasileiras eram muito fortes. Tinha a Silvana Lima, que √© uma competidora incr√≠vel, do CT, a Tain√° que enfrentei bastante no Pro Junior e a Nair√™ tamb√©m, que vem surpreendendo. Ent√£o, fico feliz em ter passado a bateria em primeiro lugar".

Nair√™ Marquez tem apenas 15 anos de idade e j√° surpreendeu no Corona Open Monta√Īita Surf City nas direitas de Monta√Īita, onde s√≥ parou nas semifinais e dividiu o terceiro lugar no p√≥dio com a equatoriana Dominic Barona. Agora, j√° est√° nas quartas de final, em um duelo brasileiro com Julia Duarte, que j√° subiu para o sexto lugar no ranking da WSL Latin America e est√° na briga pela √ļltima vaga no Challenger Series com Mimi Barona.

CONFIRMADAS ELIMINADAS - Julia venceu a segunda classificat√≥ria para as quartas de final, que terminou com outra surpresa, a elimina√ß√£o da n√ļmero 4 do ranking da WSL Latin America, Josefina An√©. A argentina tinha garantido seu nome para o Challenger Series e acabou barrada pela irm√£ mais jovem do bicampe√£o mundial, Gabriel Medina. Este √© apenas o terceiro evento da World Surf League que Sophia Medina participa e j√° vai disputar uma quarta de final com a atual campe√£ sul-americana e surfista ol√≠mpica, Daniella Rosas, do Peru.

Summer Macedo - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Summer Macedo - WSL / Kevin Moncayo

Na terceira bateria da segunda fase, a peruana Melanie Giunta e a havaiana Summer Macedo, passaram para as quartas de final ainda com chances matem√°ticas na disputa pela √ļltima vaga no G-5 da WSL Latin America. Mas, a equatoriana Dominic Barona tirou as duas da briga, com sua classifica√ß√£o na √ļltima bateria do dia. Essa tamb√©m foi encerrada com uma surpresa, a recordista absoluta nas ondas da Playa de la FAE, Sol Aguirre, sendo eliminada por outra surfista da nov√≠ssima gera√ß√£o do surfe feminino do Brasil, Isabela Saldanha.

QUARTAS DE FINAL - Este resultado completou as baterias das quartas de final do Corona Open Salinas Surf City. Na primeira, est√£o a peruana Daniella Rosas e Sophia Medina, que ganhou tudo no Brasil nas categorias de base e est√° iniciando sua carreira em competi√ß√Ķes profissionais. A segunda √© 100% brasileira, entre Julia Duarte e Nair√™ Marquez.

Julia Duarte - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 Julia Duarte - WSL / Kevin Moncayo

Se Julia perder esta, Dominic Barona j√° pode festejar a √ļltima vaga no Challenger Series, antes de competir. A equatoriana est√° na √ļltima bateria com a havaiana Summer Macedo, vice-campe√£ na final contra Silvana Lima no QS 1000 de Monta√Īita no domingo. Quem passar, enfrenta na segunda semifinal a vencedora do duelo entre Melanie Giunta e Isabela Saldanha

O Corona Open Salinas Surf City apresentado por Hyundai New Tucson 2022 está sendo transmitido ao vivo da Playa de la FAE, em Salinas pelo www.worldsurfleague.com e www.wsllatinamerica.com e pelo aplicativo grátis da World Surf League, clicando em EVENTS e QS. A segunda fase masculina, com a estreia dos 32 cabeças de chave, começa as 9h00 da sexta-feira no Equador, 11h00 no Brasil.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download