Os 176 surfistas de 9 países que vão disputar os títulos do Billabong apresenta LayBack Pro, já estão escalados para estrear na Praia Mole, em Florianópolis. Os 144 competidores da etapa do WSL Qualifying Series com status QS 3000, foram divididos em quatro fases, de acordo com suas posições no ranking mundial. Já as 32 participantes do QS 1000 feminino, entram juntas na rodada inicial. O primeiro campeonato da World Surf League no Brasil, após a pandemia do Covid-19 que paralisou o Circuito Mundial de Surfe em março de 2020, será iniciado pela categoria masculina, às 8h00 da quarta-feira na Praia Mole, com transmissão ao vivo pelo www.worldsurfleague.com.

Praia Mole, Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Praia Mole volta a sediar uma etapa do WSL Qualifying Series após 11 anos - WSL / Marcio David

A previsão inicial é realizar 24 baterias de 20 minutos por dia, das 8h00 até as 16h00, nos dois primeiros dias do Billabong apresenta LayBack Pro. A quarta-feira será o único só com os homens competindo na Praia Mole, com 64 surfistas estreando no primeiro dia, 32 nas 8 baterias da primeira fase e 48 nas 16 da segunda. Na quinta-feira, o dia deve começar pelas mulheres, com as 32 atletas divididas em 8 baterias. Depois, estreiam mais 32 homens na terceira fase masculina, para enfrentar os 32 classificados na quarta-feira.

Nestas primeiras fases, as baterias são formadas por quatro competidores e os dois melhores se classificam. No QS 3000 masculino, são 32 surfistas entrando na primeira fase, mais 48 na segunda, outros 32 pré-classificados na terceira e as principais estrelas do Billabong apresenta LayBack Pro, fazem parte da lista dos 32 principais cabeças de chave, que só vão estrear na quarta fase da competição. Entre eles, estão seis titulares da "seleção brasileira" do CT 2021, o campeão mundial Adriano de Souza, o cabeça de chave número 1 do evento, Yago Dora, Jadson André, Miguel Pupo, Caio Ibelli e Alex Ribeiro.

BARRA DE LA CRUZ, OAXACA, MEXICO - AUGUST 10: 2015 WSL Champion Adriano De Souza of Brazil surfing in Heat 11 of the Seeding Round of the Corona Open Mexico presented by Quiksilver on August 10, 2021 Barra de la Cruz, Oaxaca, Mexico. (Photo by Thiago Diz/ Adriano de Souza é um dos 32 cabeças de chave da quarta fase - WSL / Thiago Diz

A divisão dos atletas pelas quatro fases, é feita conforme suas posições nos rankings da World Surf League e da WSL Latin America. No QS 3000, a rodada inicial tem 8 baterias, enquanto a segunda, terceira e quarta fases, são formadas por 16 baterias cada. O Billabong apresenta LayBack Pro vai abrir os rankings regionais da WSL Latin America, que classificarão 10 homens e 5 mulheres para o WSL Challenger Series de 2022, o novo campo de batalha por vagas para a elite do World Surf League Championship Tour.

Todos recebem pontos de acordo com suas colocações no evento. Quem ficar em último nas baterias da primeira fase, termina em 137.o lugar e marca apenas 10 pontos. Os terceiros colocados ficam em 129.o lugar com 14 pontos. Já os dois que avançarem, garantem um mínimo de 24 pontos do 113.o lugar. A pontuação vai subindo a cada fase e o campeão do Billabong apresenta LayBack Pro larga na frente do ranking com 3.000 pontos.

Uma bateria 100% brasileira vai abrir a competição, às 8h00 da quarta-feira na Praia Mole, com Odacir Nonato, Guilherme Luiz, José Eduardo e Danilo Silva, disputando as duas primeiras vagas para a segunda fase. Os principais destaques desta rodada inicial são o bicampeão brasileiro Messias Felix e o carioca Raoni Monteiro, que por muitos anos representou o Brasil na divisão de elite da World Surf League. O cearense estreia na segunda bateria com Israel Junior, Murilo Brandt e Amando Tenorio. Raoni entra na quarta com mais três brasileiros, Thiago Guimarães, Claudio Stanisci e Vitor Valentim.

Raoni Monteiro Raoni Monteiro é uma das atrações da primeira fase na quarta-feira - WSL / Tom Bennett

11 ANOS DEPOIS - O Billabong apresenta LayBack Pro marca o retorno da Praia Mole ao calendário do WSL Qualifying Series após 11 anos e de Florianópolis, que há 6 anos não sediava uma etapa da World Surf League. Entre os 144 inscritos para competir esse ano, apenas 27 surfistas participaram da última etapa na Praia Mole em 2010. Quatro deles estão na primeira fase, que vai abrir a quarta-feira, Messias Felix que entra na segunda bateria, Raoni Monteiro e Thiago Guimarães na quarta e Diego Rosa na sétima.

Aquele campeonato de 2010 foi vencido pelo espanhol Aritz Aranburu, derrotando o gaúcho Rodrigo Dornelles na final. Eles chegaram na decisão do título passando por dois paulistas nas semifinais, Caio Ibelli que vai competir esse ano e o hoje tricampeão mundial Gabriel Medina, que tentava um bicampeonato consecutivo na Praia Mole. Em 2009, Medina tinha se tornado o surfista mais jovem a vencer uma etapa da World Surf League nessa mesma praia, com apenas 15 anos de idade.

Além de Caio Ibelli, mais 12 cabeças de chave do Billabong apresenta LayBack Pro que só estreiam na quarta fase, competiram na Praia Mole 11 anos atrás, os igualmente titulares da "seleção brasileira" do CT 2021, Jadson André, Miguel Pupo e Alex Ribeiro, os ex-tops da elite, Alejo Muniz, Willian Cardoso, Ian Gouveia, Jessé Mendes e Wiggolly Dantas. Completam essa lista, Thiago Camarão, Bino Lopes, Marco Fernandez e Robson Santos.

HOSSEGOR, FRANCE - OCTOBER 19 : Caio Ibelli of Brazil surfing during Round of 96 of the Quilsilver Pro France on October 19, 2021 in Hossegor, France. (Photo by Damien Poullenot/World Surf League) Caio Ibelli foi semifinalista no última etapa da WSL na Praia Mole em 2010 - WSL / Damien Poullenot

Entre os 48 que entrarão na segunda fase do Billabong apresenta LayBack Pro na quarta-feira, cinco também participaram daquela etapa de 2010, Caetano Vargas na quinta bateria, o ex-top do CT, Marco Polo, na sétima, Alan Jhones na nona, Franklin Serpa na décima e Marcio Farney na 11.a. Mais cinco estão na relação dos 32 pré-classificados da terceira fase, o chileno Manuel Selman na terceira bateria e Hizunomê Bettero na sétima, Flavio Nakagima na oitava, Alan Donato na 14.a e Krystian Kymerson na 15.a.

QS 1000 FEMININO - Entre as 32 participantes do Billabong apresenta LayBack Pro, a maioria é de uma nova geração de surfistas com pouca ou até nenhuma participação no Circuito Mundial da World Surf League. Nove delas vão estrear em etapas do WSL Qualifying Series na Praia Mole: Laura Raupp, Isabelle Nalu, Pamella Mel, Maya Carpinelli, Alexia Monteiro, Kemily Sampaio, Kiany Hyakutake, Potira Castaman e a inglesa Sky Brown, medalhista olímpica no skate que faz parte da equipe de surfe da Billabong. Outras duas, Naire Marquez e Yasmin Dias, só disputaram as etapas da WSL Latin America disputadas em junho deste ano no Equador.

ERICEIRA, PORTUGAL - OCTOBER  6 : Silvana Lima of Brazil surfing in Round of 64 at  the Meo Vissla Ericeira Pro on October 6, 2021 in Ericeira, Portugal. (Photo by Damien Poullenot/World Surf League) Silvana Lima - WSL / Damien Poullenot

As únicas que competiram na Praia Mole na única etapa feminina disputada 10 anos atrás, foram a cearense Silvana Lima, a pernambucana Monik Santos e a catarinense Marina Rezende, que está escalada na primeira bateria do Billabong apresenta LayBack Pro. Marina vai enfrentar duas estreantes no QS, Bruna Carderelli e Maya Carpinelli, além da peruana Daniella Rosas, atual campeã sul-americana da WSL Latin America que participou da estreia do surfe nas Olimpíadas, como Silvana Lima e a equatoriana Dominic Barona.

Silvana por muitos anos fez parte da elite do CT, foi vice-campeã mundial duas vezes e parou nas semifinais daquela etapa de 2010 na Praia Mole, vencida pela havaiana Coco Ho. Ela e Monik Santos vão estrear na mesma quinta bateria, junto com Karol Ribeiro e Yasmin Dias. Outras atrações na Praia Mole são as bicampeãs sul-americanas da categoria Pro Junior, a catarinense Tainá Hinckel (2016 e 2019) e a peruana Sol Aguirre (2017 e 2018), a irmã do tricampeão mundial, Sophia Medina, e Summer Macedo, que iniciou a carreira competindo como havaiana e esse ano passou a representar o Brasil.

Daniella Rosas - Corona Salinas Open presented by Hyundai New Tucson 2022 A peruana Daniella Rosas vai disputar a primeira bateria feminina na Praia Mole - WSL / Kevin Moncayo

ATRAÇÕES EXTRAS - A principal patrocinadora do Billabong apresenta LayBack Pro, a LayBack Beer, marca de cerveja criada pelo medalhista olímpico no skate, Pedro Barros, já patrocina vários skatistas e surfistas, como Miguel Pupo do CT, Ian Gouveia, Thiago Camarão, Lucas Silveira e a jovem promessa Laura Raupp. O espírito LayBack nasceu em Floripa e suas vertentes - Casa Dipraia, Surf House, Basement, Pátio, Mirante e Brewpub - se tornaram lugares de compartilhamento e vivência da cultura da marca pelo Brasil, enquanto apoia o skate, o surfe, a arte, a música e o estilo de vida colaborativo.

Esse espírito estará presente nas várias atrações extra-competição programadas para todas as noites do Billabong apresenta LayBack Pro pela Ilha de Santa Catarina. Na quarta-feira (dia 10), o pico de encontro da galera é na Casa Soulmar Floripa localizada no Bairro Rio Tavares, na quinta-feira será no Layback Basement na Praia Mole, na sexta-feira no John Bull Layback Brew Pub na Lagoa da Conceição, no sábado no The Search House na Barra da Lagoa e no domingo novamente no John Bull Layback Brew Pub.

Layback Pro - QS Praia Mole Cartaz divulgação do Billabong apresenta LayBack Pro na Praia Mole de Florianópolis - WSL / WSL Latin America

O LayBack Pro apresentado pela Billabong é uma realização da Federação Catarinense de Surf (FECASURF) com a Agência Esporte Arte (AEA) como co-realizadora e a licenciada pela WSL Latin America para promover uma etapa do WSL Qualifying Series, com patrocínios da Corona e GND Incorporadora e apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis, através da Secretaria de Cultura, Esporte e Lazer, da Fundação Municipal de Esportes, do Hotel Selina Floripa, da Associação de Surf da Praia Mole (ASPM) e do site Waves. A competição será transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e pelo aplicativo grátis da WSL.

World Surf League
Download it for free on the App store. Download it for free on Google Play.
Download
Download